NAS TRANSPARÊNCIAS DA CIDADE PRÁTICA IMAGÉTICA, PERFORMATIVA E RITUAL

Autores

  • Ricardo Malveira Universidade Federal do Tocantins
  • Renata Ferreira da Silva Universidade Federal do Tocantins
  • Renata Patrícia da Silva Universidade Federal do Tocantins
  • Amanda Mauricio Pereira Leite Universidade Federal do Tocantins

DOI:

https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2018v4n2p1033

Palavras-chave:

Rotatória, Encruzilhada, performance-instalação

Resumo

Olhar, pensar e sentir a cidade sempre foi importante e na atualidade torna-se uma necessidade. O presente estudo busca promover uma breve discussão sobre prática artística como estratégia para perceber o espaço urbano da cidade de Palmas como lugar de intervenção e pesquisa. A percepção de transparências são os resultados da performance-instalação intitulada “Na rotatória tem encruzilhada”, organizada pelo grupo de pesquisa Transver.

 

PALAVRAS-CHAVE: Rotatória; Encruzilhada, performance-instalação.

 

 

ABSTRACT

Looking, thinking and feeling the city has always been important and nowadays it becomes a necessity. The present study seeks to promote a brief discussion about artistic practice as a strategy to perceive the urban space of the city of Palmas as a place of intervention and research. The perception of transparencies are the results of the performance-installation entitled "At the roundabout has crossroads", organized by the research group Transver.

 

KEYWORDS: Rotatory; Crossroads; performance-installation.

 

RESUMEN

Mirar, pensar y sentir la ciudad siempre ha sido importante y en la actualidad se convierte en una necesidad. El presente estudio busca promover una breve discusión sobre práctica artística como estrategia para percibir el espacio urbano de la ciudad de Palmas como lugar de intervención e investigación. La percepción de transparencias son los resultados de la performance-instalación titulada "En la rotatoria tiene encrucijada", organizada por el grupo de investigación Transver.

 

PALABRAS CLAVE: Rotatoria; Encruzilhada, rendimiento-instalación.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Malveira, Universidade Federal do Tocantins

Doutor em Artes Cênicas no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia - PPGAC - UFBA, Mestre em Artes Cênicas no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia - PPGAC - UFBA, Pós-Graduação em Arte-Educação pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes, Graduado em Educação Artística com habilitação em artes cênicas na Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes. Professor no curso de Teatro da Universidade Federal do Tocantins. Integrante do Grupo de Pesquisa Transver. E-mail: riks.malveira@hotmail.com

Renata Ferreira da Silva, Universidade Federal do Tocantins

Doutora e Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atriz. Professora no curso de Teatro da Universidade Federal do Tocantins. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Transver. E-mail: renataferreira@mail.uft.edu.br 

Renata Patrícia da Silva, Universidade Federal do Tocantins

Doutoranda em Artes pela Universidade Estadual Paulista. Mestre em Artes pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora no curso de Teatro da Universidade Federal do Tocantins. Integrante do Grupo de Pesquisa Transver. E-mail: renatapatricia@mail.uft.edu.br

Amanda Mauricio Pereira Leite, Universidade Federal do Tocantins

Doutora e mestre em Educação (UFSC). 

Referências

CALVINO, Ítalo. As cidades invisíveis. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

FERRARI, Celson. Dicionário de Urbanismo. 1ª ed. São Paulo. Editora Disal, 2004.

MALVEIRA, Ricardo Ribeiro. Teatralituras: escrituras (en) cena do Catopê (Tese), Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2015.

Publicado

2018-04-01

Como Citar

MALVEIRA, R.; SILVA, R. F. da; SILVA, R. P. da; LEITE, A. M. P. NAS TRANSPARÊNCIAS DA CIDADE PRÁTICA IMAGÉTICA, PERFORMATIVA E RITUAL. Revista Observatório , [S. l.], v. 4, n. 2, p. 1033–1045, 2018. DOI: 10.20873/uft.2447-4266.2018v4n2p1033. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/5134. Acesso em: 27 nov. 2022.