GESTÃO DE RISCOS COMO INSTRUMENTO DE INTEGRAÇÃO ENTRE A ESTRATÉGIA E OS PROCESSOS OPERACIONAIS: o caso de uma universidade pública

  • Ana Lúcia Medeiros UFT
  • Michelle M. Semiguen Lima Trombini Universidade Federal do Tocantins
  • Dilson Pereira dos Santos Júnior Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: : Gestão de risco; Governança; Universidade

Resumo

A gestão de riscos foi incorporada à Gestão Pública Brasileira com a finalidade de fortalecer a governança e o controle interno para que as políticas públicas sejam efetivas, eficazes e eficientes. O objetivo deste trabalho é apresentar a metodologia de implantação da gestão estratégica de riscos em uma universidade pública do Brasil. O presente trabalho descreveu a adaptação das práticas de gestão da universidade frente à necessidade de implementação da gestão de riscos como suporte necessário para as estratégias da instituição. Sua implantação propiciou disseminação das discussões sobre Governança, tendo alcançado as áreas operacionais da instituição responsáveis pelos processos críticos de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle M. Semiguen Lima Trombini, Universidade Federal do Tocantins

Doutoranda em Desenvolvimento Regional pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). Diretora de Planejamento e Avaliação da Universidade Federal do Tocantins (UFT). https://orcid.org/0000-0002-9930-8050
4109 N. Av. NS 15, s/n, Cep: 77001-090 – Palmas – TO – Brasil

Dilson Pereira dos Santos Júnior, Universidade Federal do Tocantins

Mestrando em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação, Especialista em Direito Tributário, Graduado em Direito. Auditor na Universidade Federal do Tocantins. dilsonjr@uft.edu.br. https://orcid.org/0000-0003-3542-4498.
109 N. Av. NS 15, s/n, Bloco 4, Sala 19 - Cep: 77001-090 – Palmas – TO - Brasil

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT, NBRISO. 31000:2009. Gestão de riscos–princípios e diretrizes (1.ed.). Rio de Janeiro: ABNT, 2009.

BEVIR, M. Governança democrática: uma genealogia. Revista de Sociologia e Política v. 19, n. 39, p. 103-114, jun. 2011. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/rsp/article/ view/311688/ 20208. Acesso em: 18 jul. 2020.

BRASIL. Presidência da República. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e Controladoria Geral da União. Instrução Normativa Conjunta nº 01, de 10 de maio de 2016. Dispõe sobre controles internos, gestão de riscos e governança no âmbito do Poder Executivo federal. Diário Oficial da União, Brasília, DF, publicado em 11 maio 2016, Edição 89, Seção 1, p. 14.

______. ______. Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos. Emenda Constitucional nº 95, de 15 de dezembro de 2016. Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/ emendas/emc/emc95.htm/. Acesso em: 19 maio 2020.

______. Controladoria Geral da União. Metodologia de Gestão de Riscos Resultados Alcançados e Definições para a Próxima Fase. 2017. Disponível em: https://repositorio.cgu.gov.br/bitstream/1/41837/8/Apresentacao_consolidada_para_orgaos_e_entidades.pdf. Acesso em: 15 jun. 2020.

______. Tribunal de Contas da União. Secretaria Geral de Controle Externo. Portaria SEGECEX Nº 2, de 22 de janeiro de 2018. Aprova o documento “Roteiro de Avaliação de Maturidade da Gestão de Riscos”. BTCU Administrativo Especial. Boletim do Tribunal de Contas da União. Diário Eletrônico - Ano. 37, n. 1, 2018- Brasília: TCU, 2018a. Disponível em: https://portal.tcu.gov.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId =8A8182A16023355901612E23301D47CE. Acesso em: 5 jul. 2020.

BRASIL. Tribunal de Contas da União. Referencial básico de gestão de riscos. Tribunal de Contas da União. – Brasília: TCU, Secretaria Geral de Controle Externo (Segecex), 2018b. Disponível em: https://portal.tcu.gov.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId =8A81881F6364D8370163B1929CD82D2B. Acesso em: 5 jul. 2020.

CASTRO, Carolina Jaber; SILVA, Guido Vaz. Boas práticas de governança aplicadas ao setor público: uma análise na prestação de contas de cinco universidades públicas federais. Espacios, v. 38, n. 17, 2017. Disponível em: Acesso em: 17 jul. 2020.

COMMITTEE OF SPONSORING ORGANIZATIONS OF THE TREADWAY COMMISSION. II COSO, Enterprise risk management-integrated framework. Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission, v. 2, 2004. Disponível em: https://scholar.google.com.br/scholar?hl=pt-BR&assdt=0%2C5&q=Enterprise+risk+ management-integrated+framework.+&btnG=. Acesso em: 20 de junho de 2020.

COMMITTEE OF SPONSORING ORGANIZATIONS OF THE TREADWAY COMMISSION et al. COSO gerenciamento de riscos corporativos-Estrutura integrada: Sumário executivo. 2017. Disponível em: https://www.coso.org/Documents/ COSO-ERM-Executive-Summary-Portuguese.pdf. Acesso em: 13 jun.2020.

DA COSTA, Alan Carlos Pereira et al. Alinhamento da gestão de processos com os mecanismos do modelo de governança pública do TCU: estudo de caso em uma universidade federal da Amazônia Oriental. Revista do Serviço Público, v. 69, n. 3, p. 741-72, 2018.

DE MOURA SOUSA, Fábio. Gestão de Riscos. Revista da SEF, v. 1, p. 8-18, 2018.

EDWARDS, Meredith et al. Public sector governance in Australia. ANU Press, 2012.

FLORIANO, Mikaela Daiane Prestes et al. Extensão universitária e desenvolvimento regional: uma discussão pela perspectiva da comunidade. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, v. 13, n. 1, p. 22-44, 2019. Disponível em: https://scholar.google.com.br/scholar?hl=pt-B. Acesso em: 24 jul. 2020.

FONAPRACE. V Pesquisa Nacional de Perfil Socioeconômico e Cultural dos (as) Graduandos (as) das IFES – 2018, Brasília, 2019. Disponível em: http://www.andifes. org.br/ wp-content/uploads/2019/05/V-Pesquisa-Nacional-de-Perfil-Socioecon%C3% B4mico-e-Cultural-dos-as-Graduandos-as-das-IFES-2018.pdf. Acesso em: 1 jul. 2020.

FRIGO, Mark L.; ANDERSON, Richard J. Strategic risk management: A foundation for improving enterprise risk management and governance. Journal of Corporate Accounting & Finance, v. 22, n. 3, p. 81-8, 2011.

HEINZ, Gabriela et al. Riscos orçamentários na administração universitária: um estudo de caso no setor público. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), v. 24, n. 3, p. 699-721, 2019.

JIA, Nan; HUANG, Kenneth Guang-Lih; MAN ZHANG, Cyndi. Public governance, corporate governance, and firm innovation: An examination of state-owned enterprises. Academy of Management Journal, v. 62, n. 1, p. 220-47, 2019.

LIMA, Welton Roney Neves de et al. Fatores Críticos de Sucesso na Gestão Estratégica de Universidades Públicas Brasileiras. 2019. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/201723. Acesso em: 21 jul. de 2020.

MATOS, Roberta Souza et al. Gestão do planejamento e acompanhamento de atividades docentes de uma universidade federal. Revista Gestão Universitária na América Latina-GUAL, v. 12, n. 1, p. 118-137, 2019.

MILLER, Geoffrey Parsons. The law of governance, risk management, and compliance. Wolters Kluwer Law & Business, 2017.

OLESKOVICZ, Marcelo; OLIVA, Fábio Lotti; PEDROSO, Marcelo Caldeira. Gestão de riscos, governança corporativa e alinhamento estratégico: um estudo de caso. Revista Ibero-Americana de Estratégia, v. 17, p. 18-31, 2018. Disponivel em: https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=riae&page=article&op=view&path% 5B%5D=10248. Acesso em: 20 mar. 2020.

OLIVA, Fábio Lotti. A maturity model for enterprise risk management. International Journal of Production Economics, v. 173, p. 66-79, 2016.

SIDORENKO, Alex; DEMIDENKO, Elena. Guide to effective risk management 3.0. RISK-ACADEMY, Jan 1, 2016 - 100p.

SILVA, Bruno José Pereira. Proposta de modelo de gestão de riscos para uma IFES visando à realização de auditoria baseada em riscos. 2015. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão de Processos Institucionais). Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 2015.

SOUSA, Monique Regina Bayestorff Duarte de et al. Gestão de risco nas instituições universitárias: uma análise comparativa da metodologia da controladoria geral da União e do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. In: XVIII Colóquio Internacional de Gestão Universitária, [182] Campus Florianópolis CSE (Centro Socioeconômico) INPEAU (Instituto de Pesquisas e Estudos em Administração Universitária), 2018, Anais... Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/ 123456789/190666. Acesso em: 5 jul. 2020.

TEIXEIRA, Alex Fabiane; GOMES, Ricardo Corrêa. Governança pública: uma revisão conceitual. Revista do Serviço Público, v. 70, n. 4, p. 519-550, 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS. Resolução n.º 27 de 24 de setembro de 2014. Dispõe sobre o Planejamento Estratégico 2014-2022 da Universidade Federal do Tocantins. Disponível em: https://docs.uft.edu.br/share/s/ IEdq3JCiRcedbs8lm2B-gg. Acesso em: 20 jul. 2020.

______. Resolução nº 09, de 21 de agosto de 2019. Dispõe sobre a governança no âmbito da UFT. Disponível em: https://docs.uft. edu.br/share/s/gWk4cc9ZSmWsS3pVnY1Wiw. Acesso em: 20 jul. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS. Guia do Aluno, 2020. Disponível em: https://ww2.uft.edu.br/?option=com_jalfresco&view=jalfresco&Itemid=&id= b715f407 -ce51-4084-9f9b-b7c66d24b38b&folder_name=Guia%20do%20Aluno. Acesso em: 20 jul. 2020.

______. Plano de Desenvolvimento Institucional -- PDI 2016-2020. Palmas: 2016. Disponível em: http://download.uft.edu. br/?d=81cdf71b-b1be-4e54-9dce-2b52444fba9c;1.0:PDI%202016-2020.pdf. Acesso em: 20 jul. 2020.

Publicado
2020-10-01
Como Citar
MEDEIROS, A. L.; TROMBINI, M. M. S. L.; SANTOS JÚNIOR, D. P. DOS. GESTÃO DE RISCOS COMO INSTRUMENTO DE INTEGRAÇÃO ENTRE A ESTRATÉGIA E OS PROCESSOS OPERACIONAIS: o caso de uma universidade pública. Revista Observatório , v. 6, n. 6, p. a15pt, 1 out. 2020.