ASSET MANAGEMENT: perspectives of accounting and extra accounting control of physical bibliographic collections in libraries of federal public institutions

Autores

  • Isaias Cristino Esteves Barreto Universidade Federal do Tocantins -UFT https://orcid.org/0000-0003-3366-7859
  • Francisco Gilson Rebouças Porto Júnior Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Wendell Eduardo Moura Costa Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Tocantins-IFTO

DOI:

https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2021v8n1a3en

Palavras-chave:

Gestão Patrimonial, Biblioteca Universitária, Acervo Bibliográfico Físico

Resumo

As particularidades inerentes aos diversos tipos de bibliotecas as configuram como um ambiente propício à implementação de inovações em seus processos administrativos. Como um desses processos destaca-se a gestão patrimonial dos acervos bibliográficos físicos, que se consolida como fulcral na estrutura organizacional das bibliotecas, nessa pesquisa especificaremos as bibliotecas das universidades públicas federais que corroboram com essa perspectiva. A presente pesquisa tem o objetivo de apresentar fatores que podem interferir na qualidade da gestão patrimonial dos acervos bibliográficos físicos com o propósito de oportunizar uma reflexão sobre a possibilidade de implementar inovações junto ao processo. A pesquisa foi delineada metodologicamente através da pesquisa bibliográfica, que permitiu aos pesquisadores terem um embasamento teórico construtivo sobre o que já foi estudado na temática. Como resultado, tornou-se perceptível a complexidade do processo de segurança do acervo bibliográfico físico frente à vulnerabilidade dos materiais informacionais e a quantidade de variáveis que agem sobre eles, intensificando esse cenário de degradação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAEZ, F. (2006). História universal da destruição de livros: das tábuas numéricas à Guerra do Iraque. Rio de Janeiro, RJ. Ediouro.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. (2012). Normas brasileiras de contabilidade: contabilidade aplicada ao setor público: NBCs T 16.1 a 16.11. Brasília, DF: Conselho Federal de Contabilidade.

COUTINHO, J. R. A. (2004). Gestão patrimonial na administração pública: noções gerais sobre os bens das entidades que integram a administração pública e sua utilização. Rio de Janeiro, RJ: Lumem Juris.

FIGUEIREDO, F. C. M. (2015). Gestão Patrimonial: um estudo sobre o controle de material permanente na Universidade Federal do Maranhão. Santa Maria, RS. Centro de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Federal de Santa Maria. https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/4765/FIGUEREDO%2c%20FRANCISCO%20CARLOS%20MARQUES.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

LITTLEFIELD, D. (2011). Manual do arquiteto: planejamento, dimensionamento e projeto. 3.ed. Porto Alegre, RS: Bookman.

LOSS, M. M. (2019). Valoração de acervo bibliográfico: estudo de preservação do patrimônio histórico, cultural e científico de uma biblioteca universitária. Dissertação (Mestrado em Museologia e Patrimônio) - Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2019. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/198704/001099725.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

MATIAS, A. C. (2015). Gestão patrimonial: contribuição para o controle de bens móveis na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão nas Organizações Aprendentes) - Centro de Educação, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8630?locale=pt_BR. Acesso em: 05 abr. 2020.

MÁRSICO, M. A. V. (2007?). Noções básicas de conservação de livros e documentos. [S.l]: [s.n], [2007?]. Disponível em: https://simagestao.com.br/wp-content/uploads/2016/05/Nocoes-Basicas-de-Conservacao-de-Livros-e-Documentos.pdf . Acesso em: 24 jun. 2020.

OGDEN, S. (2001) (ed.). Armazenagem e manuseio. 2.ed. Rio de Janeiro, RJ: Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos. Disponível em: http://arqsp.org.br/wp-content/uploads/2017/08/1_9.pdf. Acesso em: 22 mar. 2020.

RODRIGUES, P. R. A. (2017). A gestão estratégica da armazenagem. 3.ed. São Paulo, SP: Aduaneiras.

SANTOS, G. (2020) Gestão Patrimonial. Florianópolis, SC: Secco.

SPINELLI JUNIOR, J. (2009). Guia de preservação e segurança da Biblioteca Nacional Brasil. Dissertação (Mestrado Profissional em Bens Culturais e Projetos Sociais) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, RJ. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/2703.

TRINKLEY, M. (2001) (ed.). Considerações sobre preservação na construção e reforma de bibliotecas: planejamento para preservação. 2. ed. Rio de Janeiro, RJ: Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos. Disponível em: http://arqsp.org.br/wp-content/uploads/2017/07/38.pdf.

TORRES JUNIOR, F.; Silva, L. M. (2003). A importância do controle contábil e extra-contábil dos bens permanentes adquiridos pela administração pública federal. Revista de Contabilidade do mestrado da UERJ. Rio de Janeiro, RJ, v. 8, n. 2, p. 11-37. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rcmccuerj/article/view/5596.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. (2013). Manual de administração patrimonial. São Paulo, SP: COMPATRIM – GEFIM.

Publicado

2022-03-01 — Atualizado em 2022-10-12

Versões

Como Citar

BARRETO, Isaias Cristino Esteves; REBOUÇAS PORTO JÚNIOR, Francisco Gilson; EDUARDO MOURA COSTA, Wendell. ASSET MANAGEMENT: perspectives of accounting and extra accounting control of physical bibliographic collections in libraries of federal public institutions. Revista Observatório , [S. l.], v. 8, n. 1, p. a3en, 2022. DOI: 10.20873/uft.2447-4266.2021v8n1a3en. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/14980. Acesso em: 23 abr. 2024.