DAS ORIGENS, PELES E PARENTESCOS DO COBRA-GRANDE:

(RE)COMPONDO A HISTÓRIA DA INVASÃO DAS GUYANAS A PARTIR DA SUPERNATUREZA ARUKWAYENE

Autores

Palavras-chave:

Memória Indígena, Antropologia Reversa, Povo Palikur Arukwayene

Resumo

O artigo analisa as narrativas de guerra do povo Palikur Arukwayene, territorializado na Terra Indígena Uaçá, atual município de Oiapoque/AP. Longe de comportar um particularismo linguístico e cultural intransponível, os saberes e as representações indígenas sobre as diferentes modalidades de cobras-grandes que, a partir da perspectiva originária, produziram e organizaram os diferentes biomas amazônicos em intrínseca relação de aliança com os seres humanos, propõem ou desvelam uma antropologia reversa que parece capaz de racializar seres da supernatureza, permitindo-nos uma aproximação com a memória e a história indígena. Através do discurso falado e da linguagem imagética proporcionada pela arte em madeira do ancião Uwetmin (Manoel Antônio dos Santos), busca-se discutir nuances da invasão colonial no escudo guianense, em sua relação com o delineamento de uma história vivencial efetivamente indígena.

 

Downloads

Publicado

2023-08-30

Como Citar

Carneiro Batista, R. E. (2023). DAS ORIGENS, PELES E PARENTESCOS DO COBRA-GRANDE: : (RE)COMPONDO A HISTÓRIA DA INVASÃO DAS GUYANAS A PARTIR DA SUPERNATUREZA ARUKWAYENE. REVISTA ANTÍGONA, 1(01). Recuperado de https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/antigona/article/view/15736