POLÊMICAS CONTEMPORÂNEAS: formando professores ativistas comprometidos com a sociedade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n4p32

Palavras-chave:

formação de professores, redes sociais, TICs, ensino de graduação, universidade

Resumo

O artigo apresenta a experiência do componente curricular Polêmicas Contemporâneas oferecido pela Faculdade de Educação para todos os graduandos da Universidade Federal da Bahia(UFBA), com especial ênfase, aos alunos das licenciaturas. Na primeira parte é apresentada uma reflexão teórica sobre os desafios trazidos pelo contemporâneo a partir de uma análise da presença das tecnologias da informação e comunicação na sociedade. Discute-se os desafios para a universidade e as tentativas de reformulação curricular dos cursos de graduação. Num segundo momento, o artigo apresenta e analisa a experiência de Polêmicas Contemporâneas, que é uma componente curricular que se desenvolve de forma ampliada e aberta, com forte participação da sociedade, possibilitando uma interação entre esta a e universidade, seja através da presença física nos debates, seja pelo uso intenso das tecnologias de informação e comunicação, consideradas nesse projeto como fundantes. Os temas debatidos são definidos no inicio pelos próprios alunos, e para os debates são convidados acadêmicos e não acadêmicos, da própria UFBA ou de qualquer outro espaço social, de modo a suscitar reflexões em torno de temáticas que articulam as diversas áreas do conhecimento, passando obviamente pela educação, mas se ampliando para as ciências, as culturas e as políticas publicas. Polêmicas busca, complementarmente, articular de forma intensa a pesquisa, a extensão e o ensino, especialmente o de graduação, pelo seu potencial de formar professores, em todas as áreas. Ao final, reflete-se sobre a possibilidade de contribuir com a formação dos futuros professores com um pequeno gérmen, uma semente de insatisfação com o instituído na busca de construir uma formação de professores ativistas comprometidos com a sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BICUDO, M. A. V.; JÚNIOR, C. A. Da S. (Org.). Formação do educador: dever do estado, tarefa da universidade. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1996. V. 2.

CANDAU (Org), V. M. Novos rumos da licenciatura. [S.l.]: INEP, 1987. CDU 378.22.

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? Tradução de Rosisca Darcy de Oliveira. 3ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. v. 24.

FREIRE, P.; GUIMARÃES, S. Sobre Educação: Diálogos - v. 2. Rio de Janeiro, RJ: Paz e Terra, 1984. V. 2.

GADOTTI, M. A profsissão Docente e suas ameaças no contexto das políticas neoliberais na América Latina. São Paulo, SP. 2005.

GATTI, B. A. (Org.). O trabalho Docente – Avaliação, valorização, controvérsias. [S.l.]: Ed Autores Associados – Fundação Carlos Chagas, 2013.

GATTI, B. A.; BARRETO, E. S. (Coords.). Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009.

INEP. Formação do educador: a busca da identidade do curso de pedagogia/INEP. Brasília: INEP, 1987. v. 2.

MENEZES (org), L. C. De. Formação continuada de professores de ciências no âmbito líbero-americano. [S.l.]: OEI Autores Associados NUPES, 1996. 85-85701-38-2.

NÓVOA, A. (Org.). Evidentemente: histórias da educação. 2a. ed. Porto/Portugal: Asa Editores, 2005.

PRETTO, N. D. L. Professores universitários em rede: um jeito hacker de ser. In: DALBEN, A. I. L. de F. (Org.). Convergência e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte/MG: Editoria Autêntica, 2010b, p. 179–294.

PRETTO, N. D. L. Uma escola sem/com futuro: educação e multimídia. 8a revista e atualizada ed. Salvador, Bahia: EDUFBA, 2013.

PRETTO, N. Redes colaborativas, ética hacker e educação. Educação em Revista, 2010a. v. 26, p. 305–316.

PRETTO, N.L.P. e SERPA, L.F.P. A educação e a sociedade da informação. [S.l: s.n., s.d.].

SANTOS, B. De S. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. 4a ed. São Paulo: Cortez, 1997.

SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, 2009, v. 14, n. 40, p. 143–155.

SERPA, L. F. P. Rascunho digital: diálogos com Felippe Serpa. Salvador: EDUFBA, 2004.

SGUISSARDI, W.; SILVA JUNIOR, J. Dos R. Trabalho Intensificado nas Federais- Pós Graduação e Produtivismo Acadêmico. [S.l.]: Xama, 2009.

SIRI, S. Hactivismo: la red y su alcance para revolucionar el poder. Buenso Aires, Argentina: Sudamericana, 2015.

TEMER, A. C. R. P.; SANTANA, M. J. S. Educação e Comunicação em Paulo Freire: reflexões sobre jornalismo de serviço à luz do pensamento freiriano. Comunicação & Mercado/UNIGRAN - Dourados - MS, dez. 2014. v. 3, n. 8, p. 4–15.

Publicado

2017-07-01

Como Citar

PRETTO, N. D. L. POLÊMICAS CONTEMPORÂNEAS: formando professores ativistas comprometidos com a sociedade. Revista Observatório , [S. l.], v. 3, n. 4, p. 32–55, 2017. DOI: 10.20873/uft.2447-4266.2017v3n4p32. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/3447. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático / Thematic dossier / Dossier temático