O COMPORTAMENTO DA LINGUAGEM JORNALÍSTICA NAS STORIES DO INSTAGRAM: ESTUDO DOS PERFIS DO JORNAL O GLOBO E DO PORTAL A CRÍTICA

  • Alessandra Augusto Taveira Universidade Federal do Amazonas
  • Mirna Feitoza Pereira Universidade Federal do Amazonas
Palavras-chave: jornalismo, Linguagem Jornalística, Instagram, stories, Jornal O Globo

Resumo

A adesão dos consagrados veículos jornalísticos a recente proposta de comunicação das Stories do Instagram desvela variadas possibilidades de construção e disseminação da notícia neste ambiente, que ainda possui uma estrutura em vias de se estabelecer. A apropriação deste meio por veículos como Folha de S. Paulo, Nexo Jornal e Estadão denota que um caminho está sendo trilhado, mas deixando lacunas no tratamento dado à notícia. Neste sentido, o presente artigo tem por objetivo investigar o comportamento da linguagem jornalística nas Stories do Instagram dos perfis do Jornal O Globo e do Portal A Crítica a partir da identificação do processo de codificação da notícia neste ambiente, de modo a comparar as performances de ambos quanto à utilização do recurso em questão, a fim de refletir sobre as possibilidades da linguagem jornalística nas Stories. Para tanto, utilizou-se como metodologia a adoção do ponto de vista semiótico para os estudos da comunicação, conforme Machado (2001).

 

PALAVRAS-CHAVE: Linguagem Jornalística; Instagram; Stories; Jornal O Globo; Portal A Crítica.

 

 

ABSTRACT

The adhesion of the renowned journalistic vehicles to the recent communication proposal of Instagram Stories reveals various possibilities of construction and dissemination of news in this environment, which still has a structure in the process of being established. The appropriation of this medium by vehicles such as Folha de S. Paulo, Nexo Jornal and Estadão denotes that a path is being followed, but leaving gaps in the treatment given to the news. In this sense, this article aims to investigate the behavior of journalistic language in the Instagram Stories of the profiles of Jornal O Globo and Portal A Crítica from the identification of the news coding process in this environment, in order to compare the performances of both regarding the use of the resource in question, in order to reflect on the possibilities of journalistic language in the Stories. Therefore, the methodology adopted was the adoption of the semiotic point of view for communication studies, according to Machado (2001).

 

KEYWORDS: Journalistic Language; Instagram; Stories; Jornal O Globo; Portal A Crítica.

 

 

RESUMEN

La adhesión de los vehículos periodísticos de renombre a la reciente propuesta de comunicación de Instagram Stories revela varias posibilidades de construcción y difusión de noticias en este entorno, que todavía tiene una estructura en proceso de establecimiento. La apropiación de este medio por vehículos como Folha de S. Paulo, Nexo Jornal y Estadão denota que se está siguiendo un camino, pero que deja vacíos en el tratamiento dado a las noticias. En este sentido, este artículo tiene como objetivo investigar el comportamiento del lenguaje periodístico en las Historias de Instagram de los perfiles de Jornal O Globo y Portal A Crítica a partir de la identificación del proceso de codificación de noticias en este entorno, con el fin de comparar los rendimientos de ambos con respecto al uso del recurso en cuestión, para reflexionar sobre las posibilidades del lenguaje periodístico en las Historias. Por lo tanto, la metodología adoptada fue la adopción del punto de vista semiótico para los estudios de comunicación, según Machado (2001).

 

PALABRAS CLAVE: Lengua Periodista; Instagram; Stories; Jornal O Globo; Portal A Crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Augusto Taveira, Universidade Federal do Amazonas

Graduanda em Comunicação Social/habilitação Jornalismo na Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal do Amazonas (FIC/UFAM). Integrante do Grupo de Pesquisa em Semiótica da Comunicação –Mediação, e pesquisadora bolsista PIBIC/FAPEAM com o projeto “O Comportamento da Linguagem Jornalística nas Stories do Instagram: Estudo dos Perfis do Jornal O Globo e do Portal A Crítica”.

Mirna Feitoza Pereira, Universidade Federal do Amazonas

Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica – SP. Professora na Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), onde ministra disciplinas relacionadas às teorias e práticas jornalísticas e às teorias e metodologias da pesquisa em comunicação. Líder do Grupo de Pesquisa em Semiótica da Comunicação – Mediação.

Referências

BOTELHO, Jéssica. PEREIRA, Mirna Feitoza. Novas práticas e processos em ensino de jornalismo: A inovação do laboratório experimental de jornalismo em rede da Universidade Federal do Amazonas.. Revista Estudos de Jornalismo. Número 6, Volume 1 (Ensino, práticas e experiências no Jornalismo), 2016a. pp 36-52.

BOTELHO, J. T. S.. Inovação e ensino de jornalismo em rede na Amazônia: o LabF5. Trabalho de Conclusão de Curso. Curso de Jornalismo. Universidade Federal do Amazonas. Manaus, 2016b. Oreintadora: Mirna Feitoza Pereira.

BOTELHO, Jéssica. PEREIRA, Mirna Feitoza. Laboratório de Experimentação em Jornalismo Digital da Ufam - Lab F5: ferramentas e procedimentos de produção, publicação e distribuição. Campo Grande - MS: SBPJor – Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo, V Encontro Nacional de Jovens Pesquisadores em Jornalismo, 2015a.

CERVO, A. L.; SILVA, R.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Prentice. Hall do Brasil, 2006

CGI. Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação no Brasil [livro eletrônico]: TIC Domicílios e Empresas 2012. Coordenação executiva e editorial Alexandre F. Barbosa. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2013.

MAFFESOLI, Michel. O instante eterno: o retorno do trágico nas sociedades pós-modernas. São Paulo: Zouk, 2003.

MACHADO, Irene. O ponto de vista semiótico. Teorias da comunicação: conceitos, escolas e tendências, v. 3, p. 279-309, 2001.

NEVEU, E. Sociologia do jornalismo. São Paulo: Loyola, 2006.

RECUERO, Raquel. Introdução à análise de redes sociais. Salvador: EDUFBA, 2017.

SCHWINGEL, Carla. Ferramentas de publicação de conteúdos na Internet no contexto do ciberjornalismo. In: CD ROM do XI Encontro de Professores de Jornalismo. São Paulo, 2008.

_________________. Ciberjornalismo/Carla Schwingel. – São Paulo: Paulinas, 2012. – (Coleção comunicação em pauta).

_________________. Comunicação e criação na Internet: análise das equipes de desenvolvimento Web e dos grupos de desenvolvimento de software. [Dissertação de Mestrado da Universidade Federal da Bahia], 2002.

_________________. Jornalismo digital de quarta geração: a emergência de sistemas automatizados para o processo de produção industrial do jornalismo digital In: ANAIS XIV COMPÓS. Niterói/Rio de Janeiro, jun. 2005a.

Publicado
2019-09-01
Como Citar
Taveira, A. A., & Feitoza Pereira, M. (2019). O COMPORTAMENTO DA LINGUAGEM JORNALÍSTICA NAS STORIES DO INSTAGRAM: ESTUDO DOS PERFIS DO JORNAL O GLOBO E DO PORTAL A CRÍTICA. Aturá - Revista Pan-Amazônica De Comunicação, 3(3), 219-246. Recuperado de https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/atura/article/view/7602