VALIDAÇÃO DE LIMPEZA NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA: REVISÃO

Autores

  • Gerlon de Almeida Ribeiro Oliveira

Resumo

Na história da indústria farmacêutica inúmeros desvios que afetaram a qualidade dos medicamentos deram-se devido às contaminações cruzadas. A fim de evitar as contaminações, as Boas Práticas de Fabricação, descritas na RDC 301/2019, exigem documentação de todos os processos de produção de medicamentos, com a definição prévia dos procedimentos. A validação de limpeza pode ser definida como uma evidência documentada que garante a eficácia do procedimento de limpeza realizado nos equipamentos, demonstrando que o produto fabricado após o processo de limpeza não está contaminado por resíduos. O objetivo deste trabalho foi descrever, por meio de uma revisão bibliográfica, a importância da validação de limpeza de equipamentos e a forma como isso é feito em equipamentos da indústria farmacêutica. Para tanto, foi realizada pesquisa bibliográfica nas bases de dados Periódicos Capes, Scielo e Google Acadêmico, usando os seguintes termos de busca: “validação de limpeza”, “processo de limpeza”, “qualidade na indústria farmacêutica”, “validação”, “qualidade de medicamentos” e “contaminação cruzada”, e suas correspondentes em inglês. As análises realizadas após um procedimento de limpeza bem executado, devem apresentar resultados dentro dos limites aceitáveis, para se garantir que a limpeza é suficiente e que, portanto, o medicamento seja produzido com segurança e qualidade.

Downloads

Publicado

2022-05-24

Edição

Seção

Artigos