L’HISTOIRE ORALE DANS LE CADRE DES ÉCRITS SUR SOI ET SUR AUTRUI: Points de réflexion au sujet de la construction d'une méthodologie production historiographique

  • Francisco de Assis de Sousa Nascimento Professor do Programa de Pós-graduação em História do Brasil da Universidade Federal do Piauí – PPGHB/UFPI. http://orcid.org/0000-0001-5682-3848
  • Fagno da Silva Soares Instituto Federal do Maranhão (IFMA) e Universidade de São Paulo/USP. http://orcid.org/0000-0002-0829-300X
Palavras-chave: História, Memória, Oralidade, Histórias de vida

Resumo

O presente artigo visa perscrutar o processo reflexivo da construção do conhecimento histórico, através da metodologia da história oral, utilizando a modalidade das histórias de vida, por meio da qual é possível entender o processo, eivada de sensibilidades, emoções, experiências pessoais e coletivas, felizes ou traumáticas, sejam elas intimistas ou entrecruzamento com outras vivências coletivas. A fundamentação teórica baseia-se nos postulados de Michel de Certeau, Michel Foucault, Jacques Le Goff, Ulpiano Menezes, Mary Cristine Josso e Tomás Tadeu da Silva. A reflexão foi constituída a partir da análise bibliográfica que dialoga com autores devotados à História Oral como Verena Alberti, Ana Maria Mauad dentre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco de Assis de Sousa Nascimento, Professor do Programa de Pós-graduação em História do Brasil da Universidade Federal do Piauí – PPGHB/UFPI.

Professor do Programa de Pós-graduação em História do Brasil da Universidade Federal do Piauí – PPGHB/UFPI. Possui pós-doutorado em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP, Doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense – UFF. Coordenador do Doutorado Interinstitucional - DINTER em História UFPE/UFPI (2013-2016). Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq História, Música, Teatro e Estética. E-mail: franciscoufpi@gmail.com. 

Fagno da Silva Soares, Instituto Federal do Maranhão (IFMA) e Universidade de São Paulo/USP.

Doutor em Geografia Humana pela FFLCH/USP, mestre em História do Brasil pela UFPI, graduado em História pela UEMA, pesquisador do Núcleo de Estudos de História Oral NEHO/USP Grupo Trabalho Escravo Contemporâneo GPTEC/UFRJ, especialista em Metodologia do Ensino e da Pesquisa em História e Geografia do Brasil pela UNIFIA, Planejamento-Implementação e Gestão da EaD pela UFF, TICs para Educadores pela UFRGS, Direitos Humanos pela UFMA, Metodologias Inovadoras Aplicadas à EaD pela FACINTER, Orientação-Supervisão-Gestão e Inspeção Escolar pela UNINTER, Docência do Ensino Superior pelo IESF e MBA em Gestão e Ensino de TICs e Inovação pelo IBMEC. Líder do CLIO & MNEMÓSINE Centro de Estudos e Pesquisas em História Oral e Memória IFMA e Pesquisador do História do Tempo Presente na Amazônia CNPq/UFPA, do Grupo de Pesquisa Culturas, Identidades e Dinâmicas Sociais na Amazônia Oriental Brasileira CNPq/UNIFESSPA. É membro filiado a Associação Nacional de História ANPUH-MA, Associação Brasileira de História Oral-ABHO e Presidente da Academia Açailandense de Letras-AAL Biênio 2014-2016. Atualmente é professor de história do IFMA/Campus Açailândia e SEEDUC. Consultor Ad Hoc do Comitê de Avaliação de Projetos IFAL. Tem-se enveredado pela pesquisa acerca do processo de escravização contemporânea na Pré-Amazônia. Em seu Currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica são: história oral, identidade, memória, tempo presente e mais recentemente ensino de história. E-mail: fagno@ifma.edu.br

Referências

ALBERTI. Verena. Histórias dentro da história. in: PINSKY, Carla Bassanezi. (org.) Fontes Histórias. São Paulo: Contexto, 2005.

BOSI, Alfredo. O tempo e os tempos. in: NOVAES, Adauto.(org). Tempo e História. São Paulo : Companhia das Letras, 1992.

CERTEAU, Michel de. A Operação histórica. in: LE GOFF, Jacques. História: novos problemas. (org). 2. ed. Rio de Janeiro : F. Alves. 1979.

CHARTIER, Roger. O passado no presente. Ficção, história e memória. In : CHARTIER, Roger. A força das representações: história e ficção. ROCHA, João Cezar de Castro (Org.). Chapecó: Argos, 2011. p. 115

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.

HALL, Stuart. Quem precisa da identidade? in: SILVA, Tomaz Tadeu da. (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

JOSSO, Mary-Cristine. Prefácio. in : SOUZA, Elizeu Clementino de. (org). Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre; 2006.

LE GOFF, Jacques. in : BLOCH, Marc. Apologia da História ou O ofício do Historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar ed., 2001, p. 32.

MAUAD, Ana Maria. História, iconografia e memória. in: SIMSON, Olga Rodrigues de M. Von. (org). Os desafios contemporâneos da história oral. Campinas : CMU/Unicamp, 1997.

MENESES, Ulpiano T. Bezerra de. A história, cativa da memória? in : Revista Instituto de Estudos Brasileiros, n. 34, p.9-24, 1992.

PEREIRA, Lígia Maria Leite. Algumas reflexões sobre histórias de vida, biografias e autobiografias. in Revista Brasileira de História Oral, São Paulo; n. 3, juin. 2000.

POLLAK, Michel. Memória, Esquecimento, Silêncio. in : Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 2. n. 3. 1989.

ROCHA, João Cezar de Castro. Apresentação: Roger Chartier e os estudos literários. In: CHARTIER, Roger. A força das representações: história e ficção. ROCHA, João Cezar de Castro (Org.). Chapecó; Argos, 2011. p. 13/14.

THOMPSON, Paul. A voz do passado: história oral. Trad. Lolio Lourenço de Oliveira. São Paulo; Paz e Terra, 1992.

VILANOVA, Mercedes. Pensar a subjetividade – estatísticas e fontes orais. in: FERREIRA, Marieta. (org). História Oral. Rio de Janeiro; Diadorim, 1994.

Publicado
2016-05-30
Como Citar
NASCIMENTO, F. DE A.; SOARES, F. L’HISTOIRE ORALE DANS LE CADRE DES ÉCRITS SUR SOI ET SUR AUTRUI: Points de réflexion au sujet de la construction d’une méthodologie production historiographique. Revista Observatório, v. 2, n. 2, p. 28-46, 30 maio 2016.

Artigos mais lidos pelo(s) mesmo(s) autor(es)