AVALIAÇÃO QUADRIENAL DA CAPES: SENTENÇA OU AUXÍLIO

Palavras-chave: Política de Formação, Processos de Formação, Capes, Avaliação Quadrienal

Resumo

A região Norte do país sempre esteve em desvantagens quando o assunto é formação superior, os dados da CAPES revelam que o número de doutores e mestres ainda não são suficientes para suprir as demandas principalmente em se falando na oferta de novos programas de pós-graduação, onde são feitos verdadeiros malabarismos, juntando áreas afins para conseguir formar quadro de docentes. E se é difícil para os cursos de exatas, saúde, como será para humanas, mais especificamente, comunicação. Esse artigo mostra um panorama atual dos programas existentes na região norte do país, tendo como referência principal a Avaliação Quadrienal realizada junto as IES e registradas via Plataforma Sucupira e onde os últimos dados divulgados são do ano de 2017.

 

PALAVRAS-CHAVE: Formação; Comunicação, PPGCom; Avaliação Quadrienal; Região Norte.

 

 

ABSTRACT

The Northern region of the country has always been at a disadvantage when it comes to higher education, CAPES data show that the number of doctors and masters is still insufficient to meet the demands, mainly in terms of offering new ones graduate programs, where they are made real juggling, joining related areas to achieve a teaching staff. And if it is difficult for courses of exact, health, as will be for human, more specifically, communication. This article shows a current panorama of the existing programs in the northern region of the country, having as main reference the Quadrennial Evaluation carried out with the HEIs and registered via the Platform Sucupira and where the latest data released are from the year 2017.

 

KEYWORDS: Formation; Communication, PPGCom; Quadrennial Evaluation; North region.

 

 

RESUMEN

La región Norte del país siempre estuvo en desventajas cuando el asunto es formación superior, los datos de la CAPES revelan que el número de doctores y maestros aún no son suficientes para suplir las demandas principalmente en hablar de la oferta de nuevos programas de postgrado, donde se hacen verdaderos malabarismos, juntando áreas afines para conseguir formar cuadro de docentes. Y si es difícil para los cursos de exacta, salud, como será para las personas, más específicamente, comunicación. Este artículo muestra un panorama actual de los programas existentes en la región norte del país, teniendo como referencia principal la Evaluación Quadrienal realizada junto a las IES y registradas vía Plataforma Sucupira y donde los últimos datos divulgados son del año 2017.

 

PALABRAS CLAVE: Formación; Comunicación, PPGCom; Evaluación cuatrienal; Región del norte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Bonfim Bacelar de Abreu Adrian, Universidade Federal do Tocantins

Mestra em Comunicação e Sociedade pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Sociedade (PPGCom-UFT). Pedagoga e Jornalitas com especialização em Educação Comunicação e Novas Tecnologias, MBA em Gestão da Comunicação e Marketing. Funcionária pública. E-mail: alessandrabacelar@gmail.com

Francisco Gilson Rebouças Porto Junior, Universidade Federal do Tocantins

Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), mestre em Educação pela Faculdade de Educação (UnB) e graduado em Comunicação Social/Jornalismo (ULBRA) e Pedagogia (UnB). Atualmente é líder do Núcleo de Pesquisa e Extensão e Grupo Lattes Observatório de Pesquisas Aplicadas ao Jornalismo e ao Ensino (OPAJE-UFT). É professor na Fundação Universidade Federal do Tocantins (UFT). Coordena pesquisas em ensino de jornalismo digital e preservação da Memória. Pesquisa sobre formação, ensino e processos educativos no Brasil, na União Europeia, CPLP/PALOPS e BRICS. E-mail: gilsonporto@uft.edu.br. 

Referências

BALBACHEVSK, Elizabeth. A pós-graduação no Brasil: novos desafios para uma política bem sucedida. Universidade Federal de Goiás, 2004. Disponível em: https://portais.ufg.br/up/67/o/Pos-Graduacao_Brasil_2.pdf. Acesso em 29/09/2017.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. (1965). Parecer nº 977/65. Definição dos cursos de pós-graduação. Brasília, DF, 1965. Disponível em: https://capes.gov.br/images/stories/download/avaliacao/avaliacao-n/Parecer-977-1965.pdf. Acesso em: 29 set. 2017.

CAPES. 2017. Disponível em: http://www.capes.gov.br/historia-e-missao. Acesso em 13 de nov. 2017.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede (A era da informação: economia, sociedade e cultura); Volume 1, São Paulo: Editora Paz e Terra, 2a.Ed., 1999.

CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Vozes, 2008.

COLFERAI, S. Pesquisa na amazônia: notas históricas para a produção de conhecimento comunicacional. Revista Observatório, v. 5, n. 2, p. 153-173, 1 abr. 2019. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2019v5n2p153.

CÓRDOVA, Rogério de Andrade. CAPES: origem, realizações, significações. vol. I. Brasília: CAPES, 2003.

GADINI, S. Mídia e cultura regional nas pesquisas em jornalismo: Um retrato da tematização e análise do agendamento cultural nos estudos realizados na UEPG entre 2010 e 2015. Revista Observatório, v. 4, n. 5, p. 413-433, 1 ago. 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2018v4n5p413.

GUIMARÃES, Jorge A. O modelo brasileiro de formação de cientistas. 2008. 93 diapositivos(slides), color. (XXIV Encontro Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-graduação). Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais, 2008.

LIMA, Claudia do Carmo Nonato. Comunicação e mundo do trabalho do jornalista: o perfil dos jornalistas de São Paulo a partir da reconfiguração dos processos produtivos da informação. 2010. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa em Comunicação) - Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. doi:10.11606/D.27.2010.tde-30112010-160410. Acesso em: 04 de fev. 2018.

LIMA, Licínio C.; AZEVEDO, Mário Luiz Neves de; CATANI, Afrânio Mendes. O processo de Bolonha, a avaliação da educação superior e algumas considerações sobre a Universidade Nova. Avaliação (Campinas), Sorocaba, v.13, n.1, p.7-36, mar. 2008.Disponível:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772008000100002&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 08 nov. 2016.

LIMA JÚNIOR, W, & de OLIVEIRA, A. (2015). Habilidades tecnológicas e ensino superior em jornalismo no Brasil: observação das exigências contemporâneas e seu contraste com as grades curriculares. E-Compós, 18(2). Acesso em: 26 de ago. 2018.

MELO, Ana Souto e. Enquadramento Histórico legal do processo de Bolonha e o seu impacto no sistema de ensino superior português. Revista Observatório, Palmas, v. 3, n. 6, p. 75-141, out. 2017. ISSN 2447-4266. Disponível em:https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/4239>. Acesso em: 30 jan. 2018.

PÔRTO JR., Gilson; SOUSA, Poliana Macedo de (Orgs.). Universidade(s) no Brasil: estudos e olhares. [recurso eletrônico] / Gilson Pôrto Jr.; Poliana Macedo de Sousa (Orgs.) – Porto Alegre, RS: Editora Fi, 2016.

PÔRTO JUNIOR, Francisco Gilson Rebouças. Sobre os processos formativos, Bolonha e o curso de Comunicação Social/Jornalismo: consolidando-se posições nas políticas educacionais. Revista Eletrônica Mutações, [S.l.], v. 6, n. 10, p. 13-24, mar. 2015. ISSN 2178-7018. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/relem/article/view/799>. Acesso em: 30 ago. 2018.

PÔRTO JUNIOR, Francisco Gilson Rebouças. A Universidade do Distrito Federal (UDF): Um Retrospecto. In: Gilson Pôrto Jr.. (Org.). Anísio Teixeira e o Ensino Superior. Brasília: Bárbara Bela, 2001, v. 1, p. 179-204.

SANTOS, Ana Lúcia Felix dos & AZEVEDO, Janete Maria Lins de. A pós-graduação no Brasil, a pesquisa em educação e os estudos sobre a política educacional: os contornos da constituição de um campo acadêmico. In: Revista Brasileira de Educação, v. 14 n. 42 set./dez. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v14n42/v14n42a10.pdf. Acesso em: 07 de out. de 2017.

SANTOS, Cássio Miranda dos. Tradições e contradições da pós-graduação no Brasil. 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v24n83/a16v2483.pdf>. Acesso em: 29 set. 2017.

SAVIANI, Demerval. O legado educacional do Regime Militar. Cadernos Cedes. Campinas, SP, vol.28, n.76, set./dez.2008.

SILVA, Luciana Leandro da. A formação de formadores no contexto da transnacionalização educativa: reflexões a partir da aplicação do processo de Bolonha em Espanha e Portugal. Educ. Soc., Campinas, v. 34, n. 122, p. 247-263, Mar.2013. Disponível em: http:www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302013000100014&lng=en&nrm=iso>. access on 30 Jan 2018.

VELLOSO, Jacques. A pós-graduação no Brasil: formação e trabalho de mestres e doutores no país. Cad. Pesqui., São Paulo, v.34, n.122, p. 517, ago. 2004. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742004000200012. Acesso em 07 out. 2017.

Publicado
2019-05-01
Como Citar
ADRIAN, A.; PORTO JUNIOR, F. AVALIAÇÃO QUADRIENAL DA CAPES: SENTENÇA OU AUXÍLIO. Revista Observatório, v. 5, n. 3, p. 366-404, 1 maio 2019.

Artigos mais lidos pelo(s) mesmo(s) autor(es)