INFLUENCERS OF CHRIST: evangelization on brazilian youtube channels fafismelo and fabibertotti continuing teacher education

  • Thaís Luiza Rivero Federal University of Rondônia
  • Allysson Viana Martins Federal University of Rondônia

Resumo

The YouTube platform is pointed as a space for growth of the evangelization on the internet. Evangelical youtubers use it for both evangelization and to gain visibility through it, by reaching a larger number of people, which is not possible in traditional evangelization events. Therefore, the aim of this article is to investigate how non-leader women in their religious segments conduct evangelization through their own production. To achieve this purpose we analyzed the 10 most viewed videos on FafisMelo and FabiBertotti channels. While Fabiana approaches the issues from a biblical perspective, quoting verses in her speech, and says how a Christian should act in many everyday situations, especially sexual ones, Fabiola evangelizes more directly in a few videos, although she frequently presents Christian dialects and biblical principles in your thoughts.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaís Luiza Rivero , Federal University of Rondônia

 Journalist and member of MíDI - Research Group on Digital Media and Internet from the Federal University of Rondônia (UNIR). thais.luiza.rivero@hotmail.com.

 

Allysson Viana Martins , Federal University of Rondônia

PhD in Contemporary Communication and Culture from the Federal University of Bahia. Professor of Journalism and coordinator of the MíDI - Research Group on Digital Media and Internet at the Federal University of Rondônia (UNIR). allyssonviana@unir.br.  

 

Referências

Bernardazzi, R. (2016). Youtubers e as relações com a produção audiovisual. In: Anais do XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom), São Paulo.

Budke, S. (2015). Mídia & Religião: conflitos e oportunidades do diálogo inter-religioso no ciberespaço. In: Anais do Congresso Estadual de Teologia. São Leopoldo: EST, v. 2.

Carreira, K. (2015). Youtuber e conteúdo audiovisual propagável. 2015. In: Anais do Simpósio Internacional de Tecnologia e Narrativas Digitais. São Luís: UFMA.

Carvalho, I. (2016). Mídias sociais: um espaço para a evangelização utilizada pela Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Amazonas. Dissertação (Mestrado em Teologia). Faculdades EST, São Leopoldo-RS.

Fantoni, F. (2016). A circulação discursiva de Macedo e Santiago nas redes sociais Twitter e Facebook. In: Anais do I Seminário de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais. São Leopoldo-RS: UNISINOS, p. 125-145.

Faria, A.; Marinho, F. (2017). Influenciadores digitais: um estudo sobre a popularidade através do Youtube. In: Anais do 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom), Curitiba.

Gil Filho, S. (1999). Espaço de representação e territorialidade do sagrado: notas para uma teoria do fato religioso. Revista Ra’e Ga, Curitiba, v. 3, p. 81-120.

Günther, H. (2006). Pesquisa Qualitativa Versus Pesquisa Quantitativa: esta é a questão? Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, Mai-Ago 2006, Vol. 22 n. 2, pp. 201-210.

Lemos, A. (2004). Cibercutura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. 2. ed. Porto Alegre: Sulina.

Lévy, P. (1999). Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. 1. ed. São Paulo: Ed. 34.

Martino, L. (2014). A pesquisa em média e religião no Brasil: articulações teóricas na formação de uma área de estudos. PUC-SP, São Paulo.

Martino, L. (2016). Mídia, religião e sociedade: das palavras às redes digitais. São Paulo: Paulus.

Martins, A.; Rivero, T. (2020). Dos televangelistas aos youtubers: canais no YouTube para evangelização, apresentando os influenciadores de Cristo. Temática, v. 16, p. 134-148.

Martins, A.; Rivero, T. (2019). O YouTube é Meu Pastor e Ele Postará: Evangelização nos Canais Brasileiros Fafismelo e Fabibertotti. In: Anais do 42º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom), Belém.

Miklos, J. (2010.). A construção de vínculos religiosos na cibercultura: a ciber-religião. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo.

Pérsigo, P.; FOSSÁ, M. (2010). Da sociedade midiática à midiatizada: uma atualização da comunicação organizacional. In: Anais do XI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul (Intercom Sul), Novo Hamburgo-RS.

Recuero, R. (2009). Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina.

Richardson, R. (2008). Pesquisa social: métodos e técnicas. 3 ed. São Paulo: Atlas.

Rosa, A. (2016). Midiatização da religião como experiência vivida. In: Anais do I Seminário de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais. São Leopoldo-RS: UNISINOS, p. 209-227.

Sanchotene, C. (2011). Religi@o 2.0: interações entre igreja e fiéis no blog do bispo Edir Macedo. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação). Universidade do Vale do Rio Doce dos Sinos (UNISINOS), Porto Alegre.

Santaella, L. (2004). Cultura e artes do pós-humano: da cultura das mídias à cibercultura. 2. ed. São Paulo: Paulus.

Souza, C. (2016). Assembleias de Deus em vias de midiatização: entre dizeres e silêncios. In: Anais do I Seminário de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais. São Leopoldo-RS: UNISINOS, p. 147-167.

Publicado
2020-10-01
Como Citar
RIVERO , T. L.; MARTINS , A. V. INFLUENCERS OF CHRIST: evangelization on brazilian youtube channels fafismelo and fabibertotti continuing teacher education. Revista Observatório , v. 6, n. 6, p. a9en, 1 out. 2020.