MISSED OPPORTUNITIES: challenges of adequate practical and theoretical-methodological applications of the principles of educommunication in times of urgency (after decades of neglect)

  • Edgard Rebouças Federal University of Espirito Santo

Resumo

This text analyzes the trajectory of attempts to apply the interrelationship between Education and Communication from the 1970s, focusing on the mutations that occurred in practices, public policies and studies in the dialogues between the two fields. In view of the recent challenges caused by the Covid-19 pandemic, what can be observed is that many of the current losses in the teaching-learning processes could have been minimized if so many opportunities were not lost.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edgard Rebouças, Federal University of Espirito Santo

PhD in Social Communication from the Methodist University of Sao Paulo (UMESP). Associate Professor at the Federal University of Espirito Santo (UFES), coordinator of the Media Observatory: human rights, policies, systems and transparency, member of the State Council for Public Ethics in Espirito Santo and director of International Relations of the Brazilian Society for Interdisciplinary Communication Studies (INTERCOM). edgard.reboucas@ufes.br.

 

Referências

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 18 jun. 2020.

DANTAS, Marcos. Um ano à frente da Secretaria de Educação a Distância. Brasília: SEED/MEC, 29 mar. 2005. Disponível em: http://marcosdantas.com.br/conteudos/2013/04/01/um-ano-a-frente-da-secretaria-de-educacao-a-distancia/ . Acesso em: 8 set. 2020.

DEBRAY, Regis. Vida e morte da imagem. Petrópolis: Vozes, 1993.

FUSARI, Maria Felisminda R. O educador e o desenho animado que a criança vê na televisão. São Paulo: Loyola, 1985.

GERBNER, George; GROSS, Larry. Living with Television: The Violence Profile. Journalof Communication, v. 26, n. 2, Jun. 1976, p. 172–199. Disponível em: https://academic.oup.com/joc/article-abstract/26/2/172/4553823?redirectedFrom=fulltext. Acesso em: 14 mar. 2020.

GERBNER, George et al. .Television's Mean World: Violence Profile No. 14-15. Research Reports - The Annenberg School of Communications, University of Pennsylvania, Sep. 1986. Disponível em: https://web.asc.upenn.edu/gerbner/archive.aspx?sectionID=155&packageID=624 . Acesso em: 14 mar. 2020.

FADUL. Anamaria. Meios de comunicação de massa e educação no Brasil: uma perspectiva crítica. Cadernos Intercom, n. 1, v. 4, 1982, p. 39-49.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? 7. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

KUNSCH, Margarida Maria K. (Org.). Comunicação e educação: caminhos cruzados. São Paulo: Loyola, 1986. Disponível em: http://www.portcom.intercom.org.br/ebooks/arquivos/9f5dd162279a134f52ee8037b0746566.pdf . Acesso em: 8 out. 2020.

MATTOS, Sérgio. Um perfil da TV brasileira: 40 anos de história: 1950-1990. Salvador: A Tarde, 1990.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Base nacional comum curricular. Brasília: MEC, dez. 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf . Acesso em: 14 nov. 2019.

PENTEADO, Heloisa Dupas. A televisão na escola: conflito ou cooperação. São Paulo: Cortez, 1991.

PERUZZO, Cicilia M. K. Comunicação nos movimentos populares: a participação na construção da cidadania. Petrópolis: Vozes, 1998.

PRENSKY, Marc. Digital Natives, Digital Immigrants. On the Horizon, Bradford, v. 9, n. 5, Oct. 2001.

REBOUÇAS, Edgard . Não é pecado usar a televisão para educação. Você, Vitória, Nov. 1993, p. 28-29.

REBOUÇAS, Edgard; FIALHO, Rejane G.. A prática interdisciplinar de ensino superior em Comunicação e Educação. In: LOPES, Maria Immacolata V.; FRAU-MEIGS, Divina; TAUK SANTOS, Maria Salet. (Org.). Comunicação e Informação: identidades e fronteiras. São Paulo/Recife: Intercom/Bagaço, 2000, p. 167-180.

REBOUÇAS, Edgard; CUNHA, Patrícia. Observatórios de mídia como instrumentos para (da) democracia. RECIIS – Revista Eletrônica de Comunicação, Informação, Inovação e Saúde. Rio de Janeiro, v. 4, n. 4, p. 85-93, nov., 2010. Disponível em: https://www.reciis.icict.fiocruz.br/index.php/reciis/article/view/650/1298. Acesso em: 5 set. 2020.

REBOUÇAS, Edgard. Institucionalização dos conteúdos educativos do MEC no cenário midiático brasileiro – Plano de Trabalho. Brasília: Coordenação-Geral de Mídias e Conteúdos Digitais (CGMID/SEB/MEC), 1 nov. 2013

SANTOS, João Vitor. A privatização da educação através das plataformas de ensino remoto: entrevista especial com Marcos Dantas. Instituto Humanitas Unisinos, São Leopoldo, 5 out. 2020. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/159-noticias/entrevistas/603420-a-privatizacao-da-educacao-atraves-das-plataformas-de-ensino-remoto-entrevista-especial-com-marcos-dantas . Acesso em: 5 out. 2020.

SCHRAMM, Wilburn; LYLE, Jack; PARKER, Edwin. Television in the Lives of Our Children. Palo Alto: Stanford University Press, 1961.

VIEIRA, Ana Paula. TV universitária e educomunicação: uma aproximação possível. In: CORAÇA, Maria Auxiliadora; GONÇALVES, Maria Gorete Dadalto; REBOUÇAS, Moema M. (Orgs.). Sentidos e significações de uma educação em artes visuais em tempos contraditórios. Vitória: Proex/Ufes, 2017, p. 123-138. Disponível em: https://pt.calameo.com/read/0051977256c8e93e235c6 . Acesso em: 5 set. 2020.

Publicado
2020-12-23
Como Citar
REBOUÇAS, E. MISSED OPPORTUNITIES: challenges of adequate practical and theoretical-methodological applications of the principles of educommunication in times of urgency (after decades of neglect). Revista Observatório , v. 6, n. 6, p. a2en, 23 dez. 2020.