Moradas Infantis e Aleph Zero recebem prêmios do Royal Institute of British Architects (RIBA)

 

A obra Moradas Infantis da Fundação Bradesco localizada em Formoso do Araguaia no Tocantins recebeu nesta última quarta-feira o reconhecimento de excelência do Royal Institute of British Architects.

 

O projeto desenvolvido pela parceria Rosenbaum + Aleph Zero foi selecionado pelo instituto inglês para compor o rol das mais importantes edificações do mundo.

 

O escritório Aleph Zero e seus fundadores, os arquitetos Gustavo Utrabo e Pedro Duschenes também ganharam a premiação do RIBA para novos arquitetos, o International Emerging Architect 2018.

 

Inaugurado em 2017, o projeto recebeu vários reconhecimentos nacional e internacionalmente. Até o momento a obra foi agraciada com o 4º prêmio de arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel (2017), o American Architecture Prize (2017), o Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Artes  (APCA 2017), o 5° Prêmio Saint-Gobain de Arquitetura - Habitat Sustentável (2017), o ArchDaily Building of the Year 2018, o Prêmio Ibramem Amata de Arquitetura em Madeira (2018), o Prêmio Obra do Ano 2018 ArchDaily Brasil, e foi finalista do Prêmio Mies Crown Hall na categoria Americas Prize for Emerging Architects. As Moradas ainda estarão presentes na 16º Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018.