A PROMOÇÃO DA TRANSPARÊNCIA E DO ACESSO À INFORMAÇÃO E DADOS PÚBLICOS VIA INTERNET: um estudo no Estado do Tocantins

Palavras-chave: transparência

Resumo

A construção de uma sociedade mais justa, livre e solidária depende da efetiva cooperação e participação dos cidadãos. Esta pesquisa objetivou analisar a efetiva utilização da Internet como um mecanismo promotor da transparência e do acesso à Informação e Dados Públicos, pela população do Tocantins, especificamente por meio dos Portais da Transparência dos municípios. Para a amostra, foram escolhidos os maiores 25 municípios do estado do Tocantins e analisadas as prestações de contas públicas (na Internet) destes municípios, por meio de navegação orientada por uma estrutura de 32 aspectos de análise de acordo com os princípios da teoria da comunicação e o Manual de Acessibilidade do Governo Brasileiro (aplicável à navegação nos sites da gestão pública no Brasil).

 

PALAVRAS-CHAVE: Portal da Transparência; Tocantins; Internet, contas públicas.

 

 

ABSTRACT

Building a more just, free and supportive society depends on the effective cooperation and participation of citizens. This research aimed to analyze the effective use of the Internet as a mechanism to promote transparency and access to Public Information and Data, by the population of Tocantins, specifically through the Transparency Portals of the municipalities. For the sample, the largest 25 municipalities in the state of Tocantins were chosen and the public accounts (on the Internet) of these municipalities were analyzed through navigation guided by a structure of 32 aspects of analysis according to the principles of communication theory and the Brazilian Government Accessibility Manual (applicable to navigation on public management sites in Brazil).

 

KEYWORDS: Transparency Portal; Tocantins; Internet, public accounts.

 

 

RESUMEN

La construcción de una sociedad más justa, libre y solidaria depende de la efectiva cooperación y participación de los ciudadanos. Esta investigación objetivó analizar la efectiva utilización de Internet como un mecanismo promotor de la transparencia y del acceso a la Información y los datos públicos, por la población de Tocantins, específicamente a través de los Portales de la Transparencia de los municipios. Para la muestra, fueron elegidos los mayores 25 municipios del estado de Tocantins y analizadas las prestaciones de cuentas públicas (en Internet) de estos municipios, por medio de navegación orientada por una estructura de 32 aspectos de análisis de acuerdo con los principios de la teoría de la comunicación y el Manual de Accesibilidad del Gobierno Brasileño (aplicable a la navegación en los sitios de la gestión pública en Brasil).

 

PALABRAS CLAVE: Portal de la Transparencia; Tocantins; Internet, cuentas públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suzana Gilioli Nunes, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em administração (Universidade Presbiteriana Mackenzie), mestre em gestão da qualidade (UNICAMP), graduada em administração (PUC-Goiás). Professora do curso de administração e do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Federal do Tocantins (UFT). E-mail: suzanagilioli@yahoo.com.br

Nelson Russo de Moraes, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutorado em Comunicação e Cultura Contemporânea,Mestre em Serviço Social, Graduado em Administração, E-mail: nelsonrusso.unesp@gmail.com.

Romário Rocha do Nascimento, Universidade Federal do Tocantins

Graduação em Administração. E-mail:  admrocha13@gmail.com.

Referências

BOBBIO, Norberto, 1998. Dicionário de política, - Brasília: Editora Universidade de Brasília, 10ª ed. 1997.

______. BOBBIO, Norberto, 1987. Estado, Governo e Sociedade: Por uma Teoria Geral da Política, 4ª Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Texto de 5 de outubro de 1988 e alterações adotadas pela emendas Constitucionais nos 1/1992 a 55/2007 e pelas Emendas Constitucionais de Revisão nos a 6/1994.

______. Lei Complementar Federal Nº 101, (Lei de Responsabilidade Fiscal), de 04 de maio de 2000. Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. Disponível em .

______. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: como notas remissivas às principais leis básicas. Atualização e notas por Wladimir Novaes Filho. 10. ed. São Paulo: LTr, 2007. atualizada até a Emenda Constitucional nº 53, de 19 de dezembro de 141 2006.

_______. Constituição Federal de 1988. Brasília: Senado Federal (Subsecretaria de Edições Técnicas), 1998.

_______. Emenda constitucional nº 19 (04/06/1998). Brasília: Presidência da república. Disponível em <http:///www.planalto.gov.br/ccivil/leis/ LCP/Lcp101.htm>. Acesso em 01/07/2017.

_______. Lei complementar nº 101 (de 04 de maio de 2000). Brasília: Presidência da república. Disponível em <http:///www.planalto.gov.br/ccivil/leis/ LCP/Lcp101.htm>. Acesso em 01/07/2017.

_______. Lei complementar nº 131 (de 27 de maio de 2009). Brasília: Presidência da república. Disponível em <http:///www.planalto.gov.br/ccivil/leis/ LCP/Lcp131.htm>. Acesso em 01/07/2017.

_______. Decreto nº 7.185 (de 27 de maio de 2010). Brasília: Presidência da república. Disponível em <http:///www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007_2010/ Decreto/D7185.htm>. Acesso em 01/07/2017.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da Administração: Uma visão abrangente da moderna administração das organizações. 7. Ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003 científica. – 3. ed. – São Caetano do Sul: Yendis Editora, 2008.b

CONDURU, M.T.; RODRIGUES, J.A. Elaboração de trabalhos acadêmicos: normas, critérios e procedimentos. Belém: Edufpa, 2010.

CUNHA, Luiz Antônio. Educação, estado e democracia no Brasil. São Paulo: Cortez; Niterói: Ed.da UFF; Brasília: Ed. Flacso do Brasil, 2003.

DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 17. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

______, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 2. Ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HOUAISS, A. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

IBGE. Cidades. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/x. Acessado em 26/02/2017.

Portal da transparência. Disponível em: http://www.portaltransparencia.gov.br/. Acessado em 27/02/2017.

LOPES, Luís Sérgio de Oliveira. Ética e Cidadania - Curso de Especialização em Educação Fiscal e Cidadania. Brasília: Escola de Administração Fazendária - ESAF, 2008. Apostila.

MANNARINO,R.P. Prestação de contas do governo da República: Para quem? A sociedade brasileira?. Brasília, 2006, p.9. Disponível em <http://portal2.tcu.gov.br/portal/pls/portal/docs/2054232.PDF>. Acessado em: junho de 2011.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R.. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MATIAS-PEREIRA, José. Manual de gestão pública contemporâneo. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2009

______________, José. Manual de metodologia da pesquisa científica. São Paulo: Atlas, 2010.

NETO, M.C. A transparência e o controle social como paradigmas para a gestão pública no Estado moderno. Administração pública: direitos administrativos, financeiros e gestão pública: prática, inovação e polêmicas. São Paulo: Revista dos Tribunais. 2002. p. 321.

SILVA, Francisco Carlos da Cruz. Controle Social: reformando a Administração para a Sociedade. Bahia. 2005. Disponível em <http://www.revistaoes.ufba.br>. Acessado em: novembro de 2011.

TEIXEIRA, Alberto. A internet na transparência pública municipal: A experiência do estado do Ceará. / Alberto Teixeira: Fundação Konrad Adenauer, 2004.

Publicado
2019-01-14
Como Citar
NUNES, S. G.; MORAES, N. R. DE; NASCIMENTO, R. R. DO. A PROMOÇÃO DA TRANSPARÊNCIA E DO ACESSO À INFORMAÇÃO E DADOS PÚBLICOS VIA INTERNET: um estudo no Estado do Tocantins. Revista Observatório, v. 5, n. 1, p. 396-427, 14 jan. 2019.
Seção
Dossiê Temático II / Thematic dossier II / Dossier temático II

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>