THE PANDEMIC OF COVID-19: The impacts and trends in the process of continuing teacher education

  • Maria José de Pinho Federal University of Tocantins
  • Josivânia Sousa Costa Ribeiro Federal University of Tocantins
Palavras-chave: Política educativa pública; Gestão democrática. Associação público-privada; Formação continuada de professores; COVID-19

Resumo

O artigo objetiva analisar as implicações da Pandemia da COVID-19 para o campo da educação na região da Amazônia tocantinense, especialmente, acerca do desenvolvimento de atividades escolares à distância devido a suspensão das aulas e a respeito dos programas, ações e projetos de formação continuada ofertadas aos professores do Sistema Estadual de Ensino. A pesquisa assenta-se no materialismo histórico dialético, tendo como referência a pesquisa bibliográfica e documental em portarias, medidas provisórias, decretos, pareceres e demais mecanismos normativos emitidos, principalmente, pelo Ministério da Educação, Conselho Nacional da Educação, Governo do Estado do Tocantins e Conselho Estadual de Educação. Numa perspectiva crítica, presume-se que a adoção por parcerias público-privadas como política educacional e a ampliação da educação à distância compromete sobremaneira o princípio constitucional da gestão democrática e da qualidade da educação

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josivânia Sousa Costa Ribeiro , Federal University of Tocantins

Master's student in Education at the Federal University of Tocantins (UFT). Pedagogue at the Federal University of Tocantins (UFT).

Referências

Anastasiou, L. G. C. (1998). Metodologia do Ensino Superior: da prática docente a uma possível teoria pedagógica. Curitiba: Ibpex.

Anastasiou, L. G. C., & Alves, L. P. (2003). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Joinville: Univille.

Behrens, M. A. (2005a). O paradigma emergente e a prática pedagógica. Petrópolis: Vozes.

Behrens, M. A. (2005b). A formação pedagógica e os desafios do mundo moderno. In Masseto, M. (Org.). Docência na universidade 1998. São Paulo: Papirus.

Behrens, M. A. (2006). Paradigma da complexidade: metodologia de projetos, contratos didáticos e portfólios. Petrópolis: Vozes.

Behrens, M. A. (2007). O paradigma da complexidade na formação e no desenvolvimento profissional de professores universitários. Educação, 30(3), 439-455.

Garcia, C. M. (1999). Formação de professores: uma mudança educativa. Lisboa: Porto.

Moraes, M. C. (1997). O paradigma educacional emergente. Campinas: Papirus.

Moraes, M. C. (2004). Educação, aprendizagem e cidadania no século XXI. Petrópolis: Vozes.

Moraes, M. C. (2015). Transdisciplinaridade, criatividade e educação: Fundamentos ontológicos e epistemológicos. Campinas, SP: Papirus.

Morin, E. (1990). O paradigma perdido. A natureza humana. Sintra: Europa-América.

Morin, E. (2000) .Os setes saberes necessários à educação do futuro (C. E. F. Silva & J. Sawaya, Trad.) (2a ed). São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO.

Nóvoa, Antônio. (1991). Profissão professor. Portugal: Porto.

Penin, S. T. de S. (2008). Profissionalidade: o embate entre o concebido e o vivido. In Eggert, E. et al (Orgs.). Trajetórias e processos de ensinar e aprender: didática e formação de professores. Porto Alegre: EDIPUCRS.

Zabalza, M. (2004). O ensino universitário: seu cenário e seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed.

Publicado
2020-07-01
Como Citar
PINHO , M. J. DE; RIBEIRO , J. S. C. THE PANDEMIC OF COVID-19: The impacts and trends in the process of continuing teacher education. Revista Observatório , v. 6, n. 4, p. a15en, 1 jul. 2020.