Analisa as relações identitárias e territoriais da Comunidade Remanescente de Quilombo Ilha de São Vicente, localizada no rio Araguaia - Araguatins - Tocantins, além de discutir a questão da ocupação agrária na região do Bico do Papagaio, contextualiza a presença negra no estado, faz a etnografia da comunidade para compreender o processo de construção da identidade, as categorias de identificações locais (quilombola e remanescente) e a territorialidade partindo dos vínculos com a terra, com as águas (rio e lagoas) e as relações de parentesco/afinidade que unem as famílias.

Publicado: 2020-12-18