EDUCAÇÃO SUPERIOR EM COMUNIDADES TRADICIONAIS: UM PANORAMA SOCIAL, HISTÓRICO E CULTURAL NOS QUILOMBOS: LAGOA DA PEDRA E KALUNGA DO MIMOSO, ARRAIAS/TO

  • Dandara Francisco Soares Universidade Federal do Tocantins
  • Erasmo Baltazar Valadão Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: Educação superior, estudantes quilombolas, transformação social

Resumo

O presente trabalho analisa as dificuldades enfrentadas por jovens quilombolas e descendentes de quilombo em terem acesso à Educação Superior na Universidade Federal do Tocantins, campus de Arraias/TO, bem como mostra o significado que a formação acadêmica tem nas suas vidas. As pesquisas foram realizadas com estudantes das comunidades quilombolas Lagoa da Pedra e Kalunga do Mimoso, ambos os territórios localizados no município de Arraias/TO. Os pressupostos metodológicos fundaram no Materialismo Histórico-dialético e a coleta de dados contou com questionários e um grupo focal com estudantes das duas comunidades quilombolas. Os resultados apontam que, apesar das adversidades enfrentadas ao longo do percurso educacional destes jovens, as políticas públicas de inclusão e permanência são determinantes e, uma vez vencidas, essas contingências abrem perspectivas para outros jovens sonharem com a educação superior. 

Referências

BAIOCCHI, M. de N..Kalunga: povo da terra. 1.ed. Brasília: Ministério da Justiça, Secretária de Estado dos Direitos Humanos, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação – MEC. Sistema Bolsa Permanência. Disponível em<http://sisbp.mec.gov.br/> Acesso em: 14/06/2019.

BRASIL. Fundação Cultural Palmares - FCP. Disponível em<http://www.palmares.gov.br/> Acesso em: 14/06/2019.

CANDAU, V. M. Cultura(s) e Educação:Entre o crítico e o pós-crítico. 1. ed, Rio de Janeiro: DP&A, 2005. 165p.

CORDEIRO, Rosolinda Batista de Abreu. Arraias: suas raízes e sua gente. Goiânia: Editora Goiânia,1989.

CHAUÍ, M. Conformismo e Resistência: Aspectos da cultura popular no Brasil. 5. ed. São Paulo: Brasiliense, 1993.

FARIAS, R. A. Comunidade Remanescente de Quilombo Lagoada Pedra-Um estudo de caso. Tcc Pedagogia. 24 f. Arraias: UFT, 2005.

FREIRE, P. Conscientização:teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire.3.ed. São Paulo: Centauro, 2005.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 14.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

MARX, K. A miséria da filosofia. São Paulo: Global, 1985.

MARX, K. Grundrisse(1857-1858). Esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo Editorial, 2011.

MARX, K O capital. 7. ed. São Paulo: Difel, 1989.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã. São Paulo: Hucitec, 1991.

MOURA, S. A. T. Nas palmas da capoeira: Resistência Cultural pela Chapada dos Negros/TO (1984 a 2012). 2012. Dissertação de Mestrado. Goiânia, Universidade Federal de Goiás, UFG, 2012.

OLIVEIRA, R. de. O barulho da Terra: Nem kalunga nem camponeses.1. ed. Curitiba: Progressiva Ltda., 2010.

OLIVEIRA, R.; PIRES, L. C S. Sociabilidades Negras:comunidades remanescentes, escravidão e cultura. Belo Horizonte: Gráfica Daliana LTDA, 2006.

PISTRAK, M. Fundamentos da escola do trabalho. SP: Expressão Popular, 2000.

TESKE, W. A Roda de São Gonçalo na Comunidade Quilombola da Lagoa da Pedra em Arraias (TO): um estudo de caso de processo folkcomunicacional. Goiânia: Kelps, 2008.

TESKE. Comunidade Quilombola Lagoa da Pedra, Arraias(TO) e seu patrimônio Imaterial. Revista Mosaico, v. 6, n. 1, p. 65-76, jan./jul. 2013.

VALADÃO, E. B.; CERQUEIRA, T. C. S. A Inserção da Universidade Federal do Tocantins no campus de Arraias/TO: conhecimento, oportunidade e inclusão social. Curitiba: CRV, 2018.

Publicado
2021-12-09
Como Citar
SOARES, D. F.; VALADÃO, E. B. EDUCAÇÃO SUPERIOR EM COMUNIDADES TRADICIONAIS: UM PANORAMA SOCIAL, HISTÓRICO E CULTURAL NOS QUILOMBOS: LAGOA DA PEDRA E KALUNGA DO MIMOSO, ARRAIAS/TO. RELPE: Revista Leituras em Pedagogia e Educação, v. 4, n. 1, p. 62-81, 9 dez. 2021.
Seção
Artigos