DESCRIÇÃO MORFOANATÔMICA DAS GALHAS E SUA DISTRIBUIÇÃO NAS FOLHAS DE Ouratea spectabilis (MART. EX ENGL.) ENGL. (OCHNACEAE)

  • Maurina Dias da Silva
  • Claudia Scareli-Santos Universidade Federal do Tocantins

Resumo

O objetivou deste trabalho foi estudar a interação entre a planta hospedeira Ouratea spectabilis (Mart. Ex Engl.) Engl. (Ochnaceae) e o inseto indutor das galhas foliares quanto aos aspectos morfológicos, anatômicos e distribuição da galha no limbo foliar. Foram realizadas coletas nas estações seca (setembro/2015) e chuvosa (dezembro/2015) em 10 indivíduos de O. spectabilis, localizados na mata de galeria, pertencente à Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia, da Universidade Federal do Tocantins, campus Universitário de Araguaína. Para a realização dos testes histoquímicos e caracterização anatômica foram utilizados cortes transversais à mão livre das folhas sadias e de galhas. A galha cônica de O. spectabilis possui tricomas diferenciando da folha sadia, que é glabra, internamente apresentaram tecido nutritivo rico em proteína e, de forma geral, os tecidos galígenos são mais ricos em compostos secundários quando comparado com as folhas sadias. O galhador pertence a um novo gênero da família Cecidomyiidae (Diptera). A distribuição das galhas no limbo foliar foi estatisticamente maior na região entre nervuras, independente da posição das folhas no ramo e das estações do ano, e a maior infestação foi verificada no período chuvoso. 

Palavras-chave: Anatomia vegetal, Galhador, Interação inseto-planta.

Biografia do Autor

Claudia Scareli-Santos, Universidade Federal do Tocantins
Curso de Biologia àreas: Botânica e Ecologia

Referências

ANDRADE, G. I.; SILVA, I. M.; WILSON FERNANDES, G.; SCATENA, V. L. Aspectos Biológicos de galhas de Tomoplagia rudolphi (Diptera: Tephritidae) em Vernonia polyanthes (Asteraceae). Revista Brasileira de Biologia. São Carlos, v. 55, n. 4, p. 819-829, nov. 1995. Disponível em: http://labs.icb.ufmg.br/leeb/publicacoes/1995.Andrade.Silva.Fernandes.Scatena.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2017.

ARAÚJO, W. S.; GOMES-KLEIN, V. L.; SANTOS, B. B. Galhas entomógenas associadas à vegetação do Parque Estadual da Serra dos Pireneus, Pirenópolis, Goiás, Brasil. Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, v. 5, n. 1, p. 45-47, jul. 2007. Disponível em: . Acesso em: 13 fev. 2016

ARDUIN, M.; KRAUS, J. E. Anatomia de galhas de ambrosia em folhas de Baccharis concinna e Baccharis dracunculifolia (Asteraceae). Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 24, n.1, p. 63-72, mar. 2001. Disponível em: Acesso em: 24 fev. 2017.

ARAÚJO, W. S; SANTOS, B. B. Efeitos do habitat e da sazonalidade na distribuição de insetos galhadores na serra dos Pireneus, Goiás, Brasil. Revista Biológica Neotropical, v. 5, n. 2, p. 33-39, nov. 2008. Disponível em: https://revistas.ufg.br/RBN/article/download/9820/6705. Acesso em: 06 jul. 2016.
ARAÚJO, W. S.; SANTOS, B. B. Efeitos da sazonalidade e do tamanho da planta hospedeira em Piper arboreum (Piperaceae). Revista Brasileira de Entomologia, Curitiba, v. 53, n. 2, p. 300-303, jun. 2009. Disponível em: . Acesso em: 13 set. 2015.
ALMADA, E. D.; FERNANDES, G. W. A. Insetos indutores de galhas em florestas de terra firme e em reflorestamento com espécies nativas na Amazônia Oriental, Pará, Brasil. Boletim do Museu Paraense Emílio do Goeldi Ciências Naturais. Belém, v. 6, n. 2, p. 163-196, maio-ago. 2011. Disponível em: . Acesso em: 14 set. 2015.

AYRES, M.; AYRES-Jr, M.; AYRES, D. L.; SANTOS, A. A. S. BioEstat: aplicações estatísticas nas áreas das Ciências Biomédicas. Versão 5.0. Belém, Pará: Sociedade Civil Mamirauá, MCT-CNPq, 2007.

BREGONCI, J. M.; POLYCARPO, P. V.; MAIA, V.C. Galhas de insetos do Parque Estadual Paulo César Vinha (Guarapari, ES, Brasil). Biota Neotropical, Campinas, v. 10, n. 1, p. 265-274, dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2016.

CARNEIRO, M. A. A.; BORGES, R. A. X.; ARAÚJO, A.P. A.; WILSON FERNANDES, G. Insetos indutores de galhas da porção sul da Cadeia do Espinhaço, Minas Gerais, Brasil. Revista Brasileira de Entomologia, Curitiba, v. 53, n. 4, p. 570–592, dez. 2009. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2016.

CASTRO, A. C. R. Reações estruturais e químicas de Caryocar brasiliense Camb. (Caryocaraceae) a herbívoros galhadores. Dissertação (Mestrado em Biologia Vegetal) Departamento de Botânica do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/TJAS-8U6PG9>. Acesso em: 20 jun. 2016.

CHACON, R. G. Ochnaceae nos estados de Goiás e Tocantins, Brasil. Dissertação de Mestrado – Universidade de Brasília/ Instituto de Biologia, Departamento de Botânica, 2011. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2016.

CORRÊA, P. G.; CHARGAS, M. G. S.; PIMENTEL, R.M.M. Anatomia foliar de Ouratea fieldingiana (Gardner) Engl. (Ochnaceae). Revista Brasileira de Biociência, Porto Alegre, v. 5, n. 1, p. 813-815, jul. 2007. . Acesso em: 27 fev. 2017

FERNANDES, G. W; CARNEIRO, M. A. A. Insetos Galhadores. In: Panizzi, A. R; PARR, J.R. P. Biotecnologia e Nutrição de Insetos com base para o manejo Integrado de pragas. CT-Agro/ CNPq, Brasília, 2009. Disponível em: http://www.iceb.ufop.br/debio/laboratorioentomologia/wa_files/2009_Fernandes_20_26_20Carneiro.pdf. Acesso em: 14 fev. 2016.

FERNANDES, G. W. A.; PAULA, A. S.; LOYOLA Jr., R. Distribuição de insetos galhadores entre habitats e seu possível uso como bioindicadores. Vida Silvestre Neotropical, Costa Rica, v. 4, n. 2, p. 133-139, nov. 1995. . Acesso em: 14 fev. 2016.

FERREIRA, M. F. M.; RODRIGUES, P. M. S.; ARAÚJO, L. S.; SILVA, C. H. P.; JUNIOR, J. B. S.; MADEIRA, B. G. Comparação da Incidência de galhas em duas formações florestais do bioma cerrado: cerrado stricto sensu e mata seca. Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, v. 5 supl. 1, p. 36-38, jul. 2007.Disponível em: http://www.ufrgs.br/seerbio/ojs/index.php/rbb/article/viewFile/69/67> Acesso em: 15 fev. 2016.

FIDALGO, O.; BONONI, V. L. R. Técnicas de coleta, preservação e herborização de material botânico. São Paulo-SP: Instituto de Botânica, 1989.

FLECK, T.; FONSECA, C. R. Hipóteses sobre a riqueza de insetos galhadores: uma revisão considerando os níveis intra-específico, interespecífico e de comunidade. Neotropical Biology and Conservation, São Leopoldo, v. 2, n. 1, p. 36-45, jan./abril. 2007. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2016.

FLOATE, K.; FERNANDES, G.W.; NILSSON, J. Distinguish intrapopulational categories of plants by their insect fauna: galls on rabbitbrush. Oecologia, Berlin v. 105, p. 221-229, 1996. Disponível em . Acesso em: 20 fev. 2017

KRAUS, J. E.; ARDUIN, M. Manual básico de métodos em morfologia vegetal. Seropédica, RJ: EDUR, 1997.

GONÇALVES-ALVIM, S. J.; FERNANDES, G. W. Comunidades de insetos galhadores (Insecta) em diferentes fisionomias do cerrado em Minas Gerais, Brasil. Revista Brasileira de zoologia, v.18 (supl. 1) p. 289-305, 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbzool/v18s1/v18supl1a25.pdf. Acesso em: 07 jul. 2016

LUZ, G. R.; WILSON FERNANDES, G.; SILVA, J. O.; NEVES, F. S.; FAGUNDES, M. Galhas de insetos em habitats xérico e mésico em região de transição Cerrado-Caatinga no Norte de Minas Gerais, Brasil. Neotropical Biology and Conservation, v. 7, n. 3, p. 171-187, set. /dez. 2012. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/neotropical/article/viewFile/nbc.2012.73.04/1217. Acesso em: 15 fev. 2016.

MAIA, V. C.; AZEVEDO, M. A. P. Micro-himinópteros associados com galhas de Cecidomyiidae (Diptera) em Restinga do Estado do Rio de Janeiro (Brasil). Biota Neotropical, Campinas, v. 9, n. 2, p. 151-164, maio, 2009. Disponível em: http://www.biotaneotropica.org.br/v9n2/pt/fullpaper?bn02809022009+pt. Acesso em: 15 fev. 2016.

MANTOVANI, A.; FILARTIGA, A. L. P.; COELHO. A. N. Anatomia comparada da folha e espata de espécies de Anthurium (Araceae) ocorrentes na Mata Atlântica. Revista Brasileira Botânica, São Paulo, v. 33, n. 1, p.1-17. jan-mar. 2010. Disponível em:. Acesso em 18 fev. 2016.

OLIVEIRA, D. C. Gradientes citológicos e histoquímicos em galhas de insetos. 2010. 61f. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.
OLIVEIRA, D. C.; CHRISTIANO, J. C. S.; SOARES, G. L. G.; ISAIAS, R. M. S. Reações de defesas químicas e estruturais de Lonchocarpus muehlbergianus Hassl. (Fabaceae) a ação do galhador Euphalerus ostreoides Crawf. (Hemiptera: Psyllidae). Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 29, n. 4, p. 657-667, out. /dez. 2006. . Acesso em: 18 fev. 2016.

SAMPAIO, A. C. Distribuição espacial da galha entomógena do morfotipo globoide em Caryocar brasiliense Camb. (Caryocaraceae). 2015. 39f. TCC (Biólogo licenciado) Universidade Federal do Tocantins, Araguaína, 2015.

SILVA, S. C. L.; ALMEIDA-CORTEZ, J. S. Galhas entomógenas de Miconia prasina (Sw.) DC (Melastomataceae) em remanescentes de Floresta Atlântica Nordestina. Departamento de Botânica, Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Pernamuco. Lundiana, Belo Horizonte, v. 7, n. 1, p.33-37, dez. 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 Ago.2017.

SILVA, I. M.; ANDRADE, G. I.FERNANDES, G. W. Os tumores vegetais e seu impacto nas plantas. Ciência Hoje, Rio de Janeiro, v. 18, n. 108, abril, 1995. Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2015.

SANTOS, B. B.; RIBEIRO, B. A.; SILVA, T. M.; ARAÚJO, W. S. Galhas de insetos em uma área de cerrado sentido restrito na região semi-urbana de Caldas Novas (Goiás, Brasil). Revista Brasileira Biociências, Porto Alegre, v.10, n. 4, p.439-445, out. /dez. 2012. . Acesso em: 14 out. 2016.

SANTOS-MENDONÇA, I.V.; ALMEIDA-CORTEZ, J. S. Caraterização da galha induzida por ácaro em Longuncularia racemosa (L.) Garertn (Combretaceae). Biota Neotropical, vol. 7, p. 163-170, out. 2007. Disponível em: http://www.biotaneotropica.org.br/v7n3/pt/fullpaper?bn02607032007+pt Acesso em: 15 fev. 2016.

SCARELI-SANTOS, C.; VARANDA, E. M. Morphological and histochemical study of leaf galls of Tabebuia ochracea (Cham.) Standl. (Bignoniaceae). Phytomorphology, Delhi, v. 53, n. 3-4, p. 105-206, jul./dez. 2003.

SCARELI-SANTOS, C.; VARANDA, E.M. Interações nutricionais em dois sistemas inseto galhador-planta hospedeira no Cerrado. Revista Brasileira Biociências. Porto Alegre, v.7, n.4, p.376-381, nov. 2009. Disponível em: . Acesso em: 17 set. 2015.

SCARELI-SANTOS, C; TEIXEIRA, S. P; VARANDA, E. M. Anatomy of foliar galls of Pouteria Torta (Sapotaceae) induced by Yougomyia sp. Nov. (Diptera, Cecidomyiidae). Phytomorphology, Delhi, v. 58, n. 3-4, p. 139-144, nov. 2008.

SCARELI-SANTOS, C.; URSO-GUIMARÃES, M. V.; VARANDA, E. M. Galhas, galhadores e insetos associados. In: PIVELLO, V. R.; VARANDA, E. M (Org.). Relações entre Plantas e Insetos no Cerrado Pé-de-Gigante, Parque Estadual de Vassununga, SP - Ecologia e Conservação. 1.ed. São Paulo: SMA, 2005.

SCARELI-SANTOS, C.; SILVA, M. D.; OLIVEIRA, F. G. S.; SAMPAIO, A. C. Morfologia e distribuição de galhas foliares de Anacardium occidentale L. (Anacardiaceae) Journal of Bioenergy and Food Science, Macapá, v. 2, n. 4, p.166-171, out./dez., 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18067/jbfs.v2i4.64. Acesso em: 18 fev. 2016.
SUZART, L. R. et al. Biodiversidade flavonóidica e aspectos farmacológicos em espécies dos gêneros Ouratea e Luxemburgia (Ochnaceae). Química Nova, São Paulo, v. 30, n. 4, p.984-987, jun. 2007.Disponível em: . Acesso em 10 fev. 2016.

URSO-GUIMARÃES, M. V.; SCARELI-SANTOS, C.; BONIFÁCIO-SILVA, A.C. Occurrence and characterization of entomogen galls in plants of natural vegetation are as in Delfinópolis, MG - Brazil. Brazilian Journal of Biology, São Carlos, v. 63, n. 4, p. 705–715, nov. 2003. Disponível em: . Acesso em: 19 fev. 2016.
Publicado
2018-10-31
Como Citar
Silva, M., & Scareli-Santos, C. (2018). DESCRIÇÃO MORFOANATÔMICA DAS GALHAS E SUA DISTRIBUIÇÃO NAS FOLHAS DE Ouratea spectabilis (MART. EX ENGL.) ENGL. (OCHNACEAE). DESAFIOS - Revista Interdisciplinar Da Universidade Federal Do Tocantins, 5(Especial), 178-188. https://doi.org/10.20873/uft.2359-3652.2018v5nEspecialp178