ESTRATÉGIAS PARA DECODIFICAR FOTOGRAFIAS ADVINDAS DE TEORIAS FLUSSERIANAS: um exercício com fotorretrato criado por Richard Avedon

Palavras-chave: Vilém Flusser, Imagem sintética, Fotografia, Richard Avedon, Fotorretrato

Resumo

O objetivo deste artigo é avaliar o potencial comunicativo de fotorretratos, por Richard Avedon, por meio de sua decodificação. Para tanto, apresentamos, inicialmente, reflexões sobre as teorias de Flusser relativas à imagem técnica, com foco na fotografia; em seguida, apresentamos sugestões de estratégias para decodificar fotografias e as aplicamos na análise de um fotorretrato elaborado por Richard Avedon. Este artigo é importante por elaborar um percurso para análise de fotografias, valendo-se de teorias flusserianas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Ogécia Drigo, Universidade de Sorocaba

Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP; pós-doutora pela ECA/USP; Docente e coordenadora do PPG em Comunicação e Cultura da Uniso e integrante  de Pesquisa em Imagens Midiáticas GPIM) e vinculada à Linha de Pesquisa Análise de Processos e Produtos Midiáticos. E-mail: maria.ogecia@gmail.com. 

Rafael Bernardo Eisinger, Universidade de Sorocaba

Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade de Sorocaba (UNISO). Graduação em Jornalismo (UNISO). E-mail: r.jornalismo@gmail.com.

Referências

ADAMS, Ansel. A câmera. São Paulo: Senac, 2002.

AVEDON, Richard. Richard Avedon – Photographs 1946-2004. Louisiana: Louisiana Museum of Modern Art, 2007.

FLUSSER, Vilém. Filosofia da Caixa Preta: ensaios para uma futura filosofia da fotografia. São Paulo: Annablume, 2011.

FLUSSER, Vilèm.O universo das imagens técnicas: elogio da superficialidade. São Paulo: Annablume, 2008.

PEIXOTO, Nelson Brissac. Paisagens Urbanas. Editora Senac. São Paulo, 2003.

MARTINS, Paula M.; SILVA, Teófilo A. da. Decifrando a linguagem da caixa-preta: Vilém Flusser e a Análise do Discurso. Revista Discursos Fotográficos. Londrina, v.9, n.15, p.171-188, jul./dez. 2013.

MORIN, Edgar. As estrelas: mito e sedução no cinema Rio de Janeiro: José Olympio, 1989.

PRÄKEL, David. Composição. Porto Alegre: Bookman, 2010a.

PRÄKEL, David. Iluminação. Porto Alegre: Bookman, 2010b.

SANTAELLA, Lúcia. Flusser: um pensador visionário. Simpósio Flusser em Fluxo. Universidade Federal do Ceará, 2012. Disponível em: <http://www.flusserstudies.net/sites/www.flusserstudies.net/files/media/attachments/santaella-pensador.pdf>. Acesso em: 20 abr. 2017.

SILVA, Michelly Cristina da. Cinema, propaganda e política: Hollywood e o Estado na construção de representações da União Soviética e do Comunismo em Missão em Moscou (1943) e Eu fui um comunista para o FBI (1951). 190 p. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo. 2013.

Publicado
2018-08-01
Como Citar
DRIGO, M. O.; EISINGER, R. B. ESTRATÉGIAS PARA DECODIFICAR FOTOGRAFIAS ADVINDAS DE TEORIAS FLUSSERIANAS: um exercício com fotorretrato criado por Richard Avedon. Revista Observatório, v. 4, n. 5, p. 695-715, 1 ago. 2018.