Critérios de Qualidade

Critérios de Qualidade / Quality Criteria / Criterios de calidad

 

[PT] Critérios de qualidade da comunicação científica

A Revista Observatório conta com uma rede de mais de 120  especialistas,  formado por um Conselho Editorial Nacional, incluindo 56 pesquisadores brasileiros,  um Conselho Editorial Internacional, incluindo 56 pesquisadores estrangeiros e um conselho editorial, com 9 especialistas, de diferentes universidades e instituições de investigação internacionais (Alemanha, Áustria, Brasil, Cabo Verde, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Guatemala, Itália, México, Moçambique,  Portugal, Reino Unido e Venezuela).

As funções do Conselho Editorial são para indicar, resguardar a política editorial e qualidade ao Editor da revista, propor, de acordo com as necessidades e expectativas, a realização de edições especiais sobre temas de especial interesse e /ou relevância, atuar como colaboradores e informar sobre questões editoriais e avaliação para aqueles que necessitam da informação.

Os Conselhos Editorial Nacional e Internacional  têm as funções principais de desenvolver, juntamente com o Editor, a estratégia científica da revista e a avaliação regular dos resultados, apoiar e orientar a maneira conceitual e científica desenvolvida pela revista. Eles também atuam como avaliadores da revista, projetando  cientificamente a revista internacionalmente.

A Revista Observatório  fornece informações detalhadas para os autores. O processo de editoria, avaliação e aceitação do manuscrito é completamente transparente e visível para os autores. Os critérios e procedimentos, bem como a revisão por pares também fazem parte das informações disponíveis.

A Revista Observatório  revista aceita manuscritos em Português, Inglês, Francês e Espanhol, o que demonstra sua forte presença internacional.

 

Critérios de qualidade do processo editorial

A Revista Observatório  é uma publicação trimestral, seguindo um processo rigoroso desde a sua criação em 2015. Nesse sentido, a revista mantém a uniformidade rígida em sua linha editorial e ao assunto da publicação.

Os manuscritos editados na Revista Observatório  foram submetidos a avaliações anteriores por especialistas do Conselho Editorial Nacional e Conselho Editorial Internacional, e quando necessário, a pesquisadores independentes de reconhecida competência na área.

Todos os trabalhos recebidos pela revista  estão sujeitos, como requisito mínimo, ao sistema de avaliação por pares, o que garante o anonimato na revisão de manuscritos. Em caso de discrepância entre os avaliadores, esses retornam para novas avaliações para determinar a viabilidade de um possível problema de parcerias.

Todos os trabalhos recebidos pela Revista Observatório  são notificados. A decisão editorial incluindo as razões para aceitação, revisão ou rejeição dos manuscritos e resumos de decisões públicas emitidas pelos peritos externos são enviadas aos autores, ficando também disponíveis no sistema da revista (plataforma OJS).

A organização da Revista Observatório  é constituída por um Conselho Editorial Nacional,  um Conselho Editorial Internacional, Editores Nacionais e Internacionais, um Editor Administrativo e um Editor Geral. 

 

Critérios científicos de qualidade do conteúdo das comunicações publicadas

Todos os manuscritos publicados pela Revista Observatório  são orientadas ao progresso científico no domínio da Comunicação, Jornalismo e Educação (mas com uma forte presença multidisciplinar em História e Letras também) com o objetivo de comunicar e apresentar os resultados do trabalho de pesquisa original.

Todos os manuscritos publicados pela Revista Observatório  são fruto das contribuições de especialistas e pesquisadores de todo o mundo, cuidando para evitar a endogenia editorial.

                                    

Relatório das edições passadas:

Relatório de 2015:

Vol. 1, nº 1, 2015 - Temas Livres

Nº de artigos recebidos: 35

Artigos publicados / % de aceitação: 13/37%

Artigos recusados / % de recusa: 22 / 63%

Taxa de endogenia (%): 30%

 

Vol. 1, nº 2, 2015 - Temas Livres

Nº de artigos recebidos: 41

Artigos publicados / % de aceitação: 13/31%

Artigos recusados / % de recusa: 28 / 69%

Taxa de endogenia (%): 15%

 

Vol. 1, nº 3, 2015 - Temas Livres

Nº de artigos recebidos: 38

Artigos publicados / % de aceitação: 15 / 39%

Artigos recusados / % de recusa: 23 / 62%

Taxa de endogenia (%): 13%

Notas:

  1. Todos os artigos passaram pelo processo de peer –review (duplo por pares).
  2. As resenhas e entrevistas são avaliadas pelo Editor-chefe, juntamente com os editores adjuntos, também em processo de peer –review (duplo por pares).
  3. Em 2015, tivemos 3 (três) artigos que passaram pelo processo de peer –review (duplo por pares) duas vezes, por diferenças de parecer entre avaliadores.
  4. Estabelecemos como meta editorial ter uma taxa de endogenia menor que ou igual a 20% por ano.

 

Relatório de 2016:

Vol. 2, nº 1, 2016 - Comunicação, História Oral e Tempo Presente

Nº de artigos recebidos: 62

Artigos publicados / % de aceitação: 14 / 22,58%

Artigos recusados / % de recusa: 48 / 77,42%

Taxa de endogenia (%): 0%

 

Vol. 2, nº 2, 2016 - Especial 1 -  - Comunicação, História Oral e Tempo Presente 2

Nº de artigos recebidos: 58

Artigos publicados / % de aceitação: 19 / 32,75%

Artigos recusados / % de recusa: 39 / 67,25%

Taxa de endogenia (%): 5,26%

 

Vol. 2, nº 3, 2016 - Memória, gênero, e comunicação: Fronteiras da memória, subjetividade, gênero, comunicação e cinema em Europa e América

Nº de artigos recebidos: 42

Artigos publicados / % de aceitação: 16 / 38,09%

Artigos recusados / % de recusa: 26 / 61,91%

Taxa de endogenia (%): 12,5%

 

Vol. 2, nº 4, 2016 - Especial 2 - Comunicação: revisitando conceitos e teorias

Nº de artigos recebidos: 59

Artigos publicados / % de aceitação: 20 / 33,89%

Artigos recusados / % de recusa: 39 / 66,11%

Taxa de endogenia (%): 5%

 

Vol. 2, nº 5, 2016 - História da Comunicação na Amazônia 

Nº de artigos recebidos: 47

Artigos publicados / % de aceitação: 20 / 42,55%

Artigos recusados / % de recusa: 27 / 57,45%

Taxa de endogenia (%): 5%

 

Taxa de endogenia anual: 5,55% (2016) | Taxa de aceitação anual:  33,97% (2016) | Taxa de recusa anual: 66,03% (2016)

 

Relatório de 2017

Vol. 3 N. 1 (2017) Mulher e mídia Janeiro-Março 2017

Nº de artigos recebidos: 101

Artigos publicados / % de aceitação: 19 / 18,69%

Artigos recusados / % de recusa: 82/ 81,31%

Taxa de endogenia (%): 10%

 

Vol. 3 N. 2 (2017) Por uma história pública: comunicação e ensino Abr-Jun 2017

Nº de artigos recebidos: 101

Artigos publicados / % de aceitação: 21 / 20,79%

Artigos recusados / % de recusa: 80 / 79,21%

Taxa de endogenia (%): 15%

 

Vol. 3 N. 3 (2017) Tecnologia e Narrativas Digitais - Edição Especial 1, Maio 2017

Nº de artigos recebidos: 107

Artigos publicados / % de aceitação: 24 / 22,42% 

Artigos recusados / % de recusa: 83 / 77,58%  

Taxa de endogenia (%): 20% 

 

Vol. 3 N. 4 (2017) Comunicação, Educação e Tecnologias Jul-Set 2017

Nº de artigos recebidos: 104

Artigos publicados / % de aceitação: 24 / 23%

Artigos recusados / % de recusa: 80 / 77%

Taxa de endogenia (%): 20%

Vol. 3 N. 5 (2017) História Digital: Perspectivas, Experiências e Tendências - Edição Especial 2 Agosto 2017

Nº de artigos recebidos: 101

Artigos publicados / % de aceitação: 25 / 24,75% 

Artigos recusados / % de recusa: 76 / 75,25% 

Taxa de endogenia (%): 20%

 

Vol. 3 N. 6 (2017) Processos formativos, comunicação e educação pós-Bolonha Out-Dez 2017

Nº de artigos recebidos: 134

Artigos publicados / % de aceitação:  24 / 17,14% 

Artigos recusados / % de recusa: 110 / 82,86% 

Taxa de endogenia (%): 33%

 

Taxa de endogenia anual: 19,66% (2017) | Taxa de aceitação anual:  21,14% (2017) | Taxa de recusa anual: 78,86% (2017)

 

 

 

[EN]

 

Quality Criteria

 

Scientific quality criteria communication

The Observatory Journal counts on a network of 120 experts, formed by a National editorial board, including 56 researchers, a International Editorial Board, including 56 researchers and an Chief Editor/Associate Editors, with 9 experts, from different universities and international research institutions (Austria, Brazil, Cape Verde, Canada, Chile, Colombia, Costa Rica, Ecuador, France, Spain, United States, Guatemala, Italy, Mexico, Mozambique, Portugal, United Kingdom and Venezuela).

The Editorial Board’s  functions are to advise the most appropriate to the Editor and editorial policy for the journal, propose, according to the needs and expectations, conducting special issues on topics of special interest and /or relevance, act as reviewers and report on those issues for those who require the Editor.

The National Editorial Board’s  and International Editorial Board’s has the primary functions develop along with the Editor the scientific strategy of the journal and regular evaluation of results, and to support and guide conceptual and scientific manner to the Editorial Board. They may also act as reviewers for the journal. Similarly scientifically supports the publication and projected internationally.

The Observatory Journal  provides detailed information for authors. The estimation process, evaluation and acceptance of manuscript is completely transparent and visible to the authors. The criteria and procedures, and the plan review are also part of the information available.

The Observatory Journal  journal accepts manuscripts in Portuguese, English, French and Spanish, which shows its strong international presence.

 

Quality criteria of the editorial process

The Observatory Journal is a quarterly publication, following a rigorous process since its inception in 2015. In this sense, Observatory journal maintains strict uniformity in its editorial line and the subject matter of the publication

Manuscripts edited by Observatory Journal  undergo previous assessments by experts of the National Editorial Board’s  and International Editorial Board’s, and independent researchers renowned in the area.

All manuscripts received in Observatory Journal  are subject, as a minimum requirement, to the system of blind peer evaluation, which guarantees anonymity in the review of manuscripts. In case of discrepancy between raters, we turn to new reviews to determine the feasibility of a possible issue of partnerships.

The editorial decision including the reasons for acceptance, revision or rejection of manuscripts and public decisions summaries issued by external experts are sent to the authors, being also available on the magazine's System (OJS platform).

The organization of the Observatory Journal consists of a National Editorial Board, an Editorial Board International, National and International Editors, a Associate Editors and Editor Chief.

 

Scientific criteria of quality of the content of communications

All manuscripts are edited in Observatory Journal  are oriented to scientific progress in the field of Communication, Journalism and Education (but with a strong multidisciplinary presence in History and Literature as well) with the aim to communicate and present work results of original research.

All manuscripts are edited in Observatory Journal  welcome contributions of experts and researchers from around the world, keeping watch carefully to avoid inbreeding editorial, especially those who are members of the organization. 

 

Statistical information from the last issues:

General Report 2015

Relatório das edições passadas:

Relatório de 2015:

Vol. 1, nº 1, 2015 - Temas Livres

Nº de artigos recebidos: 35

Artigos publicados / % de aceitação: 13/37%

Artigos recusados / % de recusa: 22 / 63%

Taxa de endogenia (%): 30%

 

Vol. 1, nº 2, 2015 - Temas Livres

Nº de artigos recebidos: 41

Artigos publicados / % de aceitação: 13/31%

Artigos recusados / % de recusa: 28 / 69%

Taxa de endogenia (%): 15%

 

Vol. 1, nº 3, 2015 - Temas Livres

Nº de artigos recebidos: 38

Artigos publicados / % de aceitação: 15 / 39%

Artigos recusados / % de recusa: 23 / 62%

Taxa de endogenia (%): 13%

Notas:

  1. Todos os artigos passaram pelo processo de peer –review (duplo por pares).
  2. As resenhas e entrevistas são avaliadas pelo Editor-chefe, juntamente com os editores adjuntos, também em processo de peer –review (duplo por pares).
  3. Em 2015, tivemos 3 (três) artigos que passaram pelo processo de peer –review (duplo por pares) duas vezes, por diferenças de parecer entre avaliadores.
  4. Estabelecemos como meta editorial ter uma taxa de endogenia menor que ou igual a 20% por ano.

 

Relatório de 2016:

Vol. 2, nº 1, 2016 - Comunicação, História Oral e Tempo Presente

Nº de artigos recebidos: 62

Artigos publicados / % de aceitação: 14 / 22,58%

Artigos recusados / % de recusa: 48 / 77,42%

Taxa de endogenia (%): 0%

 

Vol. 2, nº 2, 2016 - Especial 1 -  - Comunicação, História Oral e Tempo Presente 2

Nº de artigos recebidos: 58

Artigos publicados / % de aceitação: 19 / 32,75%

Artigos recusados / % de recusa: 39 / 67,25%

Taxa de endogenia (%): 5,26%

 

Vol. 2, nº 3, 2016 - Memória, gênero, e comunicação: Fronteiras da memória, subjetividade, gênero, comunicação e cinema em Europa e América

Nº de artigos recebidos: 42

Artigos publicados / % de aceitação: 16 / 38,09%

Artigos recusados / % de recusa: 26 / 61,91%

Taxa de endogenia (%): 12,5%

 

Vol. 2, nº 4, 2016 - Especial 2 - Comunicação: revisitando conceitos e teorias

Nº de artigos recebidos: 59

Artigos publicados / % de aceitação: 20 / 33,89%

Artigos recusados / % de recusa: 39 / 66,11%

Taxa de endogenia (%): 5%

 

Vol. 2, nº 5, 2016 - História da Comunicação na Amazônia 

Nº de artigos recebidos: 47

Artigos publicados / % de aceitação: 20 / 42,55%

Artigos recusados / % de recusa: 27 / 57,45%

Taxa de endogenia (%): 5%

 

Taxa de endogenia anual: 5,55% (2016) | Taxa de aceitação anual:  33,97% (2016) | Taxa de recusa anual: 66,03% (2016)

 

Relatório de 2017

Vol. 3 N. 1 (2017) Mulher e mídia Janeiro-Março 2017

Nº de artigos recebidos: 101

Artigos publicados / % de aceitação: 19 / 18,69%

Artigos recusados / % de recusa: 82/ 81,31%

Taxa de endogenia (%): 10%

 

Vol. 3 N. 2 (2017) Por uma história pública: comunicação e ensino Abr-Jun 2017

Nº de artigos recebidos: 101

Artigos publicados / % de aceitação: 21 / 20,79%

Artigos recusados / % de recusa: 80 / 79,21%

Taxa de endogenia (%): 15%

 

Vol. 3 N. 3 (2017) Tecnologia e Narrativas Digitais - Edição Especial 1, Maio 2017

Nº de artigos recebidos: 107

Artigos publicados / % de aceitação: 24 / 22,42% 

Artigos recusados / % de recusa: 83 / 77,58%  

Taxa de endogenia (%): 20% 

 

Vol. 3 N. 4 (2017) Comunicação, Educação e Tecnologias Jul-Set 2017

Nº de artigos recebidos: 104

Artigos publicados / % de aceitação: 24 / 23%

Artigos recusados / % de recusa: 80 / 77%

Taxa de endogenia (%): 20%

Vol. 3 N. 5 (2017) História Digital: Perspectivas, Experiências e Tendências - Edição Especial 2 Agosto 2017

Nº de artigos recebidos: 101

Artigos publicados / % de aceitação: 25 / 24,75% 

Artigos recusados / % de recusa: 76 / 75,25% 

Taxa de endogenia (%): 20%

 

Vol. 3 N. 6 (2017) Processos formativos, comunicação e educação pós-Bolonha Out-Dez 2017

Nº de artigos recebidos: 134

Artigos publicados / % de aceitação:  24 / 17,14% 

Artigos recusados / % de recusa: 110 / 82,86% 

Taxa de endogenia (%): 33%

 

Taxa de endogenia anual: 19,66% (2017) | Taxa de aceitação anual:  21,14% (2017) | Taxa de recusa anual: 78,86% (2017)

 

[ES]

Criterios de calidad de comunicación científica

El Observatorio Magazine cuenta con una red de más de 120 expertos, formado por un Consejo Editorial Nacional, incluyendo 56 investigadores brasileños, un Consejo Editorial Internacional, entre ellos 56 investigadores extranjeros y un consejo editorial con nueve expertos de diferentes universidades e instituciones de investigación Internacional (Austria, Brasil, Cabo Verde, Canadá, Chile, Colombia, Costa Rica, Ecuador, España, Estados Unidos, França, Guatemala, Italia, México, Mozambique, Portugal, Reino Unido y Venezuela).

El Consejo Editorial son para indicar, proteger a la política y la calidad editorial al Editor, proponer, de acuerdo a las necesidades y expectativas, la realización de ediciones especiales sobre temas de interés y / o relevancia especial, actúan como empleados e informar en cuestiones de redacción y evaluación para aquellos que necesitan la información.

El Consejo Editorial Nacional e Internacional son las principales funciones de desarrollo, junto con el editor, científico de la estrategia revisada y evaluación periódica de los resultados, el apoyo y la guía de la manera conceptual y científico desarrollado por la revista. También actúan como revisores de la revista, el diseño de la revista científica internacional.

El Observatorio Magazine proporciona información detallada para los autores. El proceso de publicación, evaluación y aceptación del manuscrito es completamente transparente y visible a los autores. Los criterios y procedimientos, así como la revisión por pares son también parte de la información disponible.

El Observatorio Magazine acepta manuscritos en Portugués, Inglés, Francés y Español, lo que demuestra su fuerte presencia internacional.

 

Criterios de calidad del proceso editorial

El Observatorio Magazine es una publicación trimestral, después de un riguroso proceso desde su inicio en 2015. En este sentido, la revista mantiene rígida uniformidad en su línea editorial y en la temática de la publicación.

Los originales publicados en el Observatorio Magazine sometieron a evaluaciones anteriores por expertos del Consejo Nacional Editorial y Consejo Asesor Internacional, y en su caso, los investigadores independientes de reconocida competencia en el campo.

Todos los trabajos recibidos por la revista están sujetos, como requisito mínimo, el sistema de revisión por pares, lo que garantiza el anonimato de la revisión del manuscrito. En caso de discrepancia entre los evaluadores, volver a estas nuevas evaluaciones para determinar la viabilidad de una posible asociación con problemas.

Todos los trabajos recibidos por el Observatorio Magazine son notificados. La decisión editorial que incluye los motivos de la aceptación, revisión o rechazo de los manuscritos y decisiones resúmenes públicos emitidos por los expertos externos son enviados a los autores, siendo también disponible en el Sistema de la revista (plataforma OJS).

La organización del Observatorio Magazine consta de un Comité Editorial Nacional, un Consejo Editorial Internacional, Nacional y Editores Internacionales, un Editor Jefe de Redacción y Administración.

 

Criterios científicos de calidad del contenido de las comunicaciones publicadas

Todos los manuscritos publicados en El Observatorio Magazine están orientados al progreso científico en el campo de la Comunicación, Periodismo y Educación (pero con una fuerte presencia multidisciplinaria en Historia y Literatura también) con el fin de comunicar y presentar los resultados del trabajo de investigación original.

Todos los manuscritos publicados en el Observatorio Magazine son el resultado de las aportaciones de los expertos e investigadores de todo el mundo, con cuidado para evitar la endogamia editorial.

 

Informe de ediciones anteriores:

2015 - informe:

Relatório das edições passadas:

Relatório de 2015:

Vol. 1, nº 1, 2015 - Temas Livres

Nº de artigos recebidos: 35

Artigos publicados / % de aceitação: 13/37%

Artigos recusados / % de recusa: 22 / 63%

Taxa de endogenia (%): 30%

 

Vol. 1, nº 2, 2015 - Temas Livres

Nº de artigos recebidos: 41

Artigos publicados / % de aceitação: 13/31%

Artigos recusados / % de recusa: 28 / 69%

Taxa de endogenia (%): 15%

 

Vol. 1, nº 3, 2015 - Temas Livres

Nº de artigos recebidos: 38

Artigos publicados / % de aceitação: 15 / 39%

Artigos recusados / % de recusa: 23 / 62%

Taxa de endogenia (%): 13%

Notas:

  1. Todos os artigos passaram pelo processo de peer –review (duplo por pares).
  2. As resenhas e entrevistas são avaliadas pelo Editor-chefe, juntamente com os editores adjuntos, também em processo de peer –review (duplo por pares).
  3. Em 2015, tivemos 3 (três) artigos que passaram pelo processo de peer –review (duplo por pares) duas vezes, por diferenças de parecer entre avaliadores.
  4. Estabelecemos como meta editorial ter uma taxa de endogenia menor que ou igual a 20% por ano.

 

Relatório de 2016:

Vol. 2, nº 1, 2016 - Comunicação, História Oral e Tempo Presente

Nº de artigos recebidos: 62

Artigos publicados / % de aceitação: 14 / 22,58%

Artigos recusados / % de recusa: 48 / 77,42%

Taxa de endogenia (%): 0%

 

Vol. 2, nº 2, 2016 - Especial 1 -  - Comunicação, História Oral e Tempo Presente 2

Nº de artigos recebidos: 58

Artigos publicados / % de aceitação: 19 / 32,75%

Artigos recusados / % de recusa: 39 / 67,25%

Taxa de endogenia (%): 5,26%

 

Vol. 2, nº 3, 2016 - Memória, gênero, e comunicação: Fronteiras da memória, subjetividade, gênero, comunicação e cinema em Europa e América

Nº de artigos recebidos: 42

Artigos publicados / % de aceitação: 16 / 38,09%

Artigos recusados / % de recusa: 26 / 61,91%

Taxa de endogenia (%): 12,5%

 

Vol. 2, nº 4, 2016 - Especial 2 - Comunicação: revisitando conceitos e teorias

Nº de artigos recebidos: 59

Artigos publicados / % de aceitação: 20 / 33,89%

Artigos recusados / % de recusa: 39 / 66,11%

Taxa de endogenia (%): 5%

 

Vol. 2, nº 5, 2016 - História da Comunicação na Amazônia 

Nº de artigos recebidos: 47

Artigos publicados / % de aceitação: 20 / 42,55%

Artigos recusados / % de recusa: 27 / 57,45%

Taxa de endogenia (%): 5%

Taxa de endogenia anual: 5,55% (2016) | Taxa de aceitação anual:  33,97% (2016) | Taxa de recusa anual: 66,03% (2016)

 

Relatório de 2017

Vol. 3 N. 1 (2017) Mulher e mídia Janeiro-Março 2017

Nº de artigos recebidos: 101

Artigos publicados / % de aceitação: 19 / 18,69%

Artigos recusados / % de recusa: 82/ 81,31%

Taxa de endogenia (%): 10%

 

Vol. 3 N. 2 (2017) Por uma história pública: comunicação e ensino Abr-Jun 2017

Nº de artigos recebidos: 101

Artigos publicados / % de aceitação: 21 / 20,79%

Artigos recusados / % de recusa: 80 / 79,21%

Taxa de endogenia (%): 15%

 

Vol. 3 N. 3 (2017) Tecnologia e Narrativas Digitais - Edição Especial 1, Maio 2017

Nº de artigos recebidos: 107

Artigos publicados / % de aceitação: 24 / 22,42% 

Artigos recusados / % de recusa: 83 / 77,58%  

Taxa de endogenia (%): 20% 

 

Vol. 3 N. 4 (2017) Comunicação, Educação e Tecnologias Jul-Set 2017

Nº de artigos recebidos: 104

Artigos publicados / % de aceitação: 24 / 23%

Artigos recusados / % de recusa: 80 / 77%

Taxa de endogenia (%): 20%

Vol. 3 N. 5 (2017) História Digital: Perspectivas, Experiências e Tendências - Edição Especial 2 Agosto 2017

Nº de artigos recebidos: 101

Artigos publicados / % de aceitação: 25 / 24,75% 

Artigos recusados / % de recusa: 76 / 75,25% 

Taxa de endogenia (%): 20%

 

Vol. 3 N. 6 (2017) Processos formativos, comunicação e educação pós-Bolonha Out-Dez 2017

Nº de artigos recebidos: 134

Artigos publicados / % de aceitação:  24 / 17,14% 

Artigos recusados / % de recusa: 110 / 82,86% 

Taxa de endogenia (%): 33%

 

Taxa de endogenia anual: 19,66% (2017) | Taxa de aceitação anual:  21,14% (2017) | Taxa de recusa anual: 78,86% (2017)

 

Última atualização da página: 10.05.2018.