Racionalização e conservação do uso da energia elétrica no campus de Palmas UFT

Palavras-chave: Eficiência energética, RTQ-C, UFT.

Resumo

A estabilidade da economia juntamente com a melhor distribuição de renda proporciona um aumento do consumo de energia elétrica nas edificações, tanto no Brasil como em países desenvolvidos. Com isso, viu-se a necessidade da criação de novos meios que incentivam a conservação de energia, criando assim, o selo PROCEL EDIFICA e seu manual e regulamento. A aplicação do selo no Bloco 3P, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Palmas, foi realizada com base no Regulamento Técnico da Qualidade do Nível de Eficiência de Edifícios Comerciais, de Serviços Públicos (RTQ-C) e pela Norma de Zoneamento Brasileiro, que levam em consideração a temperatura, radiação, umidade e movimento de ar, como variáveis diretamente relacionadas com o conforto térmico. A análise dos edifícios foi realizada através do método prescritivo, onde se avaliou o sistema de condicionamento de ar, o sistema de iluminação e envoltória e pela simulação computacional, nas quais eles recebem a classificação de A (mais eficiente) a E (menos eficiente). O edifício recebeu classificação final A, pelo método de simulação e B pelo método prescritivo. Com isso percebe-se certa incompatibilidade entre os métodos sugeridos pelo RTQ-C, devido a limitações do modelo prescritivo.

Palavras-chave: Eficiência energética; RTQ-C; UFT.

ABSTRACT

The stability of the economy, experienced in recent decades, combined with better income distribution provides an increase in electricity consumption in buildings, perceivable in Brazil and other countries. This fact led to the create new ways that encourage energy conservation, the seal PROCEL BUILDS and its manual and its Regulation are a result of this. The application of the seal on Bloco 3P, the Federal University of Tocantins (UFT) in Palmas, was based on Regulation Quality Technical buildings Efficiency Level Commercial, Public Service (RTQ-C) and the Zoning Standard Brazil. The metod takes into account the temperature, radiation, humidity and air movement, as variables directly related to thermal comfort. Analysis of the building was done using the prescriptive method, which evaluated the air conditioning system, the lighting system and envelope and by computer simulation in which they receive a rating of A (more efficient) to E (least efficient). The building received final grade A, the simulation method and B by the prescriptive method. Thus you can see certain incompatibility between the methods suggested by RTQ-C, due to limitations of prescriptive model.

Keywords: Energy Efficiency; RTQ-C; UFT.

Referências

Agência Nacional de Energia Elétrica. 2015. Bandeiras Tarifárias. Disponível em: http://www.aneel.gov.br/area.cfm?idArea=758. Acesso em: 16/09/2015.

ASTM - American Society for Testing and Materials. ASTM E1918-06 Standard Test Method for Measuring Solar Reflectance of Horizontal and Low-Sloped Surfaces in the Field, West Conshohocken, PA.

______. ASTM E1918-06 Standard Test Method for Solar zbsorptance, Reflectance, and Transmittance of Materials Using Integrating Spheres (Withdrawn 2005).

ASHRAE - AMERICAN SOCIETY OF HEATING, REFRIGERATING AND AIRCONDITIONING ENGINEERS. ASHRAE Standard 74-1988 - Method of Measuring Solar Optical Properties of Materials.

______. ANSI/ARI/ASHRAE/ISO Standard 13256-1:1998: Water-source Heat Pumps Testing and Rating for Performance Part 1: Water-to-air and Brine-to-air Heat Pumps. Atlanta, 1998.

______. ANSI/ARI/ASHRAE/ISO Standard 13256-2:1998: Water-source Heat Pumps Testing and Rating for Performance Part 2: Water-to-water and Brine-to-water Heat Pumps. Atlanta, 1998.

______. ANSI/ASHRAE/IESNA Standard 90.1-1999: Energy Standard for Buildings Except Low-Rise Residential Buildings. Atlanta, 1999.

______. ASHRAE Standard 55 - 2004. Thermal Environment Conditions for Human Occupancy. Atlanda, 2004.

______. ANSI/ASHRAE/IESNA Standard 90.1-2004: Energy Standard for Buildings Except Low-Rise Residential Buildings. Atlanta, 2004.

______. ANSI/ASHRAE Standard 140-2004 - Standard Method of Test for the Evaluation of Building Energy Analysis Computer Programs.

______. Handbook of Fundamentals, 2005. Atlanta, 2005.

______. ANSI/ASHRAE Standard 146-2006 - Method of Testing and Rating Pool Heaters

______. ANSI/ASHRAE/IESNA Standard 90.1-2007: Energy Standard for Buildings Except Low-Rise Residential Buildings. Atlanta, 2007.

AHRI – AIR-CONDITIONING, HEATING, AND REFRIGERATION INSTITUTE. ANSI/AHRI Standard 560 – 2000: Absorption Water Chilling and Water Heating Packages.

______. ANSI/AHRI Standard 210/240 - 2003: Performance Rating of Unitary airconditioning and air source heat pump equipment.

______. AHRI 550/590-2003: Performance Rating of Water Chilling Packages Using the Vapor Compression Cycle. Arlington, 2003.

______. ANSI/AHRI 460-2005: Performance Rating of Remote Mechanical Draft Air Cooled Refrigerant Condensers.

______. ANSI/AHRI Standard 340/360 – 2007: Performance Rating of Commercial and industrial unitary air-conditioning and heat pump equipment.

______. AHRI 1160-2009: Performance Rating of Heat Pump Pool Heaters.

ASSOCIACAO BRASILEIRA DE NORMAS TECNICAS – ABNT. NBR 6488 - Componentes de construção - Determinação da condutância e da transmitância térmica - Método da caixa quente protegida. Rio de Janeiro, 1980.

______. NBR 6689 - Requisitos gerais para condutos de instalações elétricas prediais. Rio de Janeiro, 1981.

______. NBR 5413 – Iluminância de Interiores. Rio de Janeiro, 1992.

______. NBR 5410 – Instalações elétricas de baixa tensão. Rio de Janeiro, 2004.

______. NBR 7256 - Tratamento de ar em estabelecimentos assistenciais de saúde (EAS) - Requisitos para projeto e execução das instalações. Rio de Janeiro, 2005.

______. NBR 15215 – Iluminação natural. Rio de Janeiro, 2005.

______. NBR 15220-2 - Desempenho térmico de edificações - Parte 2: Métodos de cálculo da transmitância térmica, da capacidade térmica, do atraso térmico e do fator solar de elementos e componentes de edificações. Rio de Janeiro, 2005.

______. NBR 15220-3 - Desempenho térmico de edificações - Parte 3: Zoneamento bioclimático brasileiro e diretrizes construtivas para habitações unifamiliares de interesse social. Rio de Janeiro, 2005.

______. NBR 15569 - Sistema de aquecimento solar de água em circuito direto - Projeto e instalação. Rio de Janeiro, 2008.

______. NBR 16401 - Instalações de ar condicionado – Sistemas centrais e unitários. Rio de Janeiro, 2008.

______. PROJETO 02:135.07-001/2 – Desempenho térmico de edificações Parte 2: Métodos de cálculo da transmitância térmica, da capacidade térmica, do atraso térmico e do fator solar de elementos e componentes de edificações, Rio de Janeiro, 2003.

BENJAMIN, C. 2001. Foi loucura, mas houve método nela: gênese, dinâmica e sentido da crise energética brasileira.

CARLO, J C. 2008. Desenvolvimento de Metodologia de Avaliação da Eficiência Energética do Envoltório de Edificações Não-residenciais. Florianópolis, SC. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Santa Catarina, 215 p.

CTI ATC – 105 -97 – Acceptance Test Code for Water Cooling Towers.

CTI Standard 201-96 – Standard for Certification of Water Cooling Tower Thermal Performance.

D’ARAUJO, R P. 2015. Da superfície para as profundezas: Um modelo com defeitos genéticos – Artigo que tenta explicar a crise. Disponível em: http://ilumina.org.br/dasuperficie-para-as-entranhas-um-modelo-com-defeitos-geneticos/. Acesso em: 16/09/2015.

EMPALUX. Catálogo. Disponível em http://www.empalux.com.br/ (acesso em 17 de março de 2013).

Empresa de Pesquisa Energética. 2009. Balanço Energético Nacional. Rio de Janeiro.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION – ISO. ISO 9050. Glass in building - Determination of light transmittance, solar direct transmittance, total solar energy transmittance, ultraviolet transmittance and related glazing factors. Geneve,

Switzerland, 2003.

______. ISO 15099. Thermal performance of windows, doors and shading devices - etailed calculations. Geneve, Switzerland, 2003.

______. ISO 7730. Ergonomics of the thermal environment - Analytical determination and

interpretation of thermal comfort using calculation of the PMV and PPD indices and local thermal comfort criteria. Geneve, Switzerland, 2005.

NFRC 201:2004. Procedure for Interim Standard Test Method for Measuring the Solar Heat Gain Coefficient of Fenestration Systems Using Calorimetry Hot Box Methods. National Fenestration Rating Council. USA, 2004.

Portaria INMETRO/MDIC no 215, de 23 de julho de 2009. Aprovar a revisão dos Requisitos de Avaliação da Conformidade para Condicionadores de Ar.

Anexo da portaria INMETRO no 395/ 2010 requisitos de avaliação da conformidade para o nível de eficiência energética de edifícios comerciais, de serviços e públicos.

OSRAM. Catálogo. Lâmpadas fluorescentes tubulares e circulares. Disponível em http://www.osram.com.br/osram_br/Ferramentas_%26_Catlogos/Downloads/Iluminacao_Geral/Catalogo_Geral_2012/index.html. Acesso em: 17/03/2013).

PHILIPS. Catálogo. Reator Basic T5. 2012. Disponível em:

http://www.ecat.lighting.philips.com.br/l/reatores/fluorescentes/reatores-eletronicos/basict5/913711119301_eu/#pdp_leaflets_anchor.

Acesso em: 09/03/2013.

TOLMASQUIM, M. 2000. As Origens da Crise Energética Brasileira. Ambiente & Sociedade. Ano III. No 6/7. 179-183.

Publicado
2015-11-16
Como Citar
Racionalização e conservação do uso da energia elétrica no campus de Palmas UFT. (2015). DESAFIOS - Revista Interdisciplinar Da Universidade Federal Do Tocantins, 2(Especial), 137-155. https://doi.org/10.20873/uft.2359-3652.2015v2nespp137