O conhecimento do paciente diabético sobre a complicação pé diabético

Palavras-chave: Educação

Resumo

O Diabetes Mellitus (DM) está em curso devido ao crescimento do envelhecimento populacional, obesidade e sedentarismo, tendo como perspectiva para 2030 atingir 300 milhões de casos no mundo. É uma doença crônica que leva a internações devido à descompensação da glicemia, geralmente em decorrência das complicações da doença. Entre as complicações destacam-se as neuropatias, retinopatias, alterações vasculares e o pé diabético, sendo o último a principal causa de amputações não traumáticas no Brasil. O objetivo é avaliar o conhecimento do paciente internados com diabetes a respeito da complicação pé diabético. Os materiais e métodos são de uma pesquisa transversal, descritiva, quali quantitativa nos meses de março e abril de 2014 com 50 pacientes diabéticos hospitalizados em hospital de referência do Tocantins. Aplicou-se dois questionários para avaliar o perfil do paciente diabético hospitalizado e seu conhecimento quanto à complicação pé diabético. Os dados foram analisados com ANOVA com IC 95% através do programa Bioestat 5.0. Obteve-se aprovação em comitê de ética em pesquisa CEP/UFT 252/2013. Os resultados do estudo caracterizou população predominante idosa (82%) com baixo nível de escolaridade(88%) e com baixa renda (96%). Quanto ao tempo de doença 48% apresentavam DM ≥ 5 anos, 12% estavam internados por pé diabético e 70% por outras complicações do DM. Dos avaliados60% desconheciam qualquer complicação da doença e 28% apresentavam pé diabético. E somente 12% dos avaliados demonstraram conhecimento significativo de cuidados com os pés, mostrando relação entre conhecimentoe nível de escolaridade (p<0,05). N conclusão faz-se necessário programar ações educativas inovadoras voltadas à realidade socioeconômica do paciente envolvendo a família no processo do cuidar, pois oconhecimento é independente do gênero, idade e/ou tempo de doença, mas dependente do nível de escolaridade.

Referências

ALMEIDA SA, SILVEIRA MM, ESPÍRITO SANTO PF, PEREIRA RC, SALOMÉ GM. Avaliação da qualidade de vida em pacientes com diabetes mellitus e pé ulcerado. Rev. Bras. Cir. Plást. 2013 Mar; 28( 1 ): 142-146.

ARAUJO MM, ALENCAR AMPG. Pés de risco para desenvolvimento de ulcerações e amputações em Diabéticos. Revista Rene, Fortaleza.2009; 10 (2): 19-28.

AUDI EG, MOREIRA RC, MOREIRA ACMG, PINHEIRO EFC,MANTOVANIMF,ARAUJOAG.Avaliação do Pé e Risco Para Pé Diabético: Contribuições para Enfermagem.CogitareEnferm. 2011 Abr/Jun; 16(2):240-6.

CAROLINO IDR, MOLENA-FERNANDESCA, TASCA RS, MARCONSS, CUMAN RKN. Fatores de risco em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2008; 16(2): 238-244.

CUBAS MR, SANTOS OMS, RETZLAFF EMA, Telma HLC, Andrade IPS, Moser ADL, Erzinger AR. Pé diabético: orientações e conhecimento sobre cuidados preventivos. Fisioter Mov. 2013Jul/Set; 26(3):647-55.

CHAGAS IA, CAMILO J, SANTOS MA, RODRIGUES FFL, ARRELIAS CCA, TEIXEIRA CRS. Patients' knowledge of Diabetes five years after the end of an educational program. Rev. esc. enferm. USP.2013 Oct; 47(5): 1137-1142.

CARVALHEIRA JBC, ZECCHIN HG, SAAD MJA. Vias de Sinalização da Insulina. Arq Bras EndocrinolMetab.2002 Aug; 46(4): 419-425.

CARVALHO CBM, NETO RM, ARAGÃO LP, OLIVEIRA MM, NOGUEIRA MB, FORTI AC. Pé diabético: análise bacteriológica de 141 casos. ArqBrasEndocrinolMetab. 2004 June; 48( 3 ): 406-413.

DUARTE N, GONÇALVES A. Pé diabético. AngiolCir Vasc.2011 Jun; 7(2): 65-79.

GAMBA MA,GOTLIEBSLD,BERGAMASCHIDP,VIANNA LAC. Amputação de Extremidades Inferiores por Diabetes Mellitus: Estudo de Caso-Controle. Rev. Saúde Pública.2004; 38 (3).

GHELMANC, L, SOUZA,NASCIMENTO MH ,ROSAS MTF, A M. Conhecimento de portadores de diabetes mellitus atendidos em uma unidade básica de saúde, quanto às práticas de auto-cuidado com pés.Enferm. glob. 2009; (17)

GIL GP, HADDAD MCL, GUARIENTE MHDM, Conhecimento sobre diabetes mellitus de pacientes atendidos em programa ambulatorial interdisciplinar de um hospital universitário publico. Revista Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina.2008; 29 (2): 141-154.

OCHOA-VIGO K, PACE AE. Pé diabético: estratégias para prevenção. Acta Paulista de Enfermagem, Ribeirão Preto. 2005; 18 (1): 100-9.

MARTIN VT, RODRIGUES CDS,CESARINO CB. Conecimento do Paciente com Diabetes Mellitus Sobre o Cuidado com os pés. Rev. enferm. UERJ, Rio de Janeiro. 2011; 19 (4): 621-625.

MAZZINI MCR, BLUMER MG, HOEHNE EL, GUIMARÃES KRLSLQ, CARAMELLI B, FORNARI L, et al . Rastreamento do risco de desenvolvimento de diabetes mellitus em pais de estudantes de uma escola privada na cidade de Jundiaí, São Paulo. Rev. Assoc. Med. Bras. 2013 Apr; 59( 2 ): 136-142.

MILMAN MHSA., LEME CBM., BORELLI DT., KATER FR., BACCILI ECDC., ROCHA RC.M. et al . Pé diabético: avaliação da evolução e custo hospitalar de pacientes internados no conjunto hospitalar de Sorocaba. ArqBrasEndocrinolMetab. 2001 Oct; 45( 5 ): 447-451.

MELO EM, TELES MS, TELES RS, BARBOSA IV, STUDART RMB, Oliveira MM. Avaliação dos fatores interferentes na adesão ao tratamento do cliente portador de pé diabético. Rev. Enf. Ref. 2011 Dez; serIII(5): 37-44.

MINISTÉRIO DA SAÚDE (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diabetes Mellitus: cadernos de atenção básica nº 16. Brasília: Ministério da Saúde, 2006. 56 p.

MORAIS GFC, SOARES MJGO, COSTA MML, SANTOS IBC. O diabético diante do tratamento, fatores de risco e complicações crônicas. Rev. enferm. UERJ, Rio de Janeiro, 2009 Abr/Jun; 17(2):240-5.

OLIVEIRA PS, BEZERRA EP, ANDRADE LL, SOARES MJGO, COSTA MML. Fatores de risco para complicações decorrentes do diabetes mellitus.Revenferm UFPE online., Recife, 2013 Ago; 7(8):5265-73.

OTERO LM, ZANETTI ML, OGRIZIO MD. Knowledge of diabetic patients about their disease before and after implementing a diabetes education program. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2008 Apr; 16( 2 ): 231-237.

PACE AE, FOSS MC, OCHOA- VIGO k, HAYASHIDA M. Fatores de risco para complicações em extremidades intefriores de pessoas com diabetes mellitus. Rev. Bras. Enferm. 2002;55 (5): 514-521.

PEDROSA HC (Org.). Grupo de Trabalho Internacional Sobre Pé Diabético. Consenso Internacional sobre Pé Diabético. Tradução de Ana Cláudia de Andrade, Hermelinda Cordeiro Pedrosa. Brasília: Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal 2001. 126 p.

PRZYSIEZNY A, RODRIGUES KF, SANTIAGO LH,SILVA MCV. Características sociodemográficas de pacientes com diabetes mellitus portadores de pé diabético e ou retinopatia diabética atendidos em 16 unidades de Estratégia de Saúde da Família de Blumenau. Arq. Catarin. Med. 2013 Jan/Mar; 42(1): 76-84.

ROCHA RR, ZANETTI ML, SANTOS MA. Comportamento e conhecimento: fundamentos para prevenção do pé diabético. Actapaul. enferm. 2009 Feb; 22(1): 17-23.

RODRIGUES FFL, SANTOS MA, TEIXEIRA CRS, GONELA JT, ZANETTI ML. Relação entre conhecimento, atitude, escolaridade e tempo de doença em indivíduos com diabetes mellitus. Actapaul. enferm. 2012; 25(2): 284-290.

SANTO ICRV, SILVA ACFB, MELO LCP. Condutas preventivas na atenção básica e amputação de membros inferiores em portadores de pé diabético. Rev. Rene. Fortaleza. 2008 Out/Dez; 4 (9): 40-48.

SANTOS RV, ISABEL C, SILVA FB, SILVA AC,MELO APP, Calou L. Condutas Preventivas na Atenção Básica e Amputação de Membros inferiores em portador de pé diabético. Rev. Rene. Fortaleza. 2008 Out/Dez; 4 (9): 40-48.

SMELTZER SC, BARE BG, HINKLE JL, CHEEVER KH. BRUNNER e SUDDARTH: Tratado de Enfermagem Médico-Cirúrgica. 12. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan ,2011.

VIDAL L. Avaliação do sistema de classificação de risco do pé, proposto pelo grupo de trabalho internacional sobre o pé diabético, hospital da policia militar de minas gerais 2002-2007. Dissertação de Mestrado da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. 2009; 172 f.

VIGO KO, TORQUATO MTCG,SILVÉRIO IAS, QUEIROZ FA,GUANILO MCDLTU, Pace AE. Caracterização de pessoas com diabetes em unidades de atenção primária e secundária em relação a fatores desencadeantes do pé diabético. Acta Paul Enferm. 2006;19(3): 296-303.

Publicado
2016-03-21