Multiplicação, alongamento e enraizamento de brotações in vitro de clones de cana-de-açúcar submetidos a diferentes concentrações de 6-benzilaminopurina e ácido giberélico

Palavras-chave: produção de mudas, meristema, micropropagação, Saccharum L.

Resumo

A cultura de meristemas possibilita a obtenção de plantas de cana-de-açúcar sadias, além de garantir a estabilidade genética e a produção de um grande número de mudas, durante o ano inteiro. O presente trabalho teve como objetivo estabelecer condições adequadas para a produção de mudas in vitro por meio de meristemas de três clones potenciais de cana-de-açúcar (RB036091, RB036152 e RB036066), sendo avaliados a multiplicação e o alongamento de suas brotações. Para a multiplicação das brotações foram aplicadas concentrações de BAP (0; 0,444; 0,888 e 1,776 μ M) e para o alongamento das brotações foram testadas as concentrações de 0; 0,3 e 0,6 μ M de GA3. As concentrações crescentes de BAP reduziram a altura das brotações, dos três genótipos avaliados e a adição de BAP no meio de multiplicação foi eficiente, na promoção de perfilhos para os três clones. O uso do ácido giberélico (GA3) favoreceu o aumento na altura das brotações, para os clones RB036152 e RB036066, contribuindo para a formação de uma planta maior e de melhor qualidade e o uso do GA3 provocou menor número de raízes formadas para todos os clones testados. Conclui-se que a concentração de 0,444 μ M de BAP apresentou-seadequada para a multiplicação dos clones RB036091, RB036066 e RB036052. Dos três clones avaliados, o clone RB036091 apresentou maior taxa de multiplicação. O padrão de resposta do GA3 no alongamento das mudas varia de acordo com o genótipo, para os clones RB036152 e RB036066, ele promove a formação de mudas maiores.

Publicado
2014-02-04
Como Citar
Alcantara, G. B. de, Machado, M. P., Ribeiro, D. de S., Wippel, H. H., Filho, J. C. B., Oliveira, R. A. de, & Daros, E. (2014). Multiplicação, alongamento e enraizamento de brotações in vitro de clones de cana-de-açúcar submetidos a diferentes concentrações de 6-benzilaminopurina e ácido giberélico. Journal of Biotechnology and Biodiversity, 5(1), 20-25. https://doi.org/10.20873/jbb.uft.cemaf.v5n1.alcantara