DESAFIOS E POSSIBILIDADES DO ENSINO A DISTÂNCIA NO TOCANTINS: um estudo do curso de Administração Pública a distância da UFT

Palavras-chave: EaD

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi caracterizar a percepção e visão dos alunos em relação às suas dificuldades; motivações; suporte institucional; estrutura tecnológica; desempenho docente e apoio tutorial. A Educação a Distância da UFT foi pesquisada no âmbito do curso de graduação em Administração Pública e alcançou um total de 316 alunos respondentes. Os resultados demonstraram que, de forma geral, a avaliação dos alunos foi bastante satisfatória. No entanto, sugere-se uma atenção especial ao trabalho dos tutores, que podem melhorar sua relação com os alunos, nos aspectos de clareza na atribuição de notas, feedback buscando melhor aprendizado, valorização do conhecimento prévio do aluno e rapidez nos retornos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suzana Gilioli Nunes, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em administração (Universidade Presbiteriana Mackenzie), mestre em gestão da qualidade (UNICAMP), graduada em administração (PUC-Goiás). Professora do curso de administração e do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Federal do Tocantins (UFT). E-mail: suzanagilioli@yahoo.com.br.

Teomar Manduca Aires Leal, Universidade Federal do Tocantins

Mestre em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade Federal do Tocantins, pós graduado em Docência na Educação Profissional e Tecnológica. Possui graduação em Matemática pela Universidade do Tocantins e graduação em Administração pela Universidade do Tocantins. Professor do curso de Administração Pública, EAD/PNAP/UAB e do IFTO. E-mail: teomar@ifto.edu.br.

Referências

ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância). Censo EAD. BR 2013: Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil. Disponível em: http://www.abed.org.br/censoEaD/censoEAD.BR_2012_pt.pdf. Acesso em 09/07/2015.

ALVES, E. J.; SILVA, B. D. DA. APRENDER “COM” A TECNOLOGIA: O uso do Facebook no processo de aprendizagem e interação de curso online. Revista Observatório, v. 5, n. 4, p. 658-669, 1 jul. 2019. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v5n4p658.

BEHAR, P. A. (orgs.). Modelos pedagógicos em educação a distância [recurso eletrônico]. – Dados eletrônicos. – Porto Alegre: Artmed, 2009.

BELLONI, M. L. Mídia-educação ou comunicação educacional? Campo novo de teoria e de prática. In: _______. (Org.). A formação na sociedade do espetáculo. São Paulo : Loyola, 2002.

BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19/12/2005. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/dec_5622.pdf. Acesso em: 28 fev 2015.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996.

COSTA, C. J. da; DURAN, M. R. da C. A Política Nacional de Formação de Professores entre 2005 e 2010: a nova Capes e o Sistema Universidade Aberta do Brasil. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v.9, n.16, p.263-313, abr.2012.

CHIECHER, A.; FICCO, C.; PAOLONI, P.; GARCÍA, G. ¿Qué mueve a los estudiantes exitosos? Metas y motivaciones de universitarios en las modalidades presencial y distancia. Revista Observatório, v. 2, n. 2, p. 301-326, 30 maio 2016. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2016v2especial1p301.

FINK, A. The suvey handbook (Vol. 1). Thousands Oaks, CA: Sage, 1995.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. – 4. ed. – 8. reimpr. – São Paulo: Atlas, 2006.

GOMES, L. F. EAD no Brasil: Perspectivas e Desafios. Dossiê: Tendências e Desafios da Educação Superior. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 18, n. 1, p. 13-22, mar. 2013.

GONZALEZ, M. Fundamentos da Tutoria em Educação a Distância. São Paulo: Editora Avercamp, 2005.

HAIR JR., J. C.; BABIN, B.; MONEY, A. H.; SAMUEL, P. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Tradução Lene Belon Ribeiro. – Porto Alegre: Bookman, 2005.

LEMOS, S. Profissionalização docente nas escolas públicas do estado de Tocantins: novo contexto de ensino e aprendizagem pelas tecnologias digitais. Revista Observatório, v. 2, n. 4, p. 394-418, 30 out. 2016. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2016v2Especial2p394.

LOSADA, A.; BRITO, G. A percepção do aluno sobre os cursos online. Revista Observatório, v. 3, n. 4, p. 141-164, 1 jul. 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n4p141.

MACHADO, M.; TORRES, P. Mediação pedagógica da aprendizagem a distância: princípios e estratégias. Revista Observatório, v. 3, n. 4, p. 165-189, 1 jul. 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n4p165.

MEC. Decreto 5.622/2005. Brasília, 2005. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/dec_5622.pdf>. Acessado em 27/12/2015.

MEC. Referências de qualidade para educação superior a distância. Brasília, 2007.

MERCADO, L. P. L. Dificuldades na Educação a Distância Online - 2007. Disponível no sítio eletrônico: http://www. abed. org. br/congresso2007/tc/55200761718PM.

MOURA, A. Metodologias de aprendizagem que desafiam os alunos, mediadas por tecnologias digitais. Revista Observatório, v. 3, n. 4, p. 256-278, 1 jul. 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n4p256.

NUNES, S.; PORTO JUNIOR, F. G. R.; MORAES, N. CONHECIMENTO E ORGANIZAÇÃO: indicativos pós-Bolonha de uma sociedade em construção. Revista Observatório, v. 3, n. 6, p. 338-353, 1 out. 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n6p338.

PASINATO, N.; KOH, N. AMBIENTES DE APRENDIZAGEM E TECNOLOGIAS: os desafios discentes na construção do pensamento crítico em escolas de Cingapura. Revista Observatório, v. 5, n. 1, p. 243-275, 14 jan. 2019. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2019v5n1p243.

PINHO, M.; PASSOS, V. Complexidade, ecoformação e trandisciplinaridade: por uma formação docente sem fronteiras teóricas. Revista Observatório, v. 4, n. 2, p. 433-457, 1 abr. 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2018v4n2p433

PERDIGÃO-NASS, D. Licenciaturas a distância em Física e Química no Tocantins: trajetórias, possibilidades e limites. São Paulo, 2012. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências). Programa Interunidades em Ensino de Ciências, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012

PINSONNEAULT, A.; KRAEMER, K. L. Survey research in management information systems: an assessement. Journal of Management Information System, 1993.

ROCHA, J.; NOGUEIRA, C.; SOUSA, J.; SOUSA, G. PRÁTICAS PEDAGÓGICAS CURRICULARES: uso das tecnologias na contemporaneidade. Revista Observatório, v. 4, n. 5, p. 673-694, 1 ago. 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2018v4n5p673.

SABBATINI, M. Concepções e estratégias da aprendizagem participativa na educação a distância (EAD): contribuição das práticas dialógicas e comunicacionais para a autonomia discente. Revista Observatório, v. 1, n. 3, p. 80-99, 26 dez. 2015. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2015v1n3p80.

SANTOS, J.; OSÓRIO, N.; GÓES, E. TDICS E GAMES NO ENSINO MÉDIO INOVADOR: memórias de professores criativos. Revista Observatório, v. 4, n. 4, p. 500-549, 29 jun. 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2018v4n4p500.

SANTOS, J.; DA SILVA, E.; PEREIRA, I. Benefícios pedagógicos do uso de equipamentos celulares em sala de aula. Revista Observatório, v. 4, n. 5, p. 536-556, 1 ago. 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2018v4n5p536.

SANAVRIA, C. Z. A avaliação da aprendizagem na educação a distância: concepções e práticas de professores de ensino superior (Mestrado em Educação) – Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, 2008.

SILVA, A. N. da. A formação por um fio: o tutor na EaD no Estado do Tocantins [manuscrito] / Angela Noleto da Silva. - 2009. 150 f. Dissertação.

SILVA SOUSA, K. A Comunicação on line no ensino superior como recurso didático na pesquisa em educação. Revista Observatório, v. 4, n. 4, p. 550-570, 29 jun. 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2018v4n4p550.

SILVA, B.; SARTORI, A.; MARTINI, R. As tecnologias de informação e comunicação como agentes de integração do currículo com a glocalidade. Revista Observatório, v. 3, n. 4, p. 387-406, 1 jul. 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n4p387.

SILVA, B.; ALVES, E. O aplicativo whatsapp em contextos educativos de letramento digital: Possibilidades e desafios. Revista Observatório, v. 4, n. 5, p. 45-68, 1 ago. 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2018v4n5p45.

VIANA, J.; COSTA, F.; PERALTA, H. Aprendizagens pessoais em contextos informais: oportunidades criadas pela Internet. Revista Observatório, v. 3, n. 4, p. 190-231, 1 jul. 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n4p190.

Publicado
2019-05-01
Como Citar
NUNES, S. G.; LEAL, T. M. A. DESAFIOS E POSSIBILIDADES DO ENSINO A DISTÂNCIA NO TOCANTINS: um estudo do curso de Administração Pública a distância da UFT. Revista Observatório, v. 5, n. 3, p. 85-117, 1 maio 2019.