CURRÍCULO, EDUCAÇÃO ESCOLAR E DIVERSIDADE CULTURAL NA PÓS-MODERNIDADE

Autores

  • Admário Luiz de Almeida Universidade do Minho em Braga

Palavras-chave:

Educação, Currículo, Diversidade cultural, Pós-modernidade, Coronavirus

Resumo

O presente trabalho aborda a relação currículo, educação e diversidade cultural na pós-modernidade. Como pesquisa bibliográfica, objetiva analisar abordagens teóricas, tendo como pontos fundamentais duas vertentes: a primeira que evidencia as necessidades impostas à escola pelo mundo moderno, onde a burguesia traz novos valores e se dá a emancipação do homem como sujeito que imprime ao conhecimento um caráter de objetividade; a segunda salienta a perspectiva pós-modernista marcada por uma linguagem empresarial e de mercado, sob a égide do capitalismo e do processo de globalização. Este artigo mostra, ainda, que os seres humanos da pós-modernidade estão diante de transformações avassaladoras, onde a educação não é esquecida e nem é colocada à margem do processo. Finaliza com a disseminação da pandemia coronavírus e suas consequências, em particular, no Brasil. Destaca, também, que o currículo escolar deve estar atento a tudo, sendo a questão da diversidade cultural elemento essencial nesse debate, sob pena de não poder contribuir para o desenvolvimento de criaturas humanas comprometidas com seu tempo, nação e cultura.

Referências

APPLE, Michael W. Conhecimento oficial: a educação democrática numa era conservadora. Trad. de Maria Isabel Edelweiss Bujes. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

BARBOSA, Rui. 1946. Reforma do ensino primário e várias instituições complementares da Instrução Pública. In: Obras completas de Rui Barbosa. Vol. X 1883. Tomo II. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde.

BOURDIEU, Pierre. A máquina infernal. Folha de São Paulo, 12.07.1998, Caderno Mais, p. 7.

CANDAU, Vera Maria (Org.). Sociedade, educação e cultura(s): questões e propostas. Petrópolis: Vozes, 2002.

COSTA, Manuel da Silva. Religião e sociedade: a eficácia da religião e a religião da eficácia. In. RODRIGUES, Donizete (org.). Em nome de Deus: a religião na sociedade contemporânea. Porto, PT: Edições Afrontamento.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um encontro com a pedagogia do oprimido. Notas: Ana Maria Araújo Freire. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1992.

GOERGEN, Pedro. Pós-modernidade, ética e educação. Campinas, SP. Autores Associados, 2001.

HERNANDEZ, Leila Leite. A África na sala de aula: visita à história contemporânea. São Paulo: Selo Negro Edições, 2005.

KUMAR, Krishan. Modernidade (verbete). In: Dicionário do pensamento social do século XX / editado por Wlliam Outhwaite, Tom Bottomore; com a consultoria de Ernest Gellner, Robert Nisbet, Alain Touraine; editoria da versão brasileira, Renato Lessa, Wanderley Guilherme dos Santos; tradução de Eduardo Francisco Alves, Álvaro Cabral. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed., 1996. O

CORPO DO TEXTDELETAR.

LAURELL, Asa Cristina. Avançando em direção ao passado: a política social do neoliberalismo. In. ____ (org.). Estado e políticas sociais no neoliberalismo. São Paulo: Cortez, 1995.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Tradução Bernardo Leitão... [et al.]. 5ª ed. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2003.

RABÊLO, Ana Teresa Desterro; ZAIDAN, Fernanda da Silva (orgs.). Memórias e cultura popular: mergulho poético em Peri de Cima. S. Luís: EDUFMA, 2016.

SACRISTÁN, J. Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Trad. de Ernani F. da F. Rosa. 3. ed. Porto Alegre: ArtMed, 2000.

SANTOMÉ, Jurjo Torres. O curriculum oculto. Trad. Anabela Leal de Barros e António Bárbolo Alves. Porto-Portugal: Porto Editora, 1995.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para uma pedagogia do conflito. In: Luiz Heron da Silva; José Clóvis de Azevedo; Edmilson Santos dos Santos. Novos mapas culturais, novas perspectivas educacionais. Porto Alegre: Editora Sulina, 1996.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A Cruel Pedagogia do Vírus (Capítulo 5 - O futuro pode começar hoje). Biblioteca Nacional de Portugal. Edições Almedina. Coimbra, abril de 2020.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade; uma introdução às teorias do currículo. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

WINCH, Christopher; GINGELL, John. Dicionário de filosofia da educação. Trad. Renato Marques de Oliveira. São Paulo: Contexto, 2007.

ZAVALA, Rodrigo. Capital estrangeiro empobrecerá educação, alertam especialistas. Disponível em: www.consae.com.br Acesso: 25.04. 2020.

Downloads

Publicado

2021-12-10

Edição

Seção

Artigos