A INDISPONIBILIDADE DO BEM JURÍDICO VIDA E O DIREITO DE MORRER DIGNAMENTE

  • Fernando Tadeu Marques Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Amanda Gurzone Universidade Presbiteriana Mackenzie

Resumo

O presente artigo, expõe o estudo acerca da Eutanásia, exibindo o conceito, a evolução histórica sobre o procedimento e suas classificações. Teve-se por objetivo demonstrar a legalidade da prática desse método para assegurar à pessoa o exercício dos direitos fundamentais, uma vez que, o ordenamento jurídico brasileiro não permite esse procedimento, tanto no atual Código Penal brasileiro, quanto no Anteprojeto do Novo Código Penal. Por meio desse estudo foi desempenhada a análise de casos concretos, dos cuidados paliativos como alternativa e das legislações atinentes. Retrata sobre a indisponibilidade do bem jurídico vida. Apresenta o direito ao testamento vital e sua implantação. Por fim, discorre sobre o direito à morte digna, exercendo autonomia sobre a própria vida. Desse modo, este presente estudo teve por resultado que, a legalização da eutanásia é necessária para garantir ao indivíduo a liberdade de escolha em realizar este procedimento e que seja realizado de um modo seguro com respaldo em lei.

Biografia do Autor

Amanda Gurzone, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Graduanda em Direito, pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Referências

BRASIL, Constituição da República Federativa, de 05 de outubro de 1988. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm >. Acesso em: 14 out. 2017.

______, Decreto lei nº 2.848, de 07 de dezembro de 1940. Instituiu o Código Penal. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del2848compilado.htm >. Acesso em: 15 out. 2017.

______, Decreto lei nº 3.689, de 03 de outubro de 1941. Instituiu o Código de Processo Penal. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del3689Compilado.htm >. Acesso em: 15 out. 2017.

______, Projeto de lei do Senado nº 236, 09 de julho de 2012: Novo código penal. Disponível em < http://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/106404 >. Acesso em: 15/10/2017.

______, Resolução CFM Nº 1.805, de 28 de novembro de 2006. Instituiu ao médico limitar ou suspender procedimentos e tratamentos. Disponível em < https://sistemas.cfm.org.br/normas/visualizar/resolucoes/BR/2006/1805 >. Acesso em: 21/10/2017.

______, Resolução CFM nº 1.931, de 17 de setembro de 2009. Instituiu o Código de Ética Médica. Disponível em < https://portal.cfm.org.br/images/stories/biblioteca/codigo%20de%20etica%20medica.pdf >. Acesso em: 21/10/2017.

CABRERA, Heidy de Avila. Eutanásia: direito de morrer dignamente. 2010. 158 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Direito, Centro Universitário Fieo, Osasco, 2010. Disponível em: < http://www.unifieo.br/pdfs/Heidy_de_Avila_Cabrera.pdf>. Acesso em: 09 /10/2017.

CAVALHEIRO, Carmela Marcuzzo do Canto. A tolerância da eutanásia nos Países Baixos e o debate no Brasil: aspectos jurídicos. Revista Brasileira de Ciências Criminais, São Paulo, v. 126, p.15-36, 2016. Disponível em: < https://bdjur.stj.jus.br/jspui/handle/2011/106905 >. Acesso em: 10/10/2017.

CUIDADOS PALIATIVOS. Disponível em: < http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/cancer/site/tratamento/cuidados_paliativos >. Acesso em: 29/10/ 2017.

FARAH, Elias. Eutanásia, Ortotanásia e Distanásia: reflexões básicas em face da ciência médica e do direito. Revista do Instituto dos Advogados de São Paulo, São Paulo, v. 28, p. 131 – 178, 2011. Disponível em: < http://www.revistadostribunais.com.br/maf/app/resultList/document?&src=rl&srguid=i0ad6adc50000016105b373b3201eb630&docguid=Iba23d9902d2f11e1860900008517971a&hitguid=Iba23d9902d2f11e1860900008517971a&spos=2&epos=2&td=268&context=7&crumb-action=append&crumb-label=Documento&isDocFG=true&isFromMultiSumm=true&startChunk=1&endChunk=1>. Acesso em: 10/10/2017.

FERREIRA JÚNIOR, Celso Rodrigues. O caso Vincent Humbert: a abordagem positivista e a necessidade de ponderação. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 9, n. 382, 24 jul. 2004. Disponível em: <https://jus.com.br/artigos/5501>. Acesso em: 19/10/2017.

FRANCESA ajuda filho tetraplégico e cego a morrer. Disponível em: < http://www.bbc.com/portuguese/noticias/story/2003/09/030926_eutanasia2mtc >. Acesso em: 19/10/2017.

GARCIA, Iberê Anselmo. Aspectos Médicos e Jurídicos da Eutanásia. Revista dos tribunais - Doutrinas Essenciais de Direito Penal, São Paulo, v. 5, p. 459, 2010. Disponível em: < http://www.revistadostribunais.com.br/maf/app/widgetshomepage/resultList/document?&src=rl&srguid=i0ad82d9a0000015f7c5398cb2d485935&docguid=Ie9306560f25111dfab6f010000000000&hitguid=Ie9306560f25111dfab6f010000000000&spos=22&epos=22&td=26&context=101&crumb-action=append&crumb-label=Documento&isDocFG=false&isFromMultiSumm=true&startChunk=1&endChunk=1 >. Acesso em: 09/10/2017.

GOLDIM, José Roberto, Caso Vincent Humbert: eutanásia ativa voluntária. Disponível em: < https://www.ufrgs.br/bioetica/humbert.htm >. Acesso em: 19/10/ 2017.

GUIMARÃES, Marcello Ovidio Lopes. Eutanásia: novas considerações penais. 2009. Tese (Doutorado em Direito Penal) - Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. doi:10.11606/T.2.2009.tde-07072010-151229. Acesso em: 09/10/2017.

JÚNIOR, Eudes Quintino de Oliveira. A Eutanásia e a Ortotanásia no novo código penal. Revista dos Tribunais, São Paulo, v. 931, p. 241, 2013. Disponível em: < http://www.revistadostribunais.com.br/maf/app/widgetshomepage/resultList/document?&src=rl&srguid=i0ad82d9a0000015f7c5398cb2d485935&docguid=If5f16e30f25011dfab6f010000000000&hitguid=If5f16e30f25011dfab6f010000000000&spos=11&epos=11&td=26&context=101&crumb-action=append&crumb-label=Documento&isDocFG=false&isFromMultiSumm=true&startChunk=1&endChunk=1 >. Acesso em: 09/10/2017.

PEREIRA, Jeferson Botelho. Inovação do Projeto de Lei nº 236/2012 para o novo Código Penal. Disponível em: < https://jus.com.br/artigos/48343/inovacoes-do-projeto-de-lei-n-236-2012-para-o-novo-codigo-penal-brasileiro >. Acesso em: 16/10/2017.

REVISÃO , Código de Ética Médica. Disponível em < http://www.rcem.cfm.org.br/index.php/cem-atual >. Acesso em: 21 de outubro, 2017

SÁ, Maria de Fátima Freire de. Direito de morrer: Eutanásia, Suicídio Assistido. 2. ed. Belo Horizonte: del Rey, 2005. 184 p.

SANCHES, Vladia Maria de Moura Soares. O testamento vital e o princípio da dignidade da pessoa humana. Revista de Direito Constitucional e Internacional, São Paulo, v. 87, p. 287 – 307, 2014. Disponível em: < http://www.revistadostribunais.com.br/maf/app/widgetshomepage/resultList/document?&src=rl&srguid=i0ad82d9b0000015f7c6bb0de8eb629c9&docguid=I8d4940e000e011e49a41010000000000&hitguid=I8d4940e000e011e49a41010000000000&spos=12&epos=12&td=26&context=257&crumb-action=append&crumb-label=Documento&isDocFG=false&isFromMultiSumm=true&startChunk=1&endChunk=1 >. Acesso em: 09/10/2017.

Publicado
2018-11-23
Seção
Artigo Científfico