O arquiteto português Alfredo Viana de Lima e a construção do ideal moderno na cidade de São Luís do Maranhão

Palavras-chave: Alfredo Viana de Lima, zoneamento, ideal moderno, São Luís (MA) – Plano Diretor

Resumo

No início da década de 1970, o arquiteto português Alfredo Viana de Lima, trabalhando como consultor da UNESCO em missão no Brasil, elaborou um denso relatório sobre a situação da cidade de São Luís intitulado Rapport et propositions pour la conservation, recuperation et expansion de São Luís/Maranhão. Neste Relatório, além de sua preocupação com o contexto histórico, o arquiteto apresentou diretrizes e proposições para a expansão orientada da cidade, possível graças à construção da ponte sobre o Rio Anil em 1970. Entre os instrumentos, consta uma proposta de zoneamento urbano para esta área de expansão, que leva em consideração proposições precedentes, como o Plano de Expansão Urbana do engenheiro Ruy Mesquita, de 1958, e o Plano Rodoviário de 1962. O relatório foi elaborado e documentado em 1973, dois anos antes da aprovação do Plano Diretor da Cidade, em 1975, e do zoneamento proposto junto com este plano pela equipe do arquiteto Wit-Olaf Prochnik. Dessa forma, a presente pesquisa investiga as influências e contribuições do Relatório de Viana de Lima para os planos subsequentes, em especial o Plano Diretor de 1975. Para atingir este objetivo, foi realizada uma análise do Relatório em toda a amplitude de sua abordagem, investigando o contexto histórico e socioeconômico em que a capital maranhense estava inserida na época, abordando os conceitos que o fundamentaram e, a partir de uma análise comparativa entre este Relatório e os documentos de planejamento anteriores e posteriores a ele, foram identificadas as suas contribuições para o planejamento urbano de São Luís no final do século XX.

Publicado
2018-11-30