Adição de casca de arroz carbonizada em diferentes substratos para produção de mudas de Eucalyptus globulus

  • Karolline Sena Figuerêdo Universidade Federal do Tocantins
  • Rubens Ribeiro da Silva Universidade Federal do Tocantins https://orcid.org/0000-0003-3791-2014
  • Marilene Alves Ramos Dias Universidade Federal do Tocantins
  • Gilson Araújo de Freitas Universidade Federal do Tocantins https://orcid.org/0000-0001-8329-1840
  • Michelli Medeiros Cabral Ribeiro Universidade Federal do Tocantins
  • Aurélio Vaz de Melo Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: substrato orgânico, produção de mudas, composição de substratos

Resumo

A produção de mudas florestais é dependente dos processos de germinação, iniciação de raiz e formação de raízes e brotos, que influenciam indiretamente a qualidade de mudas e dependem da composição do substrato. Portanto, objetivou-se avaliar a adição de casca de arroz em diferentes substratos para uma melhor qualidade de mudas de Eucalyptus globulus. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições contendo cinco plantas e em esquema fatorial 3x5, sendo: três substratos não comerciais PlantFlorest I, II e III no primeiro fator, e proporções de 0, 25, 50, 75 e 100% de casca de arroz no segundo, mais o substrato comercial Bioplant®. As plantas foram avaliadas 65 dias após a semeadura (DAS). Mudas de E. globulus produzidos em substratos PlantFlorest apresentaram maior desempenho em comparação ao BioPlant® para todas as variáveis estudadas. A adição de casca de arroz carbonizada em proporções inferiores a 50% proporcionaram melhores resultados para os parâmetros analisados, e o uso do substrato PlantFlorest III puro proporcionou a produção de mudas com maior IQD.

Publicado
2014-02-04
Como Citar
Figuerêdo, K. S., Silva, R. R. da, Dias, M. A. R., Freitas, G. A. de, Ribeiro, M. M. C., & Melo, A. V. de. (2014). Adição de casca de arroz carbonizada em diferentes substratos para produção de mudas de Eucalyptus globulus. Journal of Biotechnology and Biodiversity, 5(1), 71-78. https://doi.org/10.20873/jbb.uft.cemaf.v5n1.figueredo

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)