A CANTORIA DE IMPROVISO NAS ONDAS DO RÁDIO: Novos locutores, novos públicos, variados formatos

Palavras-chave: Rádio, Cantoria de improviso, Memória, Cantadores

Resumo

O rádio, de acordo com a proposta aqui apresentada, entra em cena como um dos principais meios de propagação da cantoria de improviso, evidenciando as múltiplas funções desempenhadas por este veículo de informação em espaços onde outras fontes se faziam ausente. Neste sentido, surgem reflexões que se nutrem não apenas de fontes teóricas, mas também da memória dos cantadores, cujas falas revelam aspectos e lembranças que findam por confirmar como tal media estava inserida nas práticas cotidianas, de modo que a distribuição da programação orquestrava as mais diversas atividades, contribuindo decisivamente para a formação de um imaginário que unia fantasia e realidade, tendo o improviso como fundo musical e motivando a formação não apenas de apreciadores de repente, mas de novos cantadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Betânia da Silva, Universidade do Estado da Bahia

Doutora em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia em co-tutela com a Université Paris Ouest Nanterre La Dèfense. Professora da Universidade do Estado da Bahia, onde atua nos cursos de graduação e pós-graduação. Membro do Núcleo de Tradições Orais e Patrimônio Imaterial das Matrizes Afro-indígenas (NUTOPIA/UNEB) e do Centre de Recherches Interdisciplinaires sur Le Monde Lusophone (CRILUS/Paris Ouest). Desenvolve pesquisas sobre as poéticas orais, notadamente as poéticas improvisadas. E-mail: andreabetania@gmail.com.

Referências

ANDRADE, Jonas. Entrevista concedida a Andréa Betânia da Silva. Abaiara/CE, 03 maio 2010.

AMÂNCIO, Geraldo. Entrevista concedida a Andréa Betânia da Silva. Fortaleza/ CE, 18 nov. 2012.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. Tradução Daniela Kern; Guilherme F.Teixeira. São Paulo: EDUSP; Porto Alegre: ZOUK, [1979] 2007.

BRASIL, Umbelino. Entrevista. Depoimento: 10 jun. 2013. Entrevistadora Andréa Betânia da Silva. Salvador/BA, 2013.

CAPINAN, José Carlos. Entrevista. Depoimento: 14 jun. 2013. Entrevistadora Andréa Betânia da Silva. Salvador/BA, 2013.

CARVALHO, Gilmar de. Tramas da cultura: comunicação e tradição. Museu do Ceará: Fortaleza, 2005. Disponível em: http://www.overmundo.com.br/banco/tramas-da-cultura-comunicacao-e-tradicao-livro-de-gilmar-de-carvalho. Acesso em: 05 ago. 2013.

FERREIRA, Edmilson. Entrevista. Depoimento: 20 ago. 2010. Entrevistadora Andréa Betânia da Silva. Teresina/PI, 2010.

FRANÇA, Acrízio. Entrevista. Depoimento: 04 maio 2010. Entrevistadora Andréa Betânia da Silva. Abaiara/CE, 2010.

GRANGEIRO, Gilvan. Entrevista. Depoimento: 03 maio 2010. Entrevistadora Andréa Betânia da Silva. Abaiara/CE, 2010.

HORKHEIMER, MAX; ADORNO, Theodor W. A indústria cultural: o Iluminismo como mistificação de massa. In: LIMA, Luiz Costa. In: Teoria da cultura de massa. 8. ed. São Paulo: Paz e Terra, [1947] 2011.

JUSTINO, Cícero. Entrevista. Depoimento: 04 maio 2010. Entrevistadora Andréa Betânia da Silva. Abaiara/CE, 2010.

MARTÍN-BARBERO, Jésus. De los medios a las mediaciones: comunicación, cultura y hegemonía. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 1987. Disponível em http://perio.unlp.edu.ar/catedras/system/files/de_los_medios_a_las_mediaciones.pdf. Acesso em: 10 out. 2013.

OLIVEIRA, Gilmar de. Entrevista. Depoimento: 03 maio 2010. Entrevistadora Andréa Betânia da Silva. Abaiara/CE, 2010.

PASSIRA, Mocinha. Entrevista. Depoimento: 28 jan. 2011. Entrevistadora Andréa Betânia da Silva. Salvador/BA, 2011.

RIVRON, Vassili. Enracinement de la littérature et anoblissement de lamusique populairee de: étude comparée de deux modalités de construction culturelle du Brésil (1888-1964). Tese (Doutorado). 2005. 598 f. École de Hautes Études en Sciences Sociales, Paris, 2005.

Publicado
2018-08-01
Como Citar
SILVA, A. B. DA. A CANTORIA DE IMPROVISO NAS ONDAS DO RÁDIO: Novos locutores, novos públicos, variados formatos. Revista Observatório, v. 4, n. 5, p. 461-486, 1 ago. 2018.
Seção
Dossiê Temático II / Thematic dossier II / Dossier temático II