Hacia un Modelo Comprensivo de las Condiciones Vinculadas con el Bienestar Psicológico Laboral

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar as condições vinculadas com o Bem-Estar Psicológico no Trabalho dos trabalhadores residentes na dependência da cidade autônoma de Buenos Aires e da grande Buenos Aires. Tomou-se uma primeira subamostra de 150 sujeitos da Cidade Autônoma de Buenos Aires (45%) e da Grande Buenos Aires (55%). 46% é do sexo masculino e 54% do sexo feminino, com idade média de 32,25 (DT = 10, 254; Mediana = 31 anos; Máx = 66 anos, min. = 18 anos). Quanto ao de nível de escolaridade, 27% tinham um nível superior completo, o restante eram universitários. Foi aplicado o Questionário Ocupacional de Bem-Estar Geral no Trabalho (Blanch et al, 2010); Escala de Condições de Trabalho (Blanch, 2005, adaptação de Ferrari, 2005-2007); Escala de Clima Socio-Trabalhista (Blanch, 2005, adaptação Ferrari, 2005-2007). Além disso, as variáveis sociais são aliviadas. Encontrou-se uma significativa relação direta entre o Clima Socio-Trabalhista e algumas dimensões do de Bem-Estar Psicológico no Trabalho. Também se encontrou significativas relações diretas entre as Condições de Trabalho e está construção. Isto significa um primeiro passo na construção de um modelo explicativo de ocupacional Bem-Estar psicológico na população estudada.

Biografia do Autor

Esteban Hernán Córdoba, Universidad de Buenos Aires- Universidad Nacional Arturo Jauretche

Instituto de Investigaciones- Facultad de Psicología-Universidad de Buenos Aires; Instituto de Ciencias Sociales y Administración-Universidad Nacional Arturo Jauretche.

Licenciado en Psicología-Universidad de Buenos Aires; Ingeniero Industrial-Universidad Tecnológica Nacional. Docente de Estadística, Metodología de la Investigación y Psicología del Trabajo-Universidad de Buenos Aires- Universidad Nacional Arturo Jauretche

Publicado
2019-02-08
Seção
Artigos Teóricos e Empíricos