FERRAMENTAS DIGITAIS E ESCOLA: Estudo de uma proposta pedagógica

Palavras-chave: Ferramentas Digitais; Escola; Ensino-aprendizagem.

Resumo

As Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação – TDIC vêm oferecendo novos recursos e possibilidades também para a Educação, com destaque para os dispositivos móveis, que possibilitam o acesso a recursos e ambientes digitais de aprendizagem. As TDIC têm sido utilizadas e recomendadas como ferramenta e apoio ao processo de ensino-aprendizagem. O artigo apresenta dados de pesquisa exploratória a partir de estudo de caso de uma escola privada situada em Cuiabá, capital do estado de Mato Grosso, cuja proposta pedagógica inclui o uso de tablets entre outras ferramentas digitais para professores e alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Graciela Mendes Fernandes da Fonseca Voltolini, Universidade de Cuiabá (Unic)

Doutora em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo. Mestre em Estudos de Cultura Contemporânea e Graduada em Comunicação Social, habilitação Radialismo, ambos pela Universidade Federal de Mato Grosso. Professora dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Professora colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Ensino da Universidade de Cuiabá. E-mail: fonsecaanagraciela@gmail.com.

Referências

ALENCAR, A. F. D. O pensamento de Paulo Freire sobre a tecnologia: traçando novas perspectivas. V Colóquio Internacional Paulo Freire. Recife: [s.n.]. 2005. Disponível em: http://pt.slideshare.net/mauriciomendespinto/paulo-freire-tecnologia. Acesso em: 08 abr.2013.

BACCEGA, M. A. Meios de Comunicação na Escola. Comunicação & Educação, São Paulo, set/dez 2002. 7-15. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/37451. Acesso em: 23 set. 2013

CARVALHO, F. D. P. S.; CIVARDI, J. A. Novas tecnologias, velhas atitudes, práticas antigas. II Congresso Internacional TIC e Educação. Lisboa: Instituto de Educação. 2012. p. 719-736. Disponível em: http://ticeduca.ie.ul.pt/atas/pdf/281.pdf. Acesso em: 15 out. 2014.

CHAMPAOSKI, E. B.; MENDES, A. A. P. Percepção de professores do Ensino Fundamental I acerca das tecnologias digitais no cotidiano escolar. In: ALMEIDA, S. D. C. D. D.; MEDEIROS, F. D.; MATTAR, J. Educação e Tecnologias: refletindo e transformando o cotidiano. 1ª. ed. São Paulo: Artesanato Educacional, 2017. Cap. 3.

CORAZZA, H. Midiatização e mudanças no processo educativo. XXXVI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Manaus: INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. 2013. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2013/resumos/R8-0212-1.pdf. Acesso em: 04 jun. 2014.

DUARTE, A. C.; BERTOLDI, B.; SCANDELARI, C. Educação e Comunicação. XXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Campo Grande: INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. 2001. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2001/papers/NP11DUARTE.PDF. Acesso: 23 set. 2013.

FERREIRA, J. B. et al. A disseminação da aprendizagem com mobilidade (M-learning). DataGramaZero, Rio de Janeiro, agosto 2012. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/pbcib/article/view/17731. Acesso em: 9 set. 2012.

FREIRE, P.; GUIMARÃES, S. Educar com a mídia: novos diálogos sobre educação. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6º. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOMES, C. A. D. S. Expandindo a sala de aula: recursos tecnológicos ubíquos em processos colaborativos de ensino e aprendizagem. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. [S.l.], p. 138. 2011.

KENSKI, V. M. Educação e Tecnologias: O novo ritmo da informação. 8ª. ed. Campinas: Papirus, 2012.

LUCKIN, R. et al. Decoding Learning: The Proof, Promise and Potential of Digital Education. Londres: Nesta, 2012. Disponível em: http://www.nesta.org.uk/sites/default/files/decoding_learning_report.pdf. Acesso em: 07 fev.2014.

MAGALHÃES, C. M.; MILL, D. Elementos para Reflexões sobre Educação, Comunicação e Tecnologia: nada é tão novo sobre redes, linguagem e aprendizagem. XXXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Fortaleza: Intercom. 2012. Disponível em: http://www.intercom.org.br/sis/2012/resumos/R7-0771-1.pdf. Acessado em: 23 set. 2013.

MORAN, J. M.; MASSETO, M. T.; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 21ª. ed. Campinas: Papirus, 2013.

MÜLBERT, A. L.; PEREIRA, A. T. C. Um panorama da pesquisa sobre Aprendizagem Móvel (m-learning). V Simpósio Nacional da ABCiber. Florianópolis: [s.n.]. 2011. Disponível em: https://abciber.org.br/simposio2011/anais/Trabalhos/artigos/Eixo%201/7.E1/80.pdf. Acesso em: 15 out.2012.

PALAMEDI, F. A usabilidade como instrumento da análise da função comunicativa em interfaces digitais. In: JÚNIOR, J. F.; SANTOS, M. C. D. Comunicação, tecnologia e inovação: estudos interdisciplinares de um campo em expansão. Porto Alegre: Buqui, 2013. p. 63-85.

RIBEIRO, R. A. et al. Educação e mobilidade: perspectivas para integração de tecnologias móveis ao currículo. Atas do III Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning. [S.l.]: [s.n.]. 2013. p. 1-14. Disponível em: https://pesquisaeducacao.files.wordpress.com/2013/10/artigo-mobilidade-final.pdf. Acesso em: 07 fev.2014.

ROSA, F. R.; AZENHA, G. S. Aprendizagem móvel no Brasil: gestão e implementação das políticas atuais e perspectivas futuras. Columbia University: Center for Brazilian Studies. São Paulo, p. 435. 2015. Disponível em: http://aprendizagem-movel.net.br/arquivos/Columbia_PORT.pdf. Acesso em: 11 dez. 2015.

ROTHMAN, P. Ensino Sob Medida. Info Exame, Abril 2013.

SANTAELLA, L. A aprendizagem ubíqua substitui a educação formal? ReCeT - Revista de Computação e Tecnologia, São Paulo, 2, 2010. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/ReCET/article/view/3852. Acesso em: 08 abr. 2014.

UNOi Educação. UNOi Educação. Disponivel em: <http://unoieducacao.com/>. Acesso em: 15 abril 2017.

Publicado
2019-05-01
Como Citar
VOLTOLINI, A. G. M. F. DA F. FERRAMENTAS DIGITAIS E ESCOLA: Estudo de uma proposta pedagógica. Revista Observatório, v. 5, n. 3, p. 293-316, 1 maio 2019.