• Trajetórias, temas e problemas das relações entre educação, pobreza e desigualdades sociais
    v. 1 n. 3 (2022)

    A obra Trajetórias, temas e problemas das relações: educação, pobreza
    e desigualdades sociais  em formato de E-book  é fruto do trabalho acadêmico
    realizado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação, Desigualdades sociais e
    Políticas Públicas − NEPED da Universidade Federal do Tocantins – UFT, em âmbito
    da segunda fase do projeto da Iniciativa Educação, Pobreza e Desigualdade Social
    (EPDS) − Trajetórias Escolares, com apoio da Secadi/MEC  desenvolvida entre os
    anos de 2018 e 2019  com os recursos do FNDE. O livro compõe-se de textos que
    apresentam reflexões sobre o fenômeno educativo e suas relações com a pobreza e
    as desigualdades sociais, predominantes em várias partes e regiões do Brasil e, mais
    precisamente, no Estado do Tocantins.

  • A escuta intergeracional em tempos de pandemia
    v. 1 n. 2 (2022)

    Os relatos de experiências aqui registrados fazem parte do projeto de extensão Internato
    Integrado em Saúde – IRIS, lançado antes da pandemia da Covid-19. Este projeto (IRIS) tem
    como objetivo envolver os acadêmicos dos cursos de graduação em Medicina, Enfermagem,
    Nutrição, Serviço Social, Psicologia, Educação Física e Artes e Teatro e da Pós Graduação em
    Serviço Social e Ensino em Ciências em Saúde na realidade social dos municípios para que, em
    parceria com os profissionais da saúde, educação e assistência social desses municípios, realizem
    ações básicas de proteção à saúde, de assistência social e de educação com a comunidade

  • Agricultura e Mudanças do Clima no Estado do Tocantins: Vulnerabilidades, Projeções e Desenvolvimento
    v. 1 n. 1 (2022)

    Este livro trata de uma questão estratégica para nosso país. O setor da
    agricultura será um dos mais impactados pelas mudanças climáticas. A produção
    de alimentos é criticamente dependente das condições do clima, em termos de
    precipitação, umidade do solo, temperatura, insolação etc. E neste sentido, o
    Brasil, por ser uma país tropical, tem vulnerabilidades importantes que terão que
    ser levados em conta no planejamento de políticas públicas para o setor. Isso tem
    que ser feito com políticas integradas, em todas as esferas, dos governos federal,
    estaduais e municipais, para que sejam efetivas.
    É fundamental para nosso país ordenar a questão do uso da terra, trazendo
    políticas que preservem a qualidade do solo, a produtividade agrícola, e ao mesmo
    tempo dê sustentabilidade econômica para este setor tão importante na economia
    brasileira. E, ao mesmo tempo, reduzir as desigualdades sociais em nosso país,
    construindo um país mais justo, produtivo e próspero para todos.

  • Pesquisa em Ensino no Contexto Amazônico: um Processo em Construção
    v. 1 n. 22 (2021)

    A proposta deste livro nasceu com intuito de unir esforços para o fortalecimento da área de Ensino na região Norte do Brasil, mais especificamente no Ensino em Ciências, Linguagens, Humanidades e Saúde, áreas em que os Programas de Pós-graduação da Universidade Federal do Tocantins, Universidade Estadual de Roraima e Universidade Federal do Acre vêm desenvolvendo suas pesquisas.

  • PROCESSO DE BOLONHA E FORMAÇÃO: estudos introdutórios e visões curriculares - Volume II: Estudos e Percepções
    v. 1 n. 21 (2021)

    O livro PROCESSO DE BOLONHA E FORMAÇÃO: estudos introdutórios e visões curriculares - Volume II: Estudos e Percepções traz estudos e reflexões sobre elementos da implantação do Processo de Bolonha. Entendemos que as discussões e críticas, não se esgotam em si, mas criam novas problematizações e possibilidades.  Nesse volume, reunimos textos escritos no âmbito do Projeto Implementação do Quadro de Qualificações Europeu na Formação e no Ensino de Comunicação Social e Jornalismo: Estudo das Estratégias de Aplicação em Portugal, aprovado por meio do Edital Universal nº 14/2014, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq, Brasil).

  • PROCESSO DE BOLONHA E FORMAÇÃO: estudos introdutórios e visões curriculares - Volume I: Aspectos estruturantes e históricos
    v. 1 n. 20 (2021)

    Avolumam-se os estudos sobre o Processo de Bolonha no mundo e, já ser percebe a importância para os processos formativos das propostas implementadas nos países da União Europeia. Mais do que colaborar com transformações curriculares, o Processo de Bolonha imprime uma identidade europeia, que permite aos países aderentes uma reorganização e atualização de seus processos e propostas formativas, na consolidação do que vem a ser um Espaço Europeu de Ensino Superior. Trata-se de uma caminhada, repleta de intencionalidades, ora claramente indicada, mas por vezes, não compreendida pelos participantes e opositores. Mas como entender os impactos das mudanças implantadas a partir do vislumbre da Declaração de Sorbonne em 1998? Essa é uma pergunta motivante, que traz um si o desafio de compreender como dezenas de países – com suas centenas de instituições e milhares de professores, técnicos e acadêmicos – resolvem empreender uma mudança que não apenas reorganiza, mas cria novos elementos na formação.

  • FORMACIÓN PARA LA EXCELENCIA: experiencias de supervisión y redes de investigación en la formación postdoctoral - Vol. 2: Experiencias formativas
    v. 1 n. 19 (2021)

    Es inmensamente gratificante encontrarse con investigadores con inquietudes centradas en nuestra diversidad latinoamericana, con énfasis en nuestras raíces y herencia de pueblos originarios, ya sea de las selvas, de las regiones andinas, de los pueblos de la diáspora africana y de otras regiones del mundo que se han agregado en América Latina. Además de buscar la comprensión de los movimientos de construcción de la identidad, establecen otros canales de comunicación destinados a formar lazos más fuertes de solidaridad y un mayor compromiso con las luchas comunes por la comunicación democrática y la defensa de los derechos humanos. Los estudios proponen la convergencia de áreas, invitan a las perspectivas de organización de nuevas formas de intercambio y difusión de conocimientos que respeten la multirreferencialidad de las comunidades de práctica e información.

  • FORMACIÓN PARA LA EXCELENCIA: experiencias de supervisión y redes de investigación en la formación postdoctoral - Vol. 1: Formación para la excelencia
    v. 1 n. 18 (2021)

    Los textos reunidos llenan un vacío porque ponen a la vista un abanico de experiencias, a nivel nacional e internacional, en torno a procesos de colaboración e interlocución de alto nivel, que involucran la conducción de la investigación académica en Brasil; llenan un vacío porque detallan modelos de organización de espacios colectivos de producción de conocimiento; llenan un vacío porque plantean nuevos problemas y presentan una miríada de propuestas para resolverlos. En su conjunto, este esfuerzo colectivo ayuda de forma decisiva a iluminar un foco esencial para la evaluación de los avances y cambios cualitativos que se están produciendo en las fronteras y áreas punteras de la investigación académica en Brasil, a través de informes que, de otro modo, quedarían enterrados en las memorias de investigación, con escasa o nula circulación más allá de los muros académicos. Tan importante como los resultados concretos alcanzados por un proyecto de investigación realizado colectivamente, son los caminos y las vías que los hicieron posibles, con la evaluación crítica de los errores y los aciertos en el delicado proceso de establecer vías de colaboración científica serias, fructíferas, duraderas y multiplicadoras de los potenciales individuales implicados.

  • FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA: experiências em supervisão e redes de pesquisa no pós-doutoramento – Vol. II – Experiências Formativas
    v. 1 n. 17 (2021)

    É imensamente gratificante deparar-me com pesquisadoras e pesquisadores com preocupações focalizadas na nossa diversidade latino-americana, com ênfase em nossas raízes e heranças dos povos originários sejam das florestas, das regiões andinas, dos povos da diáspora africana e de outras regiões do mundo que se agregaram na América Latina. Além de buscarem entender os movimentos de construção identitários, estabelecem outros canais de comunicação visando a formação de laços mais fortalecidos de solidariedade e comprometimento maior nas lutas comuns em prol da comunicação democrática e defensora dos direitos humanos. Estudos propõem convergência de áreas, convidam às perspectivas de organização de novas formas de intercâmbio e difusão do conhecimento que respeita a multirreferencialidade das comunidades de práticas e de informação. 

  • FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA: experiências em supervisão e redes de pesquisa no pós-doutoramento – Vol. 1: Formação de Excelência
    v. 1 n. 16 (2021)

    Os textos reunidos preenchem uma lacuna porque colocam à vista uma gama de experiências, no plano nacional e internacional, em torno dos processos colaborativos e de interlocução de alto nível, envolvendo a condução da pesquisa acadêmica no Brasil; preenchem uma lacuna porque detalham modelos de organização de espaços coletivos de produção de conhecimento; preenchem uma lacuna porque colocam problemas novos e apresentam uma miríade de propostas para equacioná-los. Em seu conjunto, este esforço coletivo ajuda decisivamente na iluminação de um foco essencial para a avaliação dos avanços e mudanças qualitativas que se vão verificando nas fronteiras e áreas de ponta da pesquisa acadêmica no Brasil, através de relatos que, de outra forma, permaneceriam enterrados em relatórios de pesquisa, de pouca ou nenhuma circulação para além dos muros acadêmicos. Tão importantes quanto os resultados específicos alcançados por um projeto de investigação levado a cabo coletivamente, são os caminhos e descaminhos que os possibilitaram, com a avaliação crítica de erros e acertos no delicado processo de estabelecer vias de colaboração científica sérias, proveitosas, duradouras e multiplicadoras dos potenciais individuais envolvidos.

  • Direitos Humanos e direito à saúde: perspectivas críticas
    v. 1 n. 15 (2021)

    Essa coletânea intitulada Direitos Humanos e direito à saúde: perspectivas críticas é fruto do esforço acadêmico e científico de vários pesquisadores que, em rede, compartilham as suas produções em curso, nos seus respectivos Programas de Pós-Graduação e grupos de pesquisa em diversas Instituições de Ensino Superior, da Universidade Federal do Tocantins, da Universidade Estadual do Ceará, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Católica do Tocantins e da Escola Superior de Magistratura Tocantinense. A contribuição do livro pode ser sintetizada nas três seções que o compõe e se interseccionam para expor um panorama crítico acerca das seguintes temáticas da saúde: I. Crise, determinação social da saúde e privatização; II. Direitos Humanos e Judicialização da saúde; III. Direitos Humanos, direitos da criança e acessibilidade. Os debates trazem contribuições para a compreensão dos Direitos Humanos com foco na saúde em tempos de pandemia, em que, não raro, proliferam perspectivas mercadológicas de saúde que contribuem para deteriorar os serviços públicos e inviabilizam a garantia desses direitos.

  • TRANSFORMAÇÕES E DESAFIOS NO SÉCULO XXI: Trabalho, Desinformação, Tecnologias Educacionais e COVID- 19
    v. 1 n. 14 (2021)

    O objetivo principal deste trabalho é  discutir um conjunto de temas relacionados aos desafios e transformações para o século XXI: Trabalho, Desinformação, Tecnologias Educacionais, e  COVID 19. A presente coletânea de artigos foi resultado de trabalhos de alunos do doutorado em Política Científica da Unicamp. Os assuntos trazem conhecimento contemporâneo  e possibilidade de aprofundamento dos estudos.

  • FORMAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL/JORNALISMO NA REGIÃO NORTE: um estudo sobre alterações nas universidades federais a partir de 2013
    v. 1 n. 13 (2021)

    Um dos objetivos centrais desta obra é contribuir para o debate sobre a formação em Comunicação Social/Jornalismo. Menos em função das recentes mudanças tecnológicas ou das novas formas de consumir notícia e mais em decorrência da importância do jornalista para a sociedade. Durante as próximas páginas iremos discutir várias questões sobre a formação na área e a importância deste profissional. A discussão apresentada neste livro situa-se na confluência de duas grandes áreas do conhecimento, a Comunicação e a Educação. Trafegar por esse percurso no impeliu a apresentar ideias de autores de ambas as áreas para no final termos uma obra diversa, interdisciplinar.

     

     

  • COMUNICAÇÃO E JORNALISMO: metodologias para se pensar a docência, o ensinar e o pesquisar. Vol. II: Construir caminhos
    v. 1 n. 12 (2021)

    O livro Comunicação e Jornalismo: metodologias para se pensar a docência, o ensinar e o pesquisar (Vol. II: Construir caminhos) é um constructo teórico reflexivo em 9 (nove) Capítulos, os quais abordam uma variedade de temas sobre os desafios da docência frente às novas tecnologias voltadas à educação do ensino do jornalismo. Na perspectiva da educação jornalística e tecnologia, o livro é uma coletânea de artigos científicos, com temas que abordam, por exemplo, desde os desafios do ensino teórico do jornalismo, o uso da gamificação com técnicas jornalísticas, tecnologia mobile e jornalismo até a integração dessas tecnologias digitais e o jornalismo. Sendo assim, todos os artigos demonstram claramente a importância de um fazer jornalístico inovador na educação utilizando as temáticas jornalísticas com enfoque na aplicação das novas tecnologias como uma forma criativa de metodologia, a partir da interpretação da realidade que é inerente ao ensino.

  • COMUNICAÇÃO E JORNALISMO: metodologias para se pensar a docência, o ensinar e o pesquisar. Vol. I: Pensar e problematizar
    v. 1 n. 11 (2021)

    Essa série - COMUNICAÇÃO E JORNALISMO: metodologias para se pensar a docência, o ensinar e o pesquisar  - que  se inicia tem como foco em pensar o lugar, ou melhor, os lugares que o ensinar têm nas áreas de Comunicação e do Jornalismo. Claro que não pretende ser direcionado apenas a essas áreas (podendo e devendo, se possível, ser útil a outras áreas), mas seu objeto são as questões que muitos profissionais, ao se “fazerem docentes” encontram nas práticas pedagógicas. O livro 1, ora apresentado, tem como foco o pensar e problematizar. Este é o fio condutor dos textos que compõem essa investida inicial.

  • O Tema da Saúde na Educação Física Escolar: Propostas Pedagógicas (críticas) a partir da Saúde Coletiva
    v. 1 n. 10 (2021)

    A obra descrita em três partes e contempla desde reflexões críticas teóricas sobre o tema da saúde na escola até propostas de experiências práticas em Educação Física Escolar e Saúde Coletiva.

  • Relatos da pandemia COVID-19: A experiência vivida por discentes, egressos, docentes e colaboradores do PPGECS-UFT
    v. 1 n. 9 (2021)

    A obra versa sobre a experiência universitária durante a Pandemia pela COVID-19 por diferentes pontos de visa. Docentes e discentes compartilham suas vivências registrando as suas impressões de mundo durante esse momento, buscando registrar na história da Pós Graduação brasileira as principais dificuldades do período.

  • Inflexões do Ensino Híbrido
    v. 1 n. 8 (2021)

    A obra INFLEXÕES DO ENSINO HÍBRIDO é o resultado da reflexão de um grupo de jovens pesquisadores sobre a transformação digital na educação. A questão do ensino híbrido transversaliza a produção dos autores e ganhou o centro do debate. É uma obra coletiva, não tem autoria, mas coautoria! Os escritos misturam-se com a história de vida dos seus autores e nos levam ao diálogo sobre os fundamentos do ensino híbrido. Podemos perceber na leitura desta obra a narrativa crítica e provocadora que vai ajuda o leitor a refletir sobre as possibilidades de relação entre o ensino, a aprendizagem e as tecnologias digitais contemporâneas. O leitor vai perceber que todos os conceitos tratados são parte da reflexão sobre o ensino híbrido. É a oportunidade para compreender a necessidade de investir em currículo flexíveis mediado por meio tecnologias digitais. Verá também que a questão do ensino híbrido nos provoca a pensar as novas formas de docências demandadas pelo contexto atual.

  • Escritos Sobre educação e Democracia
    v. 1 n. 7 (2021)

    O volume reúne dez trabalhos de Eric Weil (1904-1977) sobre a educação e democracia escritos entre as décadas de 1940 e 1970. Os textos trazem objetivos distintos e apresentam naturezas diferentes, uns escritos originalmente para publicação em revistas especializadas em educação, outros foram preparados para conferências em congressos e, finalmente, alguns redigidos em resposta a convites, como é o caso de "A democracia em um mundo de tensões", escrito especialmente para um volume produzido pela UNESCO, em 1951. Apesar dessas distinções, em todos eles, o autor destaca o valor da cultura humanística para uma sociedade centrada no desenvolvimento técnico, o importantíssimo papel das universidades na formação integral do ser humano, as condições irrenunciáveis para a defesa das democracias e o enfrentamento da violência como problema capital do nosso tempo.

  • A Transformação Digital: O futuro no presente da educação
    v. 1 n. 6 (2021)

    O livro traz uma reflexão sobre o impacto da transformação digital na sociedade, em particular na educação. Os autores tiveram a precaução em produzir uma narrativa acessível a qualquer público, sem fugir dos conceitos específicos necessários para tratar do tema. É uma obra provocadora e sem a pretensão de responder em definitivo as questões relevantes sobre a transformação digital e social que estamos vivendo. Traz o conceito de Humanismo Digital que nos ajuda a entender o processo contemporâneo de hibridação social em que as tecnologias digitais estão impactando de forma significativa ao que a sociedade atual entende por humanização. O conceito Inteligência Potencial que nos ajuda a pensar o processo de aprendizagem nos dias atuais. É um conceito que serve de base para entendermos o processo de construção do conhecimento mediado nas redes virtuais. Quanto ao impacto da transformação digital na educação, traz uma tese intrigante: o futuro impacta mais no presente que o passado, por isso precisamos aprender a processar as incertezas do futuro. O passado parece distante com muita rapidez, enquanto o futuro torna-se e comanda a sociedade.

  • Possibilidades de Aprendizagem e Mediações do Ensino com o Uso das Tecnologias Digitais: Desafios Contemporâneos Volume II
    v. 1 n. 5 (2021)

    Esta coleção está dividida em 2 volumes e é destinada a servir como bibliografia básica ou complementar dos cursos da área da educação como pedagogia e licenciaturas. Ela também é destinada a todos os profissionais que estão atuando em sala de aula ou na gestão de escolas e sistemas de educação governamentais. Este volume está dividido nos seguintes capítulos: 1. A literacia digital como elemento integrador do professor no design instrucional e planejamento; 2. A literacia digital na contextualização da prática docente: curadoria de conteúdos e avaliação da aprendizagem; 3. E-learning, AVEA, redes de aprendizagem e comunidades virtuais de aprendizagem; 4. Sistemas tutoriais inteligentes e sistemas de hipermídia adaptativa; 5. Ludocentrismo: como e porquê utilizar na educação; 6. A robótica na perspectiva pedagógica: contribuições à prática educativa; 7. Laboratórios tradicionais, remotos e simuladores; 8. As tecnologias de realidade e suas aplicações no ensino.

  • Possibilidades de Aprendizagem e Mediações do Ensino com o Uso das Tecnologias Digitais: Desafios Contemporâneos Volume I
    v. 1 n. 4 (2021)

    Esta coleção está dividida em 2 volumes e é destinada a servir como bibliografia básica ou complementar dos cursos da área da educação como pedagogia e licenciaturas. Ela também é destinada a todos os profissionais que estão atuando em sala de aula ou na gestão de escolas e sistemas de educação governamentais. Este volume está dividido nos seguintes capítulos: 1. Tecnofilia e tecnofobia: visões controversas das tecnologias na educação; 2. Tecnologia e ensino: do homo sapiens ao homo zapiens; 3. Geração zappiens: entre a grande quantidade de informação e a desinformação; 4. Teorias da aprendizagem e o uso de TICs: parte I; 5. Teorias da aprendizagem e o uso de TICs: parte II; 6. A epistemologia da complexidade, docência e discência na era da indústria 4.0; 7. Educação e tecnologias: caminhos viáveis (de condução) às aprendizagens; 8. Educação na contemporaneidade: aprendizagem, uso da tecnologia e metodologias ativas no ambiente escolar.

  • Guia de Boas Práticas na Manipulação de Alimentos
    v. 1 n. 3 (2021)

    Esta obra é destinada a servir como bibliografia básica em cursos de treinamento periódico obrigatório para manipuladores de alimentos. Ela apresenta todo o conteúdo necessário para esse treinamento, além de uma linguagem simples e acessível, compatível com o seu público alvo.

  • Saúde Mental: Abordagens e Estratégias para a Promoção do Cuidado
    v. 1 n. 2 (2021)

    Este é o volume 1 de uma série de livros sobre Saúde Mental. Esta obra é destinada a servir como bibliografia básica ou complementar dos cursos da área da saúde em disciplinas relacionadas a Saúde Mental. Ela também é destinada a profissionais da área da saúde que atuam no SUS como importante fonte de informação para sua prática diária. O livro está dividido nos seguintes capítulos: 1. Sistema Único de Saúde, Atenção Primária à Saúde, Rede de Atenção Psicossocial: perspectivas para o cuidado integral em Saúde Mental; 2. Acompanhamento e encaminhamento; 3. O Apoio Matricial em Saúde Mental na Atenção Básica a partir do Projeto Terapêutico Singular: fortalecendo a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS); 4. Tecendo a Raps em Municípios de pequeno porte; 5. Acolhimento; 6. Identificação de problemas e transtornos mentais na atenção básica; 7. Práticas em saúde mental.

  • Estado, Políticas Sociais e Territórios
    v. 1 n. 1 (2021)

    O livro “Estado, Política Social e Territórios – Reflexões sobre a pandemia”, expressa um amplo esforço de intelectuais e de militantes de “combater as trevas” do negacionismo genocida, das fakes News, dos ataques à ciência e aos direitos da população brasileira. A obra em seu conjunto analítico evidencia-se como numa “trincheira do pensamento crítico”, que por meio de pesquisas e ensaios buscam nos aportes das ciências sociais e humanas a compreensão dos diferentes impactos da Covid-19 na sociedade brasileira, em especial, nas regiões norte e nordeste, qual parte dos autores são docentes nas universidades públicas.

1-25 de 97