POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS: uma análise a partir dos documentos institucionais

Palavras-chave: Gestão, Relatórios, Assistência Estudantil, Consolidação

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a implantação da Política de Assistência Estudantil na Universidade Federal do Tocantins a partir dos documentos institucionais, fundamentados na revisão bibliográfica. A pesquisa se caracteriza como descritiva, de abordagem qualitativa, utilizando a pesquisa documental como técnica para coleta de dados. Os resultados demonstraram que desde a criação da Política de Assistência Estudantil da UFT, em 2005, os programas oferecidos foram modificados, buscando abranger todas as áreas do PNAES, porém, essa política ainda se encontra aquém do ideal. A análise dos relatórios institucionais mostra o crescimento da Política de Assistência Estudantil da UFT e os caminhos da gestão para sua consolidação, mas com relação a transparência das informações são necessários aperfeiçoamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Keile Aparecida Beraldo, Universidade Federal do Tocantins

Doutorado em Desenvolvimento Rural (UFRGS). Mestrado em Ciências do Ambiente (UFT). Graduação em Economia (FEA). E-mail: keile@uft.edu.br.

Nathanni Marrelli Matos Mauricio, Universidade Federal do Tocantins

Mestrando do Mestrado Profissional em Gestão de Políticas Públicas - GESPOL UFT, Especialista em Gestal Pública (FAEL) e graduação em Administração (UFT). E-mail: nathanni@uft.edu.br.

Waldecy Rodrigues, Universidade Federal do Tocantins

Graduado em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO),  mestre em Economia pela Universidade de Brasília (UnB), Doutor em Estudos do Desenvolvimento Comparado nas Américas (UnB) e Pós-Doutorado em Economia (UnB). Professor do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da Universidade Federal do Tocantins. E-mail: waldecy@uft.edu.br.

Referências

ALVES, E. J. Análise da política de assistência estudantil da Universidade Federal do Tocantins a partir dos relatórios de avaliação institucional da CPA. Seminários Regionais, 2013.

ASSIS, A. C. L. et al. As Políticas de Assistência Estudantil: experiências comparadas em universidades públicas brasileiras. Revista GUAL, Florianópolis, v. 6, n. 4, p. 125-146, Edição Especial. 2013.

BETZEK, S. B. F. Avaliação do Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES na UTFPR Câmpus Medianeira. 2015. 139 fl. Dissertação (Mestrado em Educação). Marília: Universidade Estadual Paulista – UNESP.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Decreto nº 7.234, de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES, 2010. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2010.

BRASIL. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União. Brasília, n. 248, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Manual de Gestão do Programa Bolsa Permanência. Brasília, DF: MEC, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. PNAES – Plano Nacional de Assistência Estudantil. Brasília, DF: MEC, 2018. Disponível em: . Acesso em 20 Abr. 2018.

CAMARA LEGISLATIVA. Recurso PNAES – valores empenhados de 2001 a 2015. 2016. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/ce/audiencias-publicas-1/apresentacoes/apresentacao-vicente-de-paula-sesu-mec>. Acesso em 20 Abr. 2018.

CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Vozes, 2008.

COSTA, M. C. C. F. Os impactos da Política de Assistência Estudantil no rendimento acadêmico. A Revista História, Movimento e Reflexão, v. 3, n. 1, 2017.

DOS REIS DUTRA, N. G.; DE SOUZA SANTOS, M.F. Assistência estudantil sob múltiplos olhares: a disputa de concepções. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 25, n. 94, p. 148-181, 2017.

DOURADO, L. F.; CATANI, A. M.; DE OLIVEIRA, J. F. Políticas e gestão da educação superior: transformações recentes e debates atuais. São Paulo: Xamã , 2003.

FONAPRACE, Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis. Revista Comemorativa 25 anos: Fórum Nacional de Pró-reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis. ANDIFES. UFU, PROEX, 2012.

GILIOLI, R.S. P. Evasão em instituições federais de ensino superior no Brasil: expansão da rede, Sisu e desafios. 2016.

GRAEFF, B. A. A política de assistência estudantil na universidade federal: da escola pública para o ensino superior. 2014. 101 fl. Dissertação ( Mestrado em Serviço Social). Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

IMPERATORI, T. K. The trajectory of student assistance in Brazilian higher education. Serviço Social & Sociedade, n. 129, p. 285-303, 2017

KOWALSKI, A. V. Os (des) caminhos da política de assistência estudantil e o desafio na garantia de direitos. 2012. Tese (Doutorado em Serviço Social). Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

LIMA, W. A. S.; FERREIRA, L. C. Mapeamento e Avaliação das Políticas Públicas de Assistência Estudantil nas Universidades Federais Brasileiras. Revista Meta: Avaliação, v. 8, n. 22, p. 116-148, 2016.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de Pesquisa: Planejamento, execução e amostragens. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

PAULA, M. F. C. Democratization policies of the Brazilian higher education: limits and challenges for the next decade. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 22, n. 2, p. 301-315, 2017.

SANTOS JUNIOR, J. S.; REAL, G. C. M.; OLIVEIRA, R. L. P. Aprimoramento da Gestão Acadêmica: intervenções e alternativas para controle da evasão estudantil. 2014.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Planejamento Estratégico 2006-2010): por uma universidade consolidada democrática, inserida na Amazônia. 2a impressão. Palmas, 2006. Disponível em < http://ww2.uft.edu.br/index.php/documentos?option=com_jalfresco&view=jalfresco&Itemid=148&id=f0ebc70c-e5ac-480d-9681-588db94285d9&folder_name=Planejamento%20Estrat%C3%A9gico> Acesso em 10 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Planejamento estratégico 2014-2022. Comitê de planejamento. Palmas, 2014. Disponível em < http://ww2.uft.edu.br/index.php/documentos?option=com_jalfresco&view=jalfresco&Itemid=148&id=f0ebc70c-e5ac-480d-9681-588db94285d9&folder_name=Planejamento%20Estrat%C3%A9gico> Acesso em 10 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Plano de Desenvolvimento Institucional 2007-2011. Palmas, 2007. Disponível em < http://ww2.uft.edu.br/index.php/documentos?option=com_jalfresco&view=jalfresco&Itemid=148&id=a7900f36-f81d-467f-b4b9-e2f97dcfc356&folder_name=Plano%20de%20Desenvolvimento%20Institucional%20(PDI)> Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Plano de Desenvolvimento Institucional 2011-2015. Palmas, 2011. Disponível em < http://ww2.uft.edu.br/index.php/documentos?option=com_jalfresco&view=jalfresco&Itemid=148&id=a7900f36-f81d-467f-b4b9-e2f97dcfc356&folder_name=Plano%20de%20Desenvolvimento%20Institucional%20(PDI)> Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Plano de Desenvolvimento Institucional 2016-2020. Palmas, 2016. Disponível em < http://ww2.uft.edu.br/index.php/documentos?option=com_jalfresco&view=jalfresco&Itemid=148&id=a7900f36-f81d-467f-b4b9-e2f97dcfc356&folder_name=Plano%20de%20Desenvolvimento%20Institucional%20(PDI)> Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Relatório de Avaliação Institucional 2013. Comissão Própria de Avaliação. Palmas, 2014. Disponível em< http://ww2.uft.edu.br/?option=com_jalfresco&view=jalfresco&id=ab4de842-b688-4dac-a209-4aeed2e120fa&folder_name=CPA&last=1> Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Relatório de Avaliação Institucional 2014. Comissão Própria de Avaliação. Palmas, 2015. Disponível em< http://ww2.uft.edu.br/?option=com_jalfresco&view=jalfresco&id=ab4de842-b688-4dac-a209-4aeed2e120fa&folder_name=CPA&last=1> Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Relatório de Avaliação Institucional 2015. Comissão Própria de Avaliação. Palmas, 2016. Disponível em< http://ww2.uft.edu.br/?option=com_jalfresco&view=jalfresco&id=ab4de842-b688-4dac-a209-4aeed2e120fa&folder_name=CPA&last=1> Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Relatório de Avaliação Institucional 2016. Comissão Própria de Avaliação. Palmas, 2017. Disponível em< http://ww2.uft.edu.br/?option=com_jalfresco&view=jalfresco&id=ab4de842-b688-4dac-a209-4aeed2e120fa&folder_name=CPA&last=1> Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Relatório de Gestão 2013. Palmas, 2014. Disponível em < http://ww2.uft.edu.br/?option=com_jalfresco&view=jalfresco&id=618d0193-be1a-43e8-93d3-afef6b739c0a&folder_name=Relat%C3%B3rios%20de%20Gest%C3%A3o&last=1> Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Relatório de Gestão 2014. Palmas, 2015. Disponível < http://ww2.uft.edu.br/?option=com_jalfresco&view=jalfresco&id=618d0193-be1a-43e8-93d3-afef6b739c0a&folder_name=Relat%C3%B3rios%20de%20Gest%C3%A3o&last=1> em Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Relatório de Gestão 2015. Palmas, 2016. Disponível em < http://ww2.uft.edu.br/?option=com_jalfresco&view=jalfresco&id=618d0193-be1a-43e8-93d3-afef6b739c0a&folder_name=Relat%C3%B3rios%20de%20Gest%C3%A3o&last=1> Acesso em 20 Abr. 2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT. Relatório de Gestão 2016. Palmas, 2017. Disponível em < http://ww2.uft.edu.br/?option=com_jalfresco&view=jalfresco&id=618d0193-be1a-43e8-93d3-afef6b739c0a&folder_name=Relat%C3%B3rios%20de%20Gest%C3%A3o&last=1> Acesso em 20 Abr. 2018.

VERGARA, S, C. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2003.

Publicado
2018-08-01
Como Citar
BERALDO, K. A.; MAURICIO, N. M. M.; RODRIGUES, W. POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS: uma análise a partir dos documentos institucionais. Revista Observatório, v. 4, n. 5, p. 849-881, 1 ago. 2018.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)