HISTÓRIA DIGITAL: entre as promessas e armadilhas da sociedade informacional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n5p38

Palavras-chave:

História digital, filtro, fonte histórica, educação

Resumo

A Internet inaugura uma série de expectativas sobre seu potencial emancipador. No entanto, o caminho para a concretização dessa promessa é bastante tortuoso. No campo da história digital, há, pelo menos, três grandes desafios a serem considerados na construção de novas formas de se habitar o mundo virtual. O primeiro deles diz respeito aos filtros que conduzem nosso acesso aos dados, moldando, de forma inconfessa, nossa navegação; o segundo desafio relaciona-se à delimitação precisa do que entendemos por fonte histórica numa era em que os discursos (mesmo os oficiais) tornam-se progressivamente polifônicos; por fim, ponderamos sobre o próprio papel da educação em uma sociedade marcada, não pela tradição, mas por fluxos incessantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Câmara

Doutor em História Social da Cultura (PUC-RJ); professor adjunto (Unilasalle-RJ)

Milla Benicio, Unilasalle-RJ

Doutora em Comunicação e Cultura (UFRJ). Mestre em Letras, na área de teoria literária (UFRJ); pós-graduada em Língua Francesa e Literaturas Francófonas (UFF); e graduada em Comunicação Social, com habilitação em Publicidade e Propaganda (UFRJ). Professora adjunta do Unilasalle-RJ. E-mail: millabenicio@yahoo.com.br.

Referências

ADORNO, T.; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

BAUMAN, Zygmunt. O mundo é inóspito à educação? In: _____. 44 cartas do mundo líquido moderno. Tradução: Vera Pereira. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

_____. Vida para consumo. A transformação das pessoas em mercadoria. Tradução: Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.

BAUMAN, Zygmunt; DONSKIS, Leonidas. Cegueira moral. A perda da sensibilidade na modernidade líquida. Disponível em: https://issuu.com/bibliotecapopularaberta/docs/bauman__zygmunt._cegueira_moral. Acesso em: 31 out. 2016.

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na época de sua reprodutibilidade técnica. In: Magia e técnica, arte e política. Ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1987, Obras escolhidas, v. 1.

CANEVACCI, Massimo. Um novo pensamento científico para o contexto da cultura digital. Entrevista. In: Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo. http://www.iea.usp.br/noticias/massimo-canevacci. Último acesso em 10/05/2017.

CASTELLS, Manuel. A era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 1998, v. 3.

DARNTON, Robert. Entrevista. Google não entende os livros, diz historiador Robert Darnton. Opera Mundi. Disponível em: http://operamundi.uol.com.br/conteudo/entrevistas/16496/google+nao+entende+os+livros+diz+historiador+robert+darnton.shtml. Acesso em 08 mai. 2017.

DELEUZE, Gilles. Post-scriptum sobre as sociedades de controle. In: _____. Conversações. 1972-1990. Tradução: Peter Pál Pelbart. São Paulo: Editora 34, 1992.

HEIDEGGER, Martin. Chemins qui ne ménent nulle part. Paris: Gallimard, 1980.

_____. Língua de tradição e língua técnica. Lisboa: Passagens, 1995.

_____. Sobre o humanismo. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1995.

_____. O fim da filosofia e a tarefa do pensamento. In: Os pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1973.

HORKHEIMER, Max. Eclipse da razão. São Paulo: Centauro, 2002.

KANT, Immanuel. Textos seletos. Petrópolis: Vozes, 1985.

LÉVY, Pierre. O que é o virtual. São Paulo: Editora 34, 1996.

LUCCHESI, Anita. Histórias no Ciberespaço: Viagens sem Mapas, sem Referências e sem Paradeiros no Território Incógnito da Web. In: Cadernos do Tempo Presente. Edição n. 06 – 06 de janeiro de 2012.

MORAES, Dênis de. Comunicação alternativa, redes virtuais e ativismo: avanços e dilemas. Revista de Economía Política de las Tecnologías de la Información y Comunicación, vol. IX, n. 2, maio – ago. / 2007.

NAPOLITANO, Marcos. A história depois do papel. In: PINSKY, Carla Bassanezi. (Org.) Fontes históricas. 2.ed., I a reimpressão. São Paulo: Contexto, 2008.

PARISER, Eli. O filtro invisível – O que a internet está escondendo de você. Editora Zahar, 2012.

PINSKY, Carla Bassanezi. Apresentação. In: PINSKY, Carla Bassanezi. (Org.) Fontes históricas. 2.ed., I a reimpressão. São Paulo: Contexto, 2008.

SODRÉ, Muniz. Antropológica do espelho: uma teoria da comunicação linear e em rede. Petrópolis/RJ: Vozes, 2002.

VAZ, Paulo. As esperanças democráticas e a evolução da Internet. Revista FAMECOS, Porto Alegre, nº 24, julho 2004, p. 125-139.

Publicado

2017-08-01

Como Citar

CÂMARA, Sérgio; BENICIO, Milla. HISTÓRIA DIGITAL: entre as promessas e armadilhas da sociedade informacional. Revista Observatório , [S. l.], v. 3, n. 5, p. 38–56, 2017. DOI: 10.20873/uft.2447-4266.2017v3n5p38. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/3596. Acesso em: 14 jun. 2024.