Importância do Acinetobacter baumannii no ambiente hospitalar

  • Edson Wagner Silva Cangussu Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: saúde, infeccioso, ventilação mecânica

Resumo

As espécies de Acinetobacter são conhecidas como importantes patógenos oportunistas, principalmente em pacientes imunocomprometidos e hospitalizados. Frequentemente a disseminação de A. baumannii ocorre através do contato entre pacientes, ou através dos profissionais de saúde, direta ou indiretamente. O A. baumannii tem sido o cerne da atenção da comunidade científica e médica. Face o exposto o presente trabalho visa descrever, através de revisão literária sistemática, sobre essa espécie, sua patogenicidade e virulência, assim como relatar sobre a prevalência e incidência como agente infeccioso no ambiente hospitalar. Realizou-se um levantamento bibliográfico em periódicos das línguas portuguesa e inglesa, no perídio de 2000 a 2019, nas bases de dados MEDLINE e LILACS. Foram analisados e inseridos no trabalho 34 trabalhos. As espécies do gênero Acinetobacter apresentam uma gama de fatores de virulência que viabilizam a sobrevida e adaptação dos micro-organismos no ambiente e a aquisição de resistência é realizada por um número variado de mecanismos. Os pacientes imunocomprometidos e submetidos a ventilação mecânica são comumente colonizados e infectados por essa espécie bacteriana. Com base no levantamento bibliográfico pode-se aferir que o A. baumannii a cada dia tem ganhado destaque e relevância como agente infecioso no ambiente hospitalar. De forma especial sua participação como agente etiológico em pneumonia associada à ventilação mecânica mostra o quanto é importante estratégias visando métodos profiláticos e preventivos.

Referências

ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2010). Medidas para identificação, prevenção e controle de infec-ções relacionadas à assistência à saúde por microrganismos multirresistentes. Brasília.

Chagas TPG. Caracterização de Acinetobacter spp. multirresis-tentes produtores de carbapenemases, dos tipos OXA e NDM, isolados de diferentes regiões do Brasil. 2015. 133p. Tese (Doutorado em Ciências-Medicina Tropical). Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Choi CH, Lee JS, Lee YV, Lee JC. Acinetobacter baumannii invades epithelial cells and outer membrane protein A medi-ates interactions with epithelial cells. BMC Microbiol, v.8, n.1, p.216, 2008.

Chopra S, Galande A. A fluoroquinolone-resistant Acineto-bacter baumannii without the quinolone resistance-determining region mutations. Journal of Antimicrobial Chemotherapy, v.66, n.11, p.2668-2670, 2011. https://doi.org/10.1093/jac/dkr364

Ciello G, Araujo MC. Perfil epidemiológico do Acinetobacter baumannii resistente a carbapenens num hospital do interior mineiro. REFACS (online), v.4, v.3, p.201-207, 2016. https://doi:10.18554/refacs.v4i3.1772

Coelho MJAN. Acinetobacter baumannii uma realidade hospi-talar. 2012. 131 p. Dissertação (Mestrado em Gestão e Eco-nomia da Saúde). Universidade de Coimbra, Coimbra.

Costa JB; Costa AL; Torres F; Silva AFG; Terra Junior AT. Os principais fatores de risco da pneumonia associada à ventilação mecânica em UTI Adulta. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, v. 7, n. 1, p. 80-92, 2016.

Davis KA et al. Multidrug-resistant Acinetobacter extremity infections in soldiers. Emerg Infect Dis., v.11, p.12-18, 2005.

Dou Y, Song F, Guo F, Zhou Z, Zhu C, Ziang J; Huan J. Acinetobacter baumannii quorum-sensing signalling mole-cule induces the expression of drug-resistance genes. Mol Med Rep, v. 15, n. 6, p. 4061-4068, 2017. https://doi:10.3892/mmr.2017.6528

Duarte AFS. Estudos de susceptibilidade e formação de bio-filmes de várias estirpes de Acinetobacter baumannii. 2011. 92 p. Dissertação (Mestrado em Bioquímica). Universidade da Beira Interior, Covilhã.

El mekes AZK, Ait said L, Ouafi AT, Barakate M. The clinical and epidemiological risk factors of infections due tomulti-drug resistant bacteria in an adult intensive care unit of Uni-versity Hospital Center in Marrakesh-Morocco. Journal of Infection and Public Health. v.19, n.1, p.30292-8, 2019.

https://doi.org/10.1016/j.jiph.2019.08.012

Figueiredo DQ, Castro LF, Santos KRN, Teixeira LM, Mon-dino SSB. Detecção de metalo-beta-lactamases em amostras hospitalares de Pseudomonas aeruginosa e Acinetobacter baumannii. Bras Patol Med Lab, v.45, n.3, p.177-184, 2009.

Gales AC, Jones RN, et al. Global assessment of the antimi-crobial activity of polymyxin B against 54,731 clinical iso-lates of gram-negative bacilli: report from the SENTRY an-timicrobial surveillance programme (2001–2004). Clin Mi-crobiol Infect, v.12, n.1, p.315–321, 2006.

Gusatti CS, Ferreira AE, Fuentefria DB, Corção G. Resistên-cia a β-lactâmicos em Acinetobacter spp. isolados de efluen-te hospitalar no sul do Brasil. Revista da Sociedade Brasilei-ra de Medicina Tropical v.42, n.2, p.183-187, 2009.

Koneman EW. (2008). Diagnóstico microbiológico: texto e atlas colorido. 6.ed. Rio de Janeiro, Medsi.

Luiz SO. Caracterização da resistência de amostras de Acineto-bacter baumannii isoladas no Hospital de Clínicas de Curi-tiba.2006. 89p. Dissertação (Mestrado em Microbiologia, Parasitologia e Patologia). Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Oliveira AC, Damasceno QS. Superfícies do ambiente hospi-talar como possíveis reservatórios de bactérias resistentes: uma revisão. Ver. Esc. Enferm. USP, v.44, n.4, p.1118-23, 2010.

Peleg AY, Adams J, Paterson DL. Tigecycline efflux as a mechanism for nonsusceptibility in Acinetobacter bau-mannii. Antimicrob. Agents Chemother. v.51, n.1, p.2065–2069, 2008.

Pereira DCR. Caracterização da resistência de isolados clínicos de Acinetobacter baumannii a antimicrobianos e desinfetante hospitalar. 2013. 104 p. Dissertação (Mestrado em Vigilân-cia Sanitária). Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro.

Perez F, Hujer AM, Hujer KM, Decker BK, RATHER PN, Bonomo RA. Global challenge of multidrug-resistant Aci-netobacter baumannii. Antimicrob Agents Chemother, v.5, n.10, p.3471-84, 2007.

Poole K. Efflux-mediated multiresistance in Gram-negative bacteria. Clinical Microbiology and Infection, v.1, n.10, p.2-26, 2004.

Rello J, Ollendorf DA, Oster G, Vera-Llonch M, Bellm L, Redman R, et la. Epidemiology and outcomes of ventilator-associated pneumonia in a large US database. Chest, v.122, n.6, p.2115-21, 2002.

Rodrigues PMA, Carmo Neto E, Santos LRC, Knibel MF. Pneumonia associada à ventilação mecânica: epidemiologia e impacto na evolução clínica de pacientes em uma unidade de terapia intensiva. J. Bras. Pneumol., v.35, n.11, p.1084-1091, 2009.

https://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132009001100005

Sales VM, Oliveira E, Célia R, Gonçalves FR, Melo CC. Análise microbiológica de superfícies inanimadas de uma Unidade de Terapia Intensiva e a segurança do paciente. Re-vista de Enfermagem Referência, v.4, n.3, p.45-53, 2014.

Silva RNP. A Importância do Acinetobacter baumannii na infecção adquirida nos cuidados de saúde. 2009. 21p. Dis-sertação (Mestrado Integrado em Medicina) - Universidade do Porto, Porto.

Torres H et al. Acinetobacter baumanii multirresistente: situa-ción clínica actual y nuevas perspectivas. Revista Espanhola de Quimioterapia, v.23, n.1, p.12-19, 2010.

Uc-Cachón AH et al. High Prevalence of Antimicrobial Re-sistance Among Gram-Negative Isolated Bacilli in Intensive Care Units at a Tertiary-Care Hospital in Yucatán Mexico. Medicina, v.55, n. 588, p. 1-13, 2019. https://doi:10.3390/medicina5509058

Verma, P; Tiwari, Vishvanath. Targeting Outer Membrane Protein Component AdeC for the Discovery of Efflux Pump Inhibitor against AdeABC Efflux Pump of Multidrug Re-sistant Acinetobacter baumannii. Cell Biochem Biophys, v.76, n.3, p.391-400, 2018. https://doi:10.1007/s12013-018-0846-5

Zarrilli R et al. Molecular epidemiology of sequential out-breaks of Acinetobacter baumannii in an intensive care unit shows the emergence of carbapenem resistance. J Clin Mi-crobiol., v.42, n.3, p.946-53, 2004.

Zimbler DL. et al. Iron acquisition functions expressed by the human pathogen Acinetobacter baumannii. Biometals, v.22, n.1, p.23–32, 2009.

Publicado
2020-05-22
Como Citar
Cangussu, E. W. S. (2020). Importância do Acinetobacter baumannii no ambiente hospitalar. Journal of Biotechnology and Biodiversity, 8(1), 041-046. https://doi.org/10.20873/jbb.uft.cemaf.v8n1.cangussu