RÁDIO E CIDADANIA: um estudo comparado da atuação de rádios de Lisboa e de Brasília

  • Valquíria Guimarães da Silva Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: Rádio, Cidadania, Democracia, Espaço Público, Jornalismo

Resumo

É fundamental discutir o papel da mídia como um dos principais fóruns de discussão em sociedades democráticas. Neste trabalho analisamos a relação entre cidadania e rádio. A nossa intenção foi compreender como a rádio contribui para o entendimento de mundo indispensável à formação de opiniões sobre questões relevantes ao exercício da cidadania. Para isso estudámos as grades de programação de rádios em Lisboa e em Brasília, nos anos 2011 e 2012, e realizamos entrevistas com os respectivos diretores. Também realizamos grupos focais, no contexto de diversas organizações sociais, para compreender a relação dos cidadãos com a rádio. Observamos que a rádio continua a ter um grande potencial cívico, mas neste momento, de um modo geral, a sua programação pouco contribui para a promoção de uma cidadania efetiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valquíria Guimarães da Silva, Universidade Federal do Tocantins
outora em Ciências da Comunicação, área de especialização em Estudos dos Media e do Jornalismo, pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa - Portugal (2015). Graduada em Comunicação Social - Jornalismo, pela Universidade Federal da Paraíba (2000) e mestre em Educação também pela Universidade Federal da Paraíba (2004). Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal do Tocantins, atuando principalmente nos seguintes temas: rádio, comunicação, educação e cidadania.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2008

BONIXE, Luís. A Informação Radiofónica: rotinas e valores-notícia da reprodução da realidade na rádio portuguesa. Lisboa: Livros Horizonte, 2012.

CARMO-ROLDÃO, Ivete Cardoso do. A Função do Rádio Educativo no Brasil. In CARNICEL, Amarildo; FANTINATTI, Márcia (orgs.). Comunicação e Cidadania: possibilidades e interpretações. Campinas-SP: CMU Publicações, 2008.

CHAPARRO, Manuel Carlos. Sotaques d’Aquém e d’Além Mar: percursos e géneros do jornalismo português e brasileiro. Santarém: Edições Jortejo, 2000.

CRUZ, Rafael. El Derecho a Reclamar Derechos. Acción Colectiva y Ciudadanía Democrática. In LEDESMA, Manuel Pérez (org.). Ciudadanía y Democracia. Madrid: Editorial Pablo Iglesias, 2000.

DAHLGREN, Peter. Introduction. In DAHLGREN, Peter; SPARKS, Colin (org.). Communication and Citizenship: journalism and the public sphere in the new media age. New York: Routledge, 1997.

___________. Media and Political Engagement: citizens, communication, and democracy. New York: Cambridge University Press, 2009.

ESTEVES, João Pissarra. Espaço Público e Democracia: comunicação, processos de sentido e identidades sociais. Lisboa: Edições Colibri, 2003.

_________. Introdução. In ESTEVES, João Pissarra (org.). Comunicação e Identidades Sociais: diferença e reconhecimento em sociedades complexas e culturas pluralistas. Lisboa: Livros Horizonte, 2008.

FONSECA JÚNIOR, Wilson Corrêa da. Análise de Conteúdo. In DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (orgs.). Métodos e Técnicas de Pesquisa em Comunicação. São Paulo: Atlas, 2005.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e Identidade Pessoal. Oeiras: Celta Editora, 1994.

HABERMAS, Jürgen. Direito e Democracia: entre facticidade e validade. Vol.II. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

__________. A Ética da Discussão e a Questão da Verdade. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

HALL, Stuart. Encoding/Decoding. In MARRIS, Paul; THORNHAM, Sue (org.). Media Studies: a reader. Edinburgh, Edinburgh University Press, 1999.

HERSCOVITZ, Heloiza Golbspan. Análise de Conteúdo em Jornalismo. In LAGO, Cláudia; BENETTI, Marcia (orgs.). Metodologia de Pesquisa em Jornalismo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

IANNI, Octavio. Teorias da Globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

JONES, Jeffrey P. A Cultural Approach to the Study of Mediated Citizenship. In WAHL-JORGENSEN, Karin (org.). Mediated Citizenship. London e New York: Routledge, 2008.

LUCHT, Janine Marques Passini. Gêneros no Radiojornalismo. In MELO, José Marques de; ASSIS, Francisco de (orgs.). Gêneros Jornalísticos no Brasil. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo, 2010.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos Meios às Mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2001.

MELO, José Marques de. Gêneros Jornalísticos: conhecimento brasileiro. In MELO, José Marques de; ASSIS, Francisco de (orgs.). Gêneros Jornalísticos no Brasil. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo, 2010.

PERUZZO, Cecília. Comunicação nos Movimentos Populares: a participação na construção da cidadania. Petrópolis-RJ: Vozes, 1998.

ROLDÃO, Carlos Gilberto. Estado, Sociedade Civil e Comunicação: uma reflexão sobre a possibilidade de democratização. In CARNICEL, Amarildo; FANTINATTI, Márcia (orgs.). Comunicação e Cidadania: possibilidades e interpretações. Campinas-SP: CMU Publicações, 2008.

ROSEN, Jay. Tornar a Vida Pública Mais Pública. In TRAQUINA, Nelson; MESQUITA, Mário (orgs.). Jornalismo Cívico. Lisboa: Livros Horizonte, 2003.

WAHL-JORGENSEN, Karin. Mediated Citizenship – an Introduction. In WAHL-JORGENSEN, Karin (org.). Mediated Citizenship. London e New York: Routledge, 2008.

WINOCUR, Rosalia. Ciudadanos Mediáticos. La Construcción de lo Publico en la Radio. Barcelona: Gedisa, 2002.

Publicado
2017-07-01
Como Citar
SILVA, V. G. DA. RÁDIO E CIDADANIA: um estudo comparado da atuação de rádios de Lisboa e de Brasília. Revista Observatório, v. 3, n. 4, p. 603-638, 1 jul. 2017.