O ENSINO DE HISTÓRIA DA ÁFRICA APOIADO PELOS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA)

  • Daniel Bueno da Silva Universidade Federal do Tocantins
  • Rosária Helena Ruiz Nakashima Universidade Federal do Tocantins

Resumo

Este artigo apresenta a construção e a discussão dos campos didáticos que compuseram um Recurso Educacional Aberto (REA) que foi, posteriormente, aplicado no curso de Licenciatura em História, da Universidade Federal do Tocantins, Câmpus de Araguaína. A seleção do tema “História Antiga Africana” considerou a constatação da invisibilidade e das visões reducionistas que, por vezes, se têm sobre esse continente. Como recurso tecnológico para construção do REA, foi escolhido o Prezi uma vez que este apresenta as possibilidades de efetivar os princípios de colaboração, compartilhamento, remixagem, adaptação que orientam o desenvolvimento desta pesquisa. Os resultados apontaram para a necessidade de fomentar a produção de recursos, especialmente abertos, sobre a História da África. Além disso, ao desenvolver esta pesquisa, foi possível evidenciar as potencialidades dos REA para o ensino de História, contribuindo com a formação inicial e continuada dos professores.

Palavras-chave: REA, Tecnologias digitais da informação e comunicação (TDIC), História Antiga Africana.

Referências

AMIEL, Tel. Educação aberta: configurando ambientes, práticas e recursos educacionais. In: SANTANA, B; ROSSINI, C; PRETTO, N.L (Orgs.). Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas. Salvador: Edufba, 2012. p. 17-34.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros Curriculares Nacionais: História – 5ª a 8ª séries. Brasília: MEC/SEB, 1998.

______. Lei nº. 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira", e dá outras providências. Brasília, DF, 2003. Não paginado. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.639.htm>. Acesso em: 20 ago. 2016.

______. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica/ Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013.

______. PNE (2014-2024). Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm>. Acesso em 20 mar. 2015.

BUTCHER, Neil. A Basic Guide to Open Educational Resources (OER). Canadá: UNESCO and the Commonwealth of Learning, 2011.

MOKHTAR, Gamal (Ed). História geral da África, II: África Antiga. Brasília: UNESCO, 2010.

PICONEZ, Stela Conceição Bertholo; NAKASHIMA, Rosária Helena Ruiz; PICONEZ FILHO, Oscar Luiz. Formação permanente de educadores, recursos educacionais abertos (REA) e integração dos conhecimentos. In: OKADA, Alexandra (Org.). Recursos educacionais abertos e redes sociais. São Luís: EDUEMA, 2013. p.279-293

PRETTO, Nelson de Luca. Professores-autores em rede. In: SANTANA, B; ROSSINI, C; PRETTO, N.L (Orgs.). Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas. Salvador: Edufba, 2012. p. 91-109.

ROSSINI, Carolina; GONZALEZ, Cristiana. REA: o debate em política pública e as oportunidades para o mercado. In: SANTANA, B; ROSSINI, C; PRETTO, N.L (Orgs.). Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas e políticas públicas. Salvador: Edufba, 2012. p. 35-70.

Publicado
2018-12-30
Como Citar
Silva, D. B. da, & Nakashima, R. H. R. (2018). O ENSINO DE HISTÓRIA DA ÁFRICA APOIADO PELOS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA). DESAFIOS - Revista Interdisciplinar Da Universidade Federal Do Tocantins, 5(4), 124-133. https://doi.org/10.20873/uft.23593652201854p124
Seção
Artigos