A SUPPORT TOOL TO IMPROVE COURSE CREDIT TRANSFER IN AN EDUCATION INSTITUTION

  • Marcelo Lisboa UFT http://orcid.org/0000-0002-4034-0021
  • Denis da Silva Passos Universidade Federal do Tocantins
  • David Nadler Prata Universidade Federal do Tocantins
  • Luís Eduardo Bovolato Universidade Federal do Tocantins
  • Diego Paixão Pinheiro Universidade Federal do Tocantins

Resumo

Os processos de equivalência de transferência de curso devem verificar a compatibilidade ou equivalência entre estes componentes curriculares. Nas instituições de ensino, os professores avaliam manualmente tais processos de decisão sem nenhum tipo de suporte tecnológico. Para determinar se os cursos frequentados pelos alunos nas suas instituições de origem podem ser aceites, os professores fazem comparações entre os conteúdos dos dois cursos (frequentados e solicitados). Aliado a isso, o volume semestral desses processos torna a análise tediosa, demorada, sujeita a erros e constantemente desafiada pelos stakeholders. Assim, este trabalho objetiva o desenvolvimento de uma ferramenta de decisão baseada em técnicas de Processamento de Linguagem Natural (PNL) para auxiliar na identificação da equivalência de disciplinas por meio da análise de seus conteúdos. O objetivo da ferramenta de decisão é apoiar os professores na avaliação dos processos de aproveitamento destes componentes curriculares. Para avaliar o desempenho do sistema, construímos um conjunto de dados contendo avaliações de professores em processos reais de equivalências de cursos. Este conjunto de dados foi o padrão ouro (benchmark) para os testes computacionais. As métricas utilizadas nos testes de avaliação da técnica proposta incluíram curva AUROC, Exatidão e F-Measure.

Biografia do Autor

Marcelo Lisboa, UFT

Possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade Católica de Petrópolis (1994), mestrado em Computação pela Universidade Federal Fluminense (1997), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999) e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008). Cursou Pós-Doutorado em Modelagem Computacional na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (campus IPRJ) de 2018 a 2019, sob supervisão do Prof. Antônio José da Silva Neto. Atualmente é Editor Associado da Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão (ISSN: 2525-4782) e do Conselho Editorial da Revista Cereus (ISSN 2175-7275). Atualmente é professor Associado 3 na Universidade Federal do Tocantins (UFT), campus Palmas e docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Modelagem Computacional de Sistemas (PPGMCS) e no curso de graduação em Ciência da Computação. Tem experiência na área de Ciência da Computação, atuando principalmente nos seguintes temas: metaheurísticas, otimização combinatória, programação matemática, mineração de dados e computação de alto desempenho. É Orientador no Mestrado e Doutorado em Modelagem Computacional de Sistemas (Otimização de Sistemas & Inteligência Computacional).

Denis da Silva Passos, Universidade Federal do Tocantins

Possui graduação em Ciência da Computação, especialização em Docência no Ensino da Informática e mestrado em Modelagem Computacional de Sistemas. Foi servidor público efetivo da Secretaria da Fazenda do Tocantins e atualmente faz parte do quadro técnico da Universidade Federal do Tocantins.

David Nadler Prata, Universidade Federal do Tocantins

O professor David Nadler Prata iniciou suas atividades profissionais de informática no exército em 1989, onde projetou e implantou um sistema de informações para o Serviço Nacional de Informações (SNI). Integrou a equipe de implantação do primeiro Centro de Processamentos de Dados do Estado do Tocantins. Desenvolveu o sistema de Patrimônio do Estado em Natural/Adabas, MVS-IBM, e, posteriormente, assumiu a responsabilidade dos sistemas Orçamentário, Financeiro e Contabilidade do Estado. Elaborou o PDI (Plano Diretor de Informática) do Estado para um período de oito anos. Realizou downsinzing dos sistemas financeiros do mainframe para HP-UX/Risc com o SERPRO de Brasília. Implantou o Infoseg no Tocantins com tecnologia do FBI americano. Paralelamente, coordenou o provedor comercial e acadêmico de Internet da Ulbra em Palmas, onde fez um curso de especialização Lato-Sensu para docentes. Fez vários cursos oficiais da Microsoft em Porto Alegre. Atuou como professor da Unitins (Universidade do Tocantins) no curso de Processamento de Dados. Coordenou e implantou provedores de serviços de Internet no Estado do Tocantins pela RNP (Rede Nacional de Pesquisa), conectando o primeiro servidor comercial do estado ao POP (Ponto de Presença), Unitins. Fez seu curso de mestrado em ciência da computação em Campina Grande-PB. Em 2000, foi aos EUA onde recebeu seu certificado CCNA da Cisco. Trabalhou como pesquisador do CNPq pelo Projeto FIACI (ProTeM-CC-CNPq) - UFPE/UFAL, em Maceió-AL. Publicou e apresentou trabalhos como primeiro autor sobre CSCL, avaliação da aprendizagem e ciência de dados na Finlândia, Stanford, Kuala Lumpur, Paris, Londres, China, Portugal, Brasília, Rio de Janeiro, São Luiz, Maceió, Fortaleza, Campina Grande, João Pessoa, Recife, Salvador, Curitiba e São Paulo. Publicou uma coluna mensal no ?Jornal da FAL? sobre Sistemas de Informação. Atuou como reviewer da IEEE para a revista Transactions on Education. Lecionou disciplinas e coordenou os cursos de graduação em bacharelado de Sistemas de Informação, Pós-Graduação Lato-Sensu dos cursos de Redes de Computadores, Engenharia de Software, Banco de Dados e Gestão Estratégica de Sistemas de Informação, da Faculdade de Alagoas ? FAL, durante os anos de 2001 à 2006. Em Março de 2006, ingressou no curso de doutorado da UFCG, na cidade de Campina Grande. Realizou um estágio de duas semanas no NILC, Núcleo Interinstitucional de Lingüística Computacional da USP de São Carlos. Fez um doutorado sandwich de seis meses, na Carnegie Mellon Univesity, em Pittsburgh, Pensilvânia, EUA. Defendeu sua tese em 2008 e transferiu-se em 2009 para a UFT em Palmas-TO. Pesquisador do Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio) do Núcleo Tocantins. Coordenador de Projeto Universal do CNPq, Edital 2014. Bolsista Produtividade da UFT. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas e do Programa de Pós-Graduação em Prestação Jurisdicional e Direitos Humanos. Organizador do livro "Tecnologias Educacionais no Tocantins - Face a Face". Responsável pela elaboração do projeto e coordenação do Mestrado Profissional Interdisciplinar em Modelagem Computacional de Sistemas (PPGMCS), autorizado pela capes em 03/04/2012. Responsável também pela elaboração do projeto e coordenação do Doutorado Profissional Interdisciplinar PPGMCS, autorizado pela capes em 05/04/2019. Firmou parcerias do PPGMCS com o Ministério da Saúde em Brasília, Ministério da Educação, Instituto Federal do Tocantins (IFTO), Tribunal de Justiça do Tocantins, Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO).

Luís Eduardo Bovolato, Universidade Federal do Tocantins

Possui graduação em Geologia pela Universidade Federal de Mato Grosso (1988), especialização em ensino de Geociências pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp (1992), MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas - FGV (2000), mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998) e doutorado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2007). Foi Superintendente do SESI - Serviço Social da Indústria - Regional Estado do Tocantins, no período de 1998 a 2003. É professor Associado III da Universidade Federal do Tocantins, com experiência no ensino de Geociências, com ênfase em Geologia e Hidrogeologia, atuando principalmente nos seguintes temas: lixiviados inorgânicos, saúde coletiva, lençol freático, água subterrânea e contaminação da água subterrânea. Foi Diretor do Campus Universitário de Araguaína, Universidade Federal do Tocantins, entre os anos de 2008 a 2016, Vice-Reitor no período de 2016 a 2017 e atualmente é o Reitor desta mesma Universidade para o período 2017 a 2021. Presidente do Fórum de Universidades Federais da Região Norte para o período 2019 a 2020; Vice-Presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/TO, período 2019-2021 e segundo Vice Presidente da Associação Nacional de Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior - ANDIFES, período 2020-2021.

Diego Paixão Pinheiro, Universidade Federal do Tocantins

Estuda Ciência da Computação na Universidade Federal do Tocantins. Foi monitor nas disciplinas de Introdução à Programação, Introdução à Ciência da Computação e Lógica de Programação. Foi estagiário no Laboratório de Inteligência Artificial do Curso de Ciência da Computação da UFT, onde teve experiência de iniciação científica ao desenvolver uma solução computacional para Otimização Combinatória usando Aprendizado de Máquina. Foi tutor em um curso extracurricular de Linguagem R para alunos do curso de Ciências Econômicas da UFT. Foi estagiário no Instituto de Pesquisas Eldorado, onde trabalhou com "Blockchain" e Desenvolvimento Nativo Android; e participou do Grupo de Estudo de "Machine Learning" do Eldorado Brasília, no qual apresentou um implementação do algoritmo KNN. Atualmente trabalha no Instituto de Pesquisas Eldorado como Analista de Software Trainee.

Publicado
2022-05-24
Como Citar
Lisboa, M., da Silva Passos, D., Nadler Prata, D., Eduardo Bovolato, L., & Paixão Pinheiro, D. (2022). A SUPPORT TOOL TO IMPROVE COURSE CREDIT TRANSFER IN AN EDUCATION INSTITUTION. DESAFIOS - Revista Interdisciplinar Da Universidade Federal Do Tocantins, 9(2), 159-178. https://doi.org/10.20873/uftv9-13388
Seção
Artigos