Tríplice fronteira: Foz do Iguaçu, Ciudad del Este e Puerto Iguazu

Palavras-chave: Tríplice Fronteira, Fronteira, Mercosul.

Resumo

Este estudo teve como base um trabalho de campo desenvolvido na região da tríplice fronteira entre as cidades de Foz do Iguaçu no Brasil, Ciudad Del Este no Paraguai e Puerto Iguazu na Argentina, com intuito de analisar as diferenças e semelhanças entre tais municípios. Além disso, foi realizada uma investigação teórica analisando o conceito de fronteira e todas as suas implicações numa região de extrema importância, dada à condição de sede da Usina Hidrelétrica Binacional de Itaipu. Foi compreendido também os projetos de relações comerciais que abarcaram tais países, desde a Comissão Econômica da ONU para a América Latina (CEPAL) até o Mercado Comum do Sul (Mercosul). Foi observado que os municípios em questão possuem papéis diferentes na relação de tríplice fronteira, com Foz do Iguaçu e Ciudad Del Este possuindo papel importante na relação comercial, política e social, apesar de Puerto Iguazu apresentar maior desenvolvimento econômico e social de que Ciudad Del Este.

Referências

ALMEIDA, P. R. de. MERCOSUL: fundamentos e perspectivas. Brasília: Grande Oriente do Brasil, 1998.

BECKER, B. Prefácio. In: ALBERTIN, C. et all (Orgs.). Fronteiras. Brasília: Editora Universidade de Brasília; Paris: Orstom, 1988

BIESEK, A. S.; PUTRICK, S. Imigração na tríplice fronteira Brasil, Paraguai e Argentina e a representatividade da colônia árabe. 2009. Disponível em: <http://pt.scribd.com/doc/74819856/IMIGRACAO-NA-TRIPLICE-FRONTEIRA>. Acesso em: 23 mai. 2011.

BRASIL. Decreto-Lei n. 383 de 18 de abril de 1938. Veda à estrangeiros a atividade política no Brasil e dá outras providências.

BRASIL. Decreto-Lei n. 406 de 4 de maio de 1938. Dispõe sobre a entrada de estrangeiros no território nacional.

CARDIN, E. G. A expansão do capital e as dinâmicas da fronteira. 2010. Tese (Doutorado em Sociologia). Departamento de Sociologia, Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho – Unesp/Araraquara, 2010, 195 f.

CORRÊA, R. L. Posição geográfica de cidades. In: Revista Cidades. V. 1, n. 2, 2004. p.317-323.

FREITA, V. F. de. Brasiguaios: uma identidade sem nacionalidade. In: STERLING, German. (Org.). Historiográficas Na Fronteira. Foz do Iguaçu: Uniamérica, 2006. p. 153-159.

HAESBAERT, R. O Mito da Desterritorialização: do “fim dos territórios” à multiterritorialidade. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2006.

HOBSBAWN, E. J. Nações e nacionalismo. Tradução de Maria Celia Paoli e Anna Maria Quirino. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

MACHADO, L. O. et alli. Bases de uma política Integrada de Desenvolvimento Regional para a Faixa de Fronteira. 1ª ed. Brasília, DF: Ministério da Integração Nacional, 2005, v.1. 450p.

MARTINS, J. de S. Fronteira: a degradação do outro nos confins do humano. São Paulo: Hucitec, 1997.

MUÑOZ, H. A nova política internacional. São Paulo: Alfa Omega, 1996.

PEREIRA, L. V. Tratado de Assunção: resultados e perspectivas. In: BRANDÃO, A. S. P; PEREIRA, L. V. (Orgs.). MERCOSUL: Perspectivas da Integração. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996.

SAQUET, M. A. Abordagens e concepções do território. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

SEVERINO, F. P. Educação e fronteira: a proposta do Mercosul e a realidade vivenciada em uma cidade da Tríplice Fronteira. In: Las regiones em Latinoamérica, nuevos talleres internacionales de estúdios regionales y locales, México, v.2, n.1, p. 195-198, mai. 2010.

SILVA, J. V. B. M.; SILVEIRA, A. C. M. A mídia como meio de reprodução do poder e da disciplina do contexto da Tríplice Fronteira. Revista Anagrama, São Paulo, v.5, n.1, p. 1-9, set/nov. 2011.

SILVA, M.; DEBALD, B. S. A tríplice fronteira no contexto do Estado Novo. In: STERLING, German. (Org.). Historiográficas Na Fronteira. Foz do Iguaçu: Uniamérica, 2006. p. 95-110.

SOUZA, E. B. C. de. Tríplice Fronteira: Fluxos da região Oeste do Paraná com o Paraguai e Argentina. Revista Terr@Plural, Ponta Grossa, v.3, n.1, p.103-116, jan/jul. 2009.

SOUZA, M. L. de. O território: sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In CASTRO, I. de et al. (Orgs.): Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995.

Publicado
2016-03-21