DIÁLOGOS SOBRE DESENVOLVIMENTO, GÊNERO E EDUCAÇÃO

  • Cynthia Mara Miranda Universidade Federal do Tocantins
  • Temis Gomes Parente Universidade Federal do Tocantins
  • Stephanie Soares Ferreira University of Twente
  • Ester Vieira Noleto Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: gênero; educação; desenvolvimento

Resumo

Por entender que desenvolvimento, gênero e educação estão relacionados e que podem atuar conjuntamente para a melhoria da condição de vida das mulheres, a presente pesquisa buscou compreender essas relações a partir das experiências das professoras que atuam no ensino fundamental no estado do Tocantins – especificamente professoras que cursam o Parfor no período das férias escolares na Universidade Federal do Tocantins – campus de Palmas. Metodologicamente foram realizadas oficinas e aplicação de questionários para as cursistas do Parfor para coleta e análise das informaçãoes. Dentre os resultados da pesquisa, notou-se a falta de preparação dos professores para lidar com temáticas relacionadas às questões de gênero, visto que as políticas públicas municipais e estaduais pouco investem em projetos que possam romper com a desigualdade de gênero e melhorar a qualificação destes profissionais.

Referências

BALESTRIN, P. A. & SOARES, R. F. R. Gênero e sexualidade nas práticas educativas. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 9, n. 16, p. 47-61, jan./jun. 2015.
BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Tradução Maria Helena Kühner. - 11° ed. - Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 2012.
BRASIL. Plano Nacional de Educação 2014-2024 : Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. – Brasília : Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014. 86 p.
BUENO, C. M. L. B. O papel das representações sociais e da educação para o desenvolvimento da identidade de gênero. Revista Brasileira de Crescimento edesenvolvimento Humano, São Paulo, v. 16, n. 3, p. 92-103, dez. 2006.
CABRAL, Francisco; DÍAZ, Margarita. Relações de gênero. Cadernos afetividade e sexualidade na educação: um novo olhar. Secretária Municipal de Educação de Belo Horizonte; Fundação Odebrecht. Belo Horizonte: Gráfica Editora Rona Ltda, 1999, 142-150.
DUFLO, Esther. Gender Equality in Development. BREAD Policy Paper, Bureau for Research in Economic Analysis of Development, n. 11, Massachusetts Institute of Technology, dez. 2005.

Elaboración de proyectos de desarrolo social con perspectiva de género. Tercera Edición. Instituto Nacional de las Mujeres, México, 2012.
LARAIA, Roque de Barros - Cultura: um conceito antropológico, 14.ed. — Rio de Janeiro: Jorge" Zahar Ed., 2001.
MIRANDA, Cynthia Mara. El incómodo debate de las cuestiones de género en la educación brasileña. Revista Científica de Educación y Comunicación – Hachetetepé, Universidad de Cádiz na España, v. 14, 2017, p. 87-98.
HAUSMANN, Richard; TYSON, D. Laura; ZAHIDI, Saadia. The Global Gender Gap Report. Geneva, Switzerland: World Economic Forum, 2014.
Santana, A. M. Fragmentos e Permanências: gênero e diversidade na escola. In: Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 9, n. 16, p. 47-61, jan./jun. 2015.
SCOTT, Joan W. Projeto História, São Paulo, n. 45, pp. 327-351, Dez. 2012.
SUÁREZ, M. Gênero: uma palavra para desconstruir ideias e um conceito empírico e analítico. Trabalho apresentado no I Encontro de Intercâmbio de Experiências do Fundo de Gênero no Brasil. Projeto Fundo para a Equidade de Gênero. Agência Canadense para o Desenvolvimento Internacional, Campinas, 1999.

VIANNA, Claudia Perreira e FINCO, Daniela, Meninas e menino na Educação Infantil: uma questão de gênero e poder. Cadernos Pagu. Campinas, p.265-283, Dez 2009. Nº 33 Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cpa/n33/10.pdf. Acesso em: 10 mai, 2017.
Publicado
2017-08-24

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>