UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE PhET NO ENSINO DE QUÍMICA EM UMA ESCOLA PÚBLICA DE GRAJAÚ, MARANHÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2019v5n3p335

Palavras-chave:

educação

Resumo

O presente trabalho objetiva avaliar a eficiência do software PhET como recurso facilitador da aprendizagem da Química em uma escola de Grajaú/MA, em especial, do conteúdo sobre Estudo dos Gases. A pesquisa foi desenvolvida numa escola estadual, com alunos do 2º ano do Ensino Médio, que foram divididos entre dois grupos: grupo controle (GC) e grupo experimental (GE). A coleta de dados foi feita por meio de questionários com perguntas fechadas e abertas para os alunos, sendo que o questionário diagnóstico era composto por duas partes. A partir das respostas dos questionários constatamos que 95% dos alunos afirmaram desejar que as aulas de Química fossem ministradas de forma diferente, com aulas práticas, recursos tecnológicos e mais dinamismo, por exemplo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ionara Nayana Gomes Passos, Universidade Federal do Maranhão

Professora  do Curso de Licenciatura em Ciências Naturas/Química em regime de Dedicação exclusiva. Tutora do Programa de Educação Tutorial da UFMA. Possui Doutorado em Biotecnologia em recursos naturais (área: Química) pelo programa Rede Nordeste de Biotecnologia - RENORBIO , mestrado em Química (área: Físico-Química) e graduação em Bacharelado em Química pela Universidade Federal do Piauí. Atualmente é coordenadora do curso de Licenciatura em Ciências Naturais - Química da UFMA - Campus Grajaú. E-mail: ionara.passos@gmail.com. 

José Luis dos Santos Sousa, Universidade Federal do Maranhão

Possui graduação em Pedagogia pela Faculdade Internacional de Curitiba - FACINTER, graduado em Ciências com habilitação em Biologia pela Universidade Estadual do Maranhão - UEMA, graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA, pós-graduado em PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL e ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA DA ESCOLA: SUPERVISÃO ESCOLAR pela Faculdade Internacional de Curitiba - FACINTER, pós-graduado em EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA pela Faculdade de Teologia Hokemãh - FATEH e pós-graduado em PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO pela Universidade Estadual do Maranhão - UEMA.  Mestrando em Educação pela Universidade Federal do Tocantins - UFT. Tem experiência na área de Educação.  Trabalhou como professor na rede municipal de ensino no período de 2009 a 2011, professor-tutor no Curso de Pedagogia na FACINTER, como professor e coordenador de TCC no curso de Pedagogia no IESPIMA,  foi professor na escola técnica EQTEI, Psicopedagogo na Secretaria Municipal de Educação-SEDUC em Grajaú/MA, trabalhou como Professor de Fundamentos da Educação na Universidade Federal do Maranhão - UFMA e professor no programa federal PARFOR. Atualmente trabalha como professor da Educação Especial do município de Grajaú/MA e Professor dos cursos de pós-graduação do Instituto Nordeste de Ensino Superior e Pós-graduação-INESPO.

Sandro Ferreira de Sousa, Universidade Federal do Maranhão

Graduado em Ciências Naturais com Habilitação em Química pela Universidade Federal do Maranhão (2017). Atualmente é aluno do Curso Técnico em Informática do Instituto Federal do Maranhão – Campus Grajaú, sendo bolsista do Programa de Bolsas de Desenvolvimento Institucional (BDI). Possui experiência na área da Química, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de química, softwares educacionais e simuladores. Na área de informática atua especialmente nos seguintes temas: automação residencial, arduino e baixo custo. E-mail: sandro_ferreira_sousa@hotmail.com. 

Romário Cardoso Leal, Universidade Federal do Maranhão

Mestre em Química pela Universidade Federal do Maranhão. Atualmente é doutorando em Química pela Universidade Federal da Paraíba. Possui experiência na área da Química, atuando principalmente nos seguintes temas: determinação de triglicerídeos, biodiesel, biossensor amperométrico, transesterificação e obtenção de éteres a partir do glicerol. E-mail: romario_leal@hotmail.com. 

Referências

ALVES, W. F. A formação de professores e as teorias do saber docente: contexto, dúvidas e desafios. Revista Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 33. n. 2. p. 263-280, 2007.

BRAGA, A. P. M.; VERASSANI, B. F. A.; JUNIOR, J. G. T. Metodologias diferenciadas no Ensino de Química: Concepções de estudantes sobre a sua utilização. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA, 16., 2012, Salvador. Anais... Salvador: UFBA, 2012.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC/SEMTEC, 1999.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2013.

CASTELLS, M. A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura. Sociedade em Rede. vol. 1. 3ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

CASTELLS. A Sociedade em Rede: do conhecimento à ação política; Conferência. Belém (Por) : Imprensa Nacional, 2005.

CLARK, T. M.; CHAMBERLAIN, J. M. Use of a PhET interactive simulation in general chemistry laboratory: Models of the hydrogen atom. Journal of Chemical Education, v. 91, n. 8, p. 1198–1202, 2014.

COSTA, J. W. D; OLIVEIRA. M. A. M. (Org.) Novas linguagens e novas tecnologias: educação e sociabilidade. Petrópolis: Vozes, 2004.

DEMO, P. TICs e educação, 2008. Disponível em: <http://www.pedrodemo.sites.uol.com.br> Acesso em 18 out. 2016

FIALHO, N. N.; MATOS, E. L. M. A arte de envolver o aluno na aprendizagem de ciências utilizando softwares educacionais. Educar em Revista, Curitiba, n. especial 2, p. 121-136, 2010.

FORNAZIERO, C. C.; GORDAN. P. A.; CARVALO, M. A. V.; ARAÚJO, J. C.; AQUINO J. C. B. O ensino da anatomia: integração do corpo humano e meio ambiente. Revista Brasileira de Educação Médica. Rio de Janeiro, v. 34, n. 2, p. 290-297, 2010.

FREIRE, A. A. C.; VALENZUELA, G. M.; OLIVEIRA, H. G.; CARVALHO, L. M.; JUNIOR, O. H.; SILVA, W. A.A utilização de softwares educacionais simuladores no ensino da física em uma escola pública estadual da cidade de Boa Vista/RR. Revista Renote, Porto Alegre, v. 12, n. 1, 2014.

GRANGEIRO, M. F. Percepção dos alunos sobre a contextualização e a experimentação da química no ensino médio. 2014. 37 p. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura Plena em Química). Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2014.

GURGEL, C. R.; AGUIAR, G. E.; SILVA, N. N. Avaliação como espaço de aprendizagem em softwares educativos. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 21, n. 79, p. 371-388, 2013.

HORNES, A.; GRACHINSKI, L.; SILVA, S. C. R.; KOSCIANSKI, A. Os jogos computacionais no ensino de física. In: VII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Florianópolis. Anais... Florianópolis, 2009.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Rio de Janeiro: IBGE, 2014.

KRASILCHIK, M. Prática de Ensino de Biologia. São Paulo: EDUSP, 2004.

LIMA, J. O. G. Do período colonial aos nossos dias: uma breve história do Ensino de Química no Brasil. Revista Espaço Acadêmico, Maringá, v. 12, n. 140, p. 71-79, 2013.

LIMA, J. O. G.; LEITE, L. R. O ensino de química no nível médio: um estudo de caso. In: 5º Congresso Norte-Nordeste de Química. Natal, 2013.

MAGALHÃES, G.L.N.; ARAÚJO, K.S.; SOUSA, S.F.; BARROS, I.N.G. (UFMA) ; SOUSA, A.A.A.; SOUSA, J.L.S. Computador e software na Educação de Jovens e Adultos (EJA): a utilização no processo de ensino e aprendizagem na E. M. Frei Benjamin de Borno no município de Grajaú, Maranhão. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO QUÍMICA, 13., 2015, Fortaleza. Anais eletrônicos... Fortaleza: ABQ, 2015. Disponível em:<http://www.abq.org.br/simpequi/2015/trabalhos/90/6867-20714.html>. Acesso em: 17 set. 2016.

MEDEIROS, A.; MEDEIROS, C. F. Possibilidades e limitações das simulações computacionais no ensino de física. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 24, n. 2, p. 77-86, 2002.

MINTZES, J. J.; WANDERSEE, J. H.; NOVAK, J. D. Ensinando Ciência para a compreensão – uma visão construtivista. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 2000.

MION, M. O uso de softwares educacionais no ensino de ciências. Monografia (Especialização em Mídias na Educação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2015.

NUNES, A. S.; ADORNI, D. S. O ensino de química nas escolas da rede pública de ensino fundamental e médio do município de Itapetinga-BA: O olhar dos alunos. In: ENCONTRO DIALÓGICO TRANSDISCIPLINAR, 2010, Vitória da Conquista. Anais... Vitória, UESB, 2010, p. 1 - 7.

OLIVEIRA, C. C. S. D. et al. Utilização das tecnologias da informação e comunicação (TIC) como recurso didático no ensino de química. In: JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, 13., 2013, Recife. Anais... Recife, UFRPE, 2013.

SOUZA, T. V. P.; SOUZA, E. V. P.; SILVA, T. G. N.; SILVA, D. M.; RIBEIRO, M. E. N. P. Proposta educativa utilizando o jogo RPG Maker: estratégia de conscientização e de aprendizagem da química ambiental. Holos, Natal, v. 8, p. 98 – 112, 2015.

PEQUENEZA, T.; GIL, H. Software Educativo «GCompris» no 1º Ciclo do Ensino Básico na área da Matemática: resultados de uma investigação em contexto de sala de aula. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE INFORMÁTICA EDUCATIVA, 15., 2013, Viseu. Atas... Viseu, 2013, p. 247 – 248.

PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

PINHEIRO, D. M.; MURAKAMI, G. E.; BERALDO, N.; WITKOWSKI, F. M.; BRUNELLI, D. D.; GERMANO, J. S. E. Uso do software de simulação Interactive Physics como ferramenta de apoio ao professor em sala de aula no ensino de oscilações mecânicas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA, 41., 2013, Gramado.

SILVA, A. M. Proposta para tornar o Ensino de química mais atraente. Revista de Química Industrial, Rio de Janeiro, ano 79, n. 731, p. 7-12, 2011.

SILVA, S. G. As principais dificuldades na aprendizagem de química na visão dos alunos do ensino médio. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO IFRN, 9., 2013, Natal. Anais... Natal: IFRN, 2013, p 1612 – 1616.

SOUZA, N. S.; REIS, E. M.; LINHARES, M. P. Ensino de química no proeja: integrando o espaço virtual de aprendizagem às ações de sala de aula. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 7., 2009, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ABRAPEC, 2009.

USBERCO, J.; SALVADOR, E. Química. Volume único. 5ª ed. São Paulo: Saraiva, 2002.

VALENTE, J. A. O computador na sociedade do conhecimento. Campinas: Nied, 2002

VIEIRA, L. D. O uso do simulador PhET para o ensino de associação de resistores. 2015. 77 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Física). Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2015.

VIEIRA, F. M. S. Avaliação de software educativo: reflexões para uma análise criteriosa. 2001. Disponível em: <http://www.edutec.net/Textos/Alia/MISC/edmagali2.htm>. Acesso em 12 de nov. 2016.

Publicado

2019-05-01

Como Citar

GOMES PASSOS, Ionara Nayana; SOUSA, José Luis dos Santos; SOUSA, Sandro Ferreira de; LEAL, Romário Cardoso. UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE PhET NO ENSINO DE QUÍMICA EM UMA ESCOLA PÚBLICA DE GRAJAÚ, MARANHÃO. Revista Observatório , [S. l.], v. 5, n. 3, p. 335–365, 2019. DOI: 10.20873/uft.2447-4266.2019v5n3p335. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/4626. Acesso em: 18 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.