ANÁLISE DOS MECANISMOS QUE ABORDAM A EFETIVIDADE DOS DIREITOS SOCIAIS PREVISTOS NA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988

  • Rauner Ailton Batista Pereira Faculdade Castelo Branco
Palavras-chave: Constituição Federal, Direitos Sociais, Reserva do Possível, Mínimo Existencial, Vedação ao Retrocesso Social

Resumo

É de notório conhecimento de que o Estado arrecada grandes valores, contudo não se mostra como um gestor capaz, visto a forma como se omite na garantia e implementação de direitos sociais previstos na Constituição Federal de 1988. O principal motivo utilizado desta inércia é não haver recursos para a concretização destes, porém alguns direitos necessariamente precisam ser atendidos, caso contrário estaria se violando a dignidade da pessoa humana prevista na Carta Magna e em diversos tratados internacionais. O presente trabalho apresenta mecanismos que precisam ser observados ante a aplicação dos direitos sociais, com a proteção dos direitos já garantidos e aplicados, bem como a proteção que o Estado tem para poder dividir os seus recursos nas mais diversas áreas

Biografia do Autor

Rauner Ailton Batista Pereira, Faculdade Castelo Branco

Pós-graduado em Direito Público com Ênfase em Gestão Pública pela Faculdade Damásio. Graduado Bacharel em Direito pela Faculdade Castelo Branco. Advogado (OAB/ES n. 27.785). 

Referências

AGRA, Walber de Moura. Curso de Direito Constitucional. 9 ed.. Belo Horizonte: Fórum, 2018.

BARCELLOS, Ana Paula de. Curso de direito constitucional. Rio de Janeiro: Forense, 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. ADPF n. 347 MC/DF. Relator: Ministro Marco Aurélio. Data do Julgamento: 09 de Setembro de 2015. Disponível em: <http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=10300665>. Acesso em: 20 de Julho de 2020.

______ Supremo Tribunal Federal. ADPF n. 45 MC/DF (Informativo n. 345). Relator: Ministro Celso de Mello: Data de Publicação: 26 a 30 de Abril de 2004. Disponível em: <http://www.stf.jus.br/arquivo/informativo/documento/informativo345.htm>. Acesso em: 20 de Julho de 2020.

______ Supremo Tribunal Federal. AgR no RE n. 410.715-5/SP. Relator: Ministro Celso de Mello. Data do Julgamento: 22 de Novembro de 2005. Disponível em: <http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=AC&docID=354801>. Acesso em: 04 de Agosto de 2020.

______. Supremo Tribunal Federal. AgR no RE n. 436.996-6/SP. Relator: Ministro Celso de Mello. Data do Julgamento: 22 de Novembro de 2005. Disponível em: <http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=AC&docID=343060>. Acesso em: 04 de Agosto de 2020.

______. Supremo Tribunal Federal. AgR no RE n. 639.337/SP. Relator: Ministro Celso de Mello. Data do Julgamento: 23 de Agosto de 2011. Disponível em: <http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=AC&docID=627428>. Acesso em: 12 de Agosto de 2020.

______. Supremo Tribunal Federal. AgR no RE n. 745.745/MG. Relator: Ministro Celso de Mello. Data do Julgamento: 02 de Dezembro de 2014. Disponível em: <http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=7516923>. Acesso em: 04 de Agosto de 2020.

______. Supremo Tribunal Federal. ED no AI n. 598.212/PR. Relator: Ministro Celso de Mello. Data do Julgamento: 25 de Março de 2014. Disponível em: <http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=5698082>. Acesso em: 20 de Julho de 2020.

______. Supremo Tribunal Federal. RE n. 581.488/RS. Relator: Ministro Dias Toffoli. Data do Julgamento: 03 de Dezembro de 2015. Disponível em: <http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=10624184>. Acesso em: 04 de Agosto de 2020.

______. Supremo Tribunal Federal. RE n. 592.581/RS. Relator: Ministro Ricardo Lewandowski. Data do Julgamento: 13 de Agosto de 2015. Disponível em: <http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=10166964>. Acesso em: 04 de Agosto de 2020.

______. Supremo Tribunal Federal. REsp n. 1.185.474/SC. Relator: Ministro Humberto Martins. Data do Julgamento. 20 de Abril de 2010. Disponível em: <https://www.lexml.gov.br/urn/urn:lex:br:superior.tribunal.justica;turma.2:acordao;resp:2010-04-20;1185474-1012821>. Acesso em: 09 de Agosto de 2020.

FERNANDES, Bernardo Gonçalves. Curso de Direito Constitucional. 9. ed., rev., ampl. e atual. Salvador: JusPODIVM, 2017.

MASSON, Nathalia. Manual de Direito Constitucional. 4ª ed., rev., ampl. e atual. Salvador: JusPODVIM, 2016.

MENDES, Gilmar Ferreira; BRANCO, Paulo Gustavo Gonet. Curso de direito constitucional. 12. ed., rev. e atual. São Paulo: Saraiva, 2017.

NOVELINO, Marcelo. Curso de direito constitucional. 11. ed., rev., ampl. e atual. Salvador: JusPODIVM, 2016.

NUNES JUNIOR, Flavio Martins Alves. Curso de direito constitucional. 1. Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2017.

PAULO, Vicente; ALEXANDRINO, Marcelo. Direito Constitucional descomplicado. 16. ed., rev., atual. e ampl. Rio de Janeiro; São Paulo: Forense; MÉTODO, 2017.

SARLET, Ingo Wolfgang; MARINONI, Luiz Guilherme; MITIDIERO, Daniel. Curso de direito constitucional. 4ª ed. ampl., incluindo novo capítulo sobre princípios fundamentais. São Paulo: Saraiva, 2015.

VASCONCELOS, Clever. Curso de direito constitucional. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 2017.

Publicado
2020-12-03
Como Citar
Batista Pereira, R. A. (2020). ANÁLISE DOS MECANISMOS QUE ABORDAM A EFETIVIDADE DOS DIREITOS SOCIAIS PREVISTOS NA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988. Revista Vertentes Do Direito, 7(2), 267-286. https://doi.org/10.20873/uft.2359-0106.2020.v7n2.p267-286
Seção
Artigo Científico