EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UFT/UAB NA PERCEPÇÃO DOS DISCENTES

Palavras-chave: UaB, EaD, UFT, discentes

Resumo

O artigo versa sobre os cursos de formação a distância ofertados pela Universidade Federal do Tocantins- UFT via Sistema Universidade Aberta do Brasil no Estado do Tocantins. Teve como objetivo revelar as percepções dos discentes dos cursos, em relação a modalidade a distância, mais especificamente, quanto às suas experiências pessoais das práticas educativas, no âmbito pedagógico e organizacional. Os dados foram coletados por meio de questionários. Os resultados do estudo evidenciaram a importância da oferta dos cursos EaD via UFT/UAB como oportunidade de aprimoramento profissional dos discentes; a autonomia do aprendente e flexibilidade do Ambiente Virtual de Aprendizagem; os recursos de interação, fórum e chat, promovendo trocas de saberes; o apoio da tutoria no processo de ensino aprendizagem; a ausência dos professores das disciplinas.

 

PALAVRAS-CHAVE: UAB; discente; EaD; UFT.

 

 

ABSTRACTThe article deals with the distance training courses offered by the Federal University of Tocantins - UFT in Open University System of Brazil in the State of Tocantins. It aimed to reveal the perceptions of the students of the courses, in relation to the distance modality, more specifically, their personal experiences of educational practices, in the pedagogical and organizational context. Data were collected through questionnaires. The results of the study evidenced the importance of offering the EaD courses via UFT/ UAB as an opportunity for professional improvement of students; the autonomy of the learner and the flexibility of the Virtual Learning Environment; the interaction resources, forum and chat, promoting exchanges of knowledge; mentoring support in the teaching-learning process; the absence of the teachers of the disciplines.

 

KEYWORDS: UAB; student; perceptions; EaD; UFT.

 

 

RESUMEN

El artículo trata sobre los cursos de capacitación a distancia que ofrece la Universidad Federal de Tocantins - UFT a través del Sistema Aberta do Brasil en el estado de Tocantins. Su objetivo era revelar las percepciones de los estudiantes de los cursos, en relación con la modalidad a distancia, más específicamente, sus experiencias personales de prácticas educativas, en el contexto pedagógico y organizativo. Los datos fueron recolectados a través de cuestionarios. Los resultados del estudio evidenciaron la importancia de ofrecer los cursos EaD a través de UFT / UAB como una oportunidad para el mejoramiento profesional de los estudiantes; la autonomía del alumno y la flexibilidad del entorno de aprendizaje virtual; Los recursos de interacción, foro y chat, promoviendo el intercambio de conocimientos. apoyo de mentoría en el proceso de enseñanza-aprendizaje; La ausencia de los maestros de las disciplinas.

 

PALABRAS CLAVE: UAB; estudiante EaD; UFT.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denilda Caetano de Faria, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás- PUC-GO, Administradora da Universidade Federal do Tocantins-UFT. E-mail: denilda@uft.edu.br.  

Elaine Jesus Alves, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Ciências da Educação pela Universidade do Minho - Portugal,
Pedagoga da Universidade Federal do Tocantins. E-mail: elainealves@uft.edu.br.

Suzana Gilioli da Costa Nunes, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Professora da Universidade Federal do Tocantins. E-mail suzanagilioli@uft.edu.br.

Referências

ALVES, Lucineia. Educação a distância: conceitos e história no Brasil e no mundo. Revista RBAAD, vol. 10, nº 11, São Paulo: ABED, 2011.

BELLONI, Maria Luíza. Educação a distância. 5. ed. Campinas, SP: Autores

Associados, 2008

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 . Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

______. Decreto n. 5.800, de 8 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema

Universidade Aberta do Brasil – UAB

______. Decreto n. 5.622, de 19 de dezembro de 1996. Regulamenta o art. 80 da Lei no 9.394, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.

FERREIRA, Marcelo; MILL, Daniel. Institucionalização da Educação a distância no ensino superior público brasileiro: Desafios e estratégias In: FIDALGO, Fernando Selmar Rocha, LIMA, Reginaldo Naves de Souza et al. Educação a Distância: meios, atores e processos. Belo Horizonte, MG: CAED-UFMG, 2013.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GUIMARÃES, Luciano Sathler Rosa. O aluno e a sala de aula virtual. In: LITTO, Frederic Michael; FORMIGA, Marcos (Org.). Educação a distância:

o estado da arte. v. 2. São Paulo: Pearson, 2011. p. 126-133

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Tradução de C. I. Costa. São Paulo: Editora 34, 1999.

MOORE, Michael G.; KEARSLEY, Greg. Educação a distância: uma visão integrada. São Paulo: Cengage Learning, 2008

PEIXOTO, Joana. Relações entre sujeitos sociais e objetos técnicos: uma reflexão necessária para investigar os processos educativos mediados por tecnologias. Revista Brasileira e Educação, Rio de Janeiro, v. 20. n. 61, p. 317-332,abr./jun.2015.

PRETTO, Nelson de Luca; JÚNIOR, Arnaud Soares de Lima. Desafios para o

currículo a partir das tecnologias contemporâneas. In: PRETTO, Nelson De Luca. Tecnologia e novas educações. Salvador: EDUFBA, 2005.

SISUAB, 2019. Sistema de Gestão da Universidade Aberta do Brasil. Disponível em < http://sisuab.capes.gov.br/sisuab/Login.action>. Acesso em 02 fev. 2019.

TOSCHI, Mirza Seabra. Docência nos ambientes virtuais de aprendizagem: múltiplas visões. Anápolis: UEG, 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS. Projeto Pedagógico Institucional – PPI. Palmas: Editora UFT, 2007.

Publicado
2019-05-01
Como Citar
FARIA, D. C. DE; ALVES, E. J.; NUNES, S. G. DA C. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UFT/UAB NA PERCEPÇÃO DOS DISCENTES. Revista Observatório, v. 5, n. 3, p. 166-187, 1 maio 2019.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)