Mediadores da leitura e formação do leitor

  • Mario Ribeiro Morais Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Elizangela da Rocha Fernandes
Palavras-chave: Ensino; Formação de leitores; Mediação de leitura; Leitura subjetiva.

Resumo

Práticas didáticas que comtemplam, para além da leitura analítica, a subjetividade do leitor no ensino da arte de ler e a existência de boas bibliotecas escolares com acervo dinamizado são alguns dos fatores que podem contribuir para a formação de leitores. Entretanto, práticas de leitura de textos que tratam a materialidade da obra, sobretudo as literárias, como mero aporte para o ensino da língua portuguesa ou como cronologia de escolas literárias, estilos e autores não formam o gosto pela leitura. Os dados analisados que sustentam as discussões, com base no paradigma interpretativista e no método quanti-qualitativo, foram gerados em duas escolas públicas do município de Palmas. Para sair do impasse que denuncia práticas inoperantes na formação leitora, analisamos e discutimos a importância da formação de mediadores de leitura, como família, escola, professor e bibliotecário. No âmbito da leitura em sala de aula, apresentamos a leitura subjetiva, a voz como instrumento de interação leitora, primando pela revalorização do leitor e do ato de ler, como estratégia de abordagem para a construção dos sentidos, e, consequentemente, do leitor.

Publicado
2018-12-18