EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA SENSIBILIZAÇÃO PARA SERPENTES

  • Taluany Silva Nascimento Universidade Federal do Tocantins
  • Antônio Ítalo dos Santos Nunes Universidade Federal do Tocantins
  • Yara Gomes Corrêa Universidade Federal do Tocantins
  • Carla Simone Seibert Universidade Federal do Tocantins

Resumo

A educação ambiental tem o intuito de desmitificar a imagem negativa acerca dos animais peçonhentos, enfatizando a importância desses animais e também promovendo ações que podem minimizar os riscos dos acidentes e promover a interação socioambiental mais harmônica.  Nesse contexto, o presente trabalho se deu através de oficinas promovidas para o público infantil, com o objetivo de sensibilizá-los quanto a relação ser humano-serpentes. O estudo foi realizado em três escolas do município de Porto Nacional, Tocantins, sendo o público alvo alunos do 5º ano do ensino fundamental. Durante as oficinas foram expostos materiais didáticos e exemplares fixados dos animais peçonhentos, após a explicação os alunos apresentaram um miniteatro com o fornecimento de cenário e fantoches de palito, mas com roteiro próprio. Como forma de avaliação foi elaborado um questionário pós-oficina e seu resultado analisado em conjunto com a contação de histórias do miniteatro. Os resultados mostraram-se satisfatórios, validando assim o método utilizado.

 

PALAVRAS-CHAVE: Contação de histórias. Educação socioambiental. Ofidismo.

 

 

ABSTRACT

Environmental education aims to demystify the negative image about venomous animals, emphasizing the importance of these animals and also promoting actions that can minimize the risks of accidents and promote more harmonious socio-environmental interaction. In this context, the present work took place through workshops promoted for children, with the objective of sensitizing them about the human-snake relationship. The study was carried out in three schools in the municipality of Porto Nacional, Tocantins, with the target audience being students in the 5th year of elementary school. During the workshops, didactic materials and fixed specimens of the venomous animals were exposed, after the explanation the students presented a mini theater with the provision of scenery and stick puppets, but with their own script. As a form of evaluation, a post-workshop questionnaire was elaborated and its result was analyzed together with the storytelling of the mini theater. The results were satisfactory, thus validating the method used.

 

KEYWORDS: Storytelling. Socio-environmental education. Ofidism.

 

 

 

RESUMEN

La educación ambiental tiene como objetivo desmitificar la imagen negativa de los animales venenosos, enfatizando la importancia de estos animales y también promoviendo acciones que puedan minimizar los riesgos de accidentes y promover una interacción socioambiental más armoniosa. En este contexto, el presente trabajo se llevó a cabo a través de talleres promovidos para niños, con el objetivo de sensibilizarlos sobre la relación humano-serpiente. El estudio se llevó a cabo en tres escuelas en el municipio de Porto Nacional, Tocantins, con el público objetivo como estudiantes en el quinto año de la escuela primaria. Durante los talleres, se expusieron materiales didácticos y especímenes fijos de los animales venenosos, después de la explicación, los estudiantes presentaron un mini teatro con la provisión de escenarios y títeres, pero con su propio guión. Como una forma de evaluación, se preparó un cuestionario posterior al taller y su resultado se analizó junto con la narración del mini teatro. Los resultados fueron satisfactorios, validando así el método utilizado.

 

PALABRAS CLAVE: Cuentacuentos. Educación socioambiental. Ofidismo.

Biografia do Autor

Taluany Silva Nascimento, Universidade Federal do Tocantins

Possui licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Tocantins (2019). Atualmente é mestranda no Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade, ecologia e conservação, Estagiária no Laboratório de Paleobiologia da Universidade Federal do Tocantins, Campus de Porto Nacional.

Antônio Ítalo dos Santos Nunes, Universidade Federal do Tocantins

Universidade Federal do Tocantins. E-mail: italo@gmail.com.  

Yara Gomes Corrêa, Universidade Federal do Tocantins

Universidade Federal do Tocantins. E-mail: yara@gmail.com.

Carla Simone Seibert, Universidade Federal do Tocantins

Universidade Federal do Tocantins. E-mail: carla@uft.edu.br.

Referências

AZEVEDO, B. R. M.; DE ALMEIDA, Z. S. Percepção ambiental e proposta didática sobre a desmistificação de animais peçonhentos e venenosos para os alunos do ensino médio. Acta Tecnológica, v.12, n.1, p. 7-108, 2017.

CORRÊA, Y. G.; SEIBERT, C. S. A relação entre o ser humano e a Arraia de água doce: duas faces de uma mesma moeda. AMBIENTE & EDUCAÇÃO- Revista de Educação Ambiental, v.21, n.1, p.173-194, 2016.

FERREIRA, A.M.; SOARES, C.A.A.A. Aracnídeos peçonhentos: análise das informações nos livros didáticos de ciências. Ciência & Educação, v.14, n.2, p.307-314, 2008.

FONTANA, A. Manuale di Storytelling: reccontare com efficacia prodotti, marchi e identità d’impresa. Bologna: ETAS, 2009, 240 p.

OLIVEIRA, J. S.; CAMPOS, J. A.; COSTA, D. M. Acidentes por animais peçonhentos na infância. Jornal de Pediatria, v.75, n.Supl 2, p.S251, 1999.

Publicado
2019-09-01
Como Citar
Nascimento, T. S., Nunes, A. Ítalo dos S., Corrêa, Y. G., & Seibert, C. S. (2019). EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA SENSIBILIZAÇÃO PARA SERPENTES. Capim Dourado: Diálogos Em Extensão, 2(3), 33-40. Recuperado de https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/capimdourado/article/view/8380

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)