AUTOCUIDADO PARA O CONTROLE DAS DOENÇAS CRÔNICAS EM IDOSOS: relato de experiência com enfoque no consumo de medicamentos

  • Giuliane Moreira Duarte Universidade Federal do Tocantins
  • Fabiane Aparecida Canaan Rezende Universidade Federal do Tocantins
  • Luiz Sinésio Silva Neto Universidade Federal do Tocantins
  • Daniella Pires Nunes Universidade Federal do Tocantins

Resumo

Com a elevada prevalência de doenças crônicas na população idosa, ressalta-se a importância de trabalhar atividades educativas voltadas a este público, discutindo o autocuidado para o controle destes agravos. Apresentar uma atividade educativa sobre autocuidado para controle das doenças crônicas de pessoas idosas. Trata-se de um relato de experiência de uma intervenção educativa realizada na Universidade da Maturidade, Palmas, TO. A atividade foi realizada com 40 idosos, em junho de 2018, e consistiu-se nas seguintes etapas: acolhimento dos idosos, levantamento dos conhecimentos dos idosos sobre o autocuidado nas doenças crônicas, teorização dos temas e avaliação. A maioria dos participantes referiu ter duas ou mais doenças, principalmente doenças articulares, osteoporose e hipertensão; e, mais de um terço relatou o uso de cinco ou mais medicamentos. Quanto ao conhecimento sobre os medicamentos, os idosos descreveram os cuidados como o uso adequado dos medicamentos e as consequências da automedicação. Notou-se o empoderamento dos alunos frente as suas experiências e sobre as orientações sobre autocuidado e medicações e, que buscam maneiras criativas de se cuidar.

 

 

PALAVRAS-CHAVE: Idoso. Polifarmácia. Autocuidado. Educação em Saúde.

 

 

ABSTRACT

With the high prevalence of chronic diseases in the elderly population, the importance of working with educational activities aimed at this audience is emphasized, discussing self-care to control these diseases. Present an educational activity on self-care for the control of chronic diseases in the elderly. This is an experience report of an educational intervention carried out at the University of Maturity, Palmas, TO. The activity was carried out with 40 elderly people, in June 2018, and consisted of the following steps: welcoming the elderly, surveying the knowledge of the elderly about self-care in chronic diseases, theorizing the themes and evaluation. Most participants reported having two or more diseases, mainly joint diseases, osteoporosis and hypertension; and, more than a third reported using five or more medications. As for knowledge about medicines, the elderly described care as the proper use of medicines and the consequences of self-medication. It was noted the students' empowerment in the face of their experiences and on the guidelines on self-care and medications and, who seek creative ways to take care of themselves.

 

 

KEYWORDS: Elderly. Polypharmacy. Self-care. Health education.

 

 

 

RESUMEN

Con la alta prevalencia de enfermedades crónicas en la población de edad avanzada, se enfatiza la importancia de trabajar con actividades educativas dirigidas a esta audiencia, discutiendo el autocuidado para controlar estas enfermedades. Presentar una actividad educativa sobre autocuidado para el control de enfermedades crónicas en ancianos. Este es un informe de experiencia de una intervención educativa realizada en la Universidad de Madurez, Palmas, TO. La actividad se llevó a cabo con 40 personas mayores, en junio de 2018, y consistió en los siguientes pasos: dar la bienvenida a los ancianos, encuestar el conocimiento de los ancianos sobre el autocuidado en enfermedades crónicas, teorizar los temas y evaluarlos. La mayoría de los participantes informaron tener dos o más enfermedades, principalmente enfermedades articulares, osteoporosis e hipertensión; y, más de un tercio informó haber usado cinco o más medicamentos. En cuanto al conocimiento sobre medicamentos, los ancianos describieron la atención como el uso adecuado de los medicamentos y las consecuencias de la automedicación. Se observó el empoderamiento de los estudiantes frente a sus experiencias y en las pautas sobre autocuidado y medicamentos y que buscan formas creativas para cuidarse a sí mismos.

 

 

PALABRAS CLAVE: Ancianos. Polifarmacia Autocuidado Educación en salud.

 

 

Biografia do Autor

Giuliane Moreira Duarte, Universidade Federal do Tocantins

Acadêmica do curso de Enfermagem, Universidade Federal do Tocantins (UFT), Palmas, TO, giuliane@mail.uft.edu.br

Fabiane Aparecida Canaan Rezende, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Ciências da Nutrição, Universidade Federal do Tocantins (UFT), Palmas, TO, facrezende@uft.edu.br

Luiz Sinésio Silva Neto , Universidade Federal do Tocantins

Doutor em Ciência, Tecnologia e Saúde, Universidade Federal do Tocantins (UFT), Palmas, TO, luizneto@uft.edu.br

Daniella Pires Nunes, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Ciências Universidade Federal do Tocantins (UFT), Palmas, TO, daniellanunes@uft.edu.br.

Referências

CARNEIRO, A. C. L. L. et al. Educação para a promoção da saúde no contexto da atenção primária. Rev Panam Salud Pública, v.31, n.2, 2012. Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/rpsp/v31n2/a04v31n2. Acesso em: 05 ago. 2019.

FIRMO, J. et al. Adequate control of hypertension among older adults. Rev Saúde Pública, v.52, Suppl 2, p.13s, 2018. DOI: https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2018052000646

NICOLATO, F.V.; COUTO, A. M.; CASTRO, E. A. B. Capacidade de autocuidado de idosos atendidos pela consulta de enfermagem na atenção secundária à saúde. Revista de Enfermagem do Centro-oeste Mineiro, UFSJ, Divinópolis. v. 6, n. 2, p.2199-2211, jun. 2016.

NUNES, B. P. et al. Multimorbidade em indivíduos com 50 anos ou mais de idade: ELSI-Brasil. Rev. Saúde Pública, v.52, suppl.2, p.10s, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/s1518-8787.2018052000637.

OREM, D. E. Nursing: Concepts of practice. 6th ed. St. Louis, MO: Mosby, 2001.

ROMANO-LIEBER, N. S. Sobrevida de idosos e exposição à polifarmácia no município de São Paulo: Estudo SABE. Rev. bras. epidemiol., São Paulo, v.21, supl.2, p.e180006, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1980-549720180006.

SANTOS, B.; RAMOS, A.; FONSECA, C. Da formação à prática :Importância das teorias do Autocuidado no Processo de Enfermagem para a melhoria dos cuidados. J Aging and Innovation , v.6, ed.1, p.51-54, 2017.

SANTOS, A.C. C. Relato de experiência no contexto da educação em saúde o cuidado materno-infantil. Rev enferm UFPE on line, v.9, p.8474-8, 2015.

Publicado
2019-09-01
Como Citar
Duarte, G. M., Rezende, F. A. C., Silva Neto , L. S., & Nunes, D. P. (2019). AUTOCUIDADO PARA O CONTROLE DAS DOENÇAS CRÔNICAS EM IDOSOS: relato de experiência com enfoque no consumo de medicamentos. Capim Dourado: Diálogos Em Extensão, 2(3), 81-89. Recuperado de https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/capimdourado/article/view/8385