Modelagem Hidrológica em uma Sub-bacia Hidrográfica do Baixo Rio Araguaia, TO

  • Marcelo Ribeiro Viola Universidade Federal do Tocantins
  • Carlos Rogério de Mello Universidade Federal de Lavras
  • Marcos Giongo Universidade Federal do Tocantins
  • Samuel Beskow Universidade Federal de Pelotas
  • André Ferreira dos Santos Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: Simulação de hidrologia, bacia do rio Lontra, gestão de recursos hidricos

Resumo

A simulação hidrológica é uma ferramenta importante para o gerenciamento de recursos hídricos, pois permite que os profissionais avaliem os impactos de atividades antrópicas e mudanças climáticas na disponibilidade de água. A bacia hidrográfica do rio Lontra está situada na bacia do baixo rio Araguaia, que é uma importante região econômica do norte do estado do Tocantins. O entendimento de suas características hidrológicas é fundamental para o desenvolvimento de estudos ambientais para apoiar a tomada de decisões relacionadas ao gerenciamento de recursos hídricos, uma vez que forte pressão tem sido observada devido à expansão da fronteira agrícola e ao centro econômico instalado. O modelo hidrológico LASH (sigla para Lavras Simulation of Hydrology) é caracterizado como um modelo determinístico, semi-conceitual e espacialmente distribuído e foi aplicado com sucesso em bacias hidrográficas localizadas no sudeste do Brasil. Verificou-se neste estudo que o modelo foi capaz de capturar adequadamente o regime hidrológico geral na bacia hidrográfica estudada. Três coeficientes estatísticos utilizados para medir o modelo de ajuste, Nash-Sutcliffe (CNS), Log (CNS) e coeficiente de determinação (R²) apresentaram valores superiores a 0,74, 0,80 e 0,90, respectivamente. A curva de duração do fluxo simulado apresentou um bom ajuste em relação ao observado, com pequenos erros para predição de vazões mínimas e máximas. Assim, podemos concluir que o modelo LASH simula adequadamente o regime hidrológico da bacia hidrográfica do rio Lontra e pode ser aplicado para avaliação da disponibilidade hídrica ou planejamento e gerenciamento de recursos hídricos na bacia do baixo rio Araguaia.

Referências

Aquino, S.; Latrubesse, E. M.; Souza Filho, E. E. de. (2009), Caracterização hidrológica e geomorfológica dos afluentes da bacia do rio Araguaia. Revista Brasileira de Geomorfologia, 10, 43-54.

ANA. Agência Nacional de Águas. Bacia Hidrográfica dos Rios Tocantins-Araguaia. Disponível em http://www2.ana.gov.br/Paginas/servicos/planejam ento/planoderecursos/Tocantins-Araguaia> Acesso em: 27 jul. 2012.

Beskow, S. LASH model: a hydrological simulation toll in gis framework. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Lavras, 2009.

Beskow, S.; Mello, C. R.; Norton, L. D.; da Silva, A. M. (2011), Performance of a distributed semi- conceptual hydrological model under tropical watershed conditions. Catena, 86, 160-171.

BDMEP: Banco de dados. Disponível em : < http://www.inmet.gov.br/projetos/rede/pesquisa/>. Acesso em: 10 mar. 2012.

Bormann, H.; Breuer, L.; Graff, T.; Huisman, J. A. (2007), Analyzing the effects of soil properties changes associated with land use changes on the simulated water balance: a comparison of three hydrological catchment models for scenario analysis. Ecological Modelling, 209, 29-40.

Collischonn, W.; Tucci, C.E.M.; Haas, R.; Andreolli, I. (2005), Forecasting River Uruguay flow using rainfall forecasts from a regional weather-prediction model. Journal of Hydrology, 305, 87-98.

Henry, R. Ecótonos nas interfaces dos ecossistemas aquáticos. Ed. Rima, São Carlos, 350p., 2003

HIDROWEB: banco de dados. Disponível em : < http://hidroweb.ana.gov.br/>. Acesso em: 10 mar. 2012.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2004. Mapa de Biomas do Brasil. Disponível em: . Acesso em: 05 jul. 2010.

Kark, S. and Rensburg, B. J. (2006), Van. Ecotones: Marginal or central areas of transition? Israel Journal of Ecology and Evolution , 52, 29- 53, 2006.

Latrubesse, E. and Stevaux, J. C. (2002), Geomorphology and environmental aspects of Araguaia fluvial basin, Brazil. Geomorphologie, 129, 109-127.

Legates, D. R. and Mccabe, G. J. (1999), Evaluating the use of “goodness of fit” measures in hydrologic and hydroclimatic model validation. Water Resources Research, 26, 69-86.

Licciardelo, F.; Zema, D. A.; Zimbone, S. M.; Bingner, R. L. (2007), Runoff and soil erosion evaluation by the AnnAGNPS model in a small Mediterranean Watershed. Transactions of the ASABE, 50, 1585-1593.

Liew, M. W. Van; Arnold, J. G.; Garbrecht, J. D. (2003), Hydrologic simulation on agricultural watersheds: choosing between two models. Transactions of the ASAE, 46, 1539-1551.

MAGNA ENGENHARIA LTDA. Plano de recursos hídricos das bacias hidrográficas dos rios Lontra e Corda, na região do bico do Papagaio/TO. Relatório: Palmas, 2002.

Malanson, G. P. (997), Effects of feedbacks and seed rain on ecotone patterns. Landscape Ecology, 12, 27-38.

Marsik, M. and Waylen, P. (2006), An application of the distributed hydrologic model CASC2D to a tropical montane watershed. Journal of Hydrology, 330, 481-495.

Mello, C. R.; Viola, M. R.; Norton, L. D.; Silva, A. M.; Weimar, F. A. (2008), Development and application of a simple hydrologic model simulation for a Brazilian headwater basin. Catena, 75, 235-247.

Moriasi, D. N.; Arnold, J. G.; Liew, M. W. Van; Binger, R. L.; Harmel, R. D.; Veith, T. (2007), Model evaluation guidelines for systematic quantification of accuracy in watershed simulations. Transactions of the ASABE, 50, 885- 900.

Nash, J. E. and Sutcliffe, J. V. (1970), River flow forecasting through conceptual models part I: a discussion of principles. Journal of Hydrology, 10, 282-290.

Nobrega, M. T.; Collischonn, W.; Tucci, C. E. M.; Paz, A. R. (2011), Uncertainty in climate change impacts on water resources in the Rio Grande Basin, Brazil. Hydrology and Earth System Sciences, 15, 585-595.

Notter, B.; Macmillan, L.; Viriroli, D.; Weingartner, R.; Liniger, H. P. (2007), Impacts of environmental change on water resources in the Mt. Kenya Region. Journal of Hydrology, 343, 266-278.

Ribeiro Neto, A.; Silva, R. C. V.; Collischonn, W.; Tucci, C. E. (2008), Simulação na Bacia Amazônica com Dados Limitados: Rio Madeira. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, 13, 47-58.

SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E DA MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA. Mapeamento das Regiões Fitoecológicas e Inventário Florestal do Estado do Tocantins. Palmas: SEPLAN, 2011.

SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E DA MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA. Atlas do Tocantins: subsídios ao planejamento da gestão territorial. 6. Ed. rev. atu. Palmas: SEPLAN, 2012.

SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Plano Estadual de Recursos Hídricos. Palmas: SEMADES, 2011.

Stackelberg, N. O. Von; Chescheir, G. M.; Skaggs, R. W.; Amatya, D. M. (2007), Simulation of the hydrologic effects of afforestation in the Tacuarembó River Basin, Uruguay. Transactions of the ASABE, 50, 455-468.

Thanapakpawin, P.; Richey, J.; Thomas, D.; Rodda, S.; Campbell, B.; Logsdon, M. (2007), Effects of landuse change on the hydrologic regime of the Mae Chaem river basin, NW Thailand. Journal of Hydrology, 334, 215-230.

Viola, M. R. Simulação hidrológica na Região Alto Rio Grande a montante do reservatório de Camargos/CEMIG. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Lavras, 2008.

Viola, M. R.; Mello, C. R.; Acerbi Junior, F. W.; Silva, A. M. (2009), Modelagem hidrológica na bacia hidrográfica do Rio Aiuruoca, MG. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 13, 581-590.

Viola, M. R. Simulação hidrológica na cabeceira da bacia hidrográfica do rio Grande de cenários de usos do solo e mudanças climáticas A1B. Tese (Doutorado em Recursos Hídricos em Sistemas Agrícolas) - Universidade Federal de Lavras, 2011.

Zaapa, M. Multiple-response verification of a distributed hydrological model at different spatial scales. Thesis (Ph.D. in Natural Science) - Swiss Federal Institute of Technology, 2002.

Zhang, H. G.; Fu, S. H.; Fang, W. H.; Imura, H.; Zhang, X. C. (2007), Potential effects of climate change on runoff in the Yellow River Basin of China. Transactions of the ASABE, 50, 911-918.

Publicado
2012-08-01
Como Citar
Viola, M. R., de Mello, C. R., Giongo, M., Beskow, S., & dos Santos, A. F. (2012). Modelagem Hidrológica em uma Sub-bacia Hidrográfica do Baixo Rio Araguaia, TO. Journal of Biotechnology and Biodiversity, 3(3), 38-47. https://doi.org/10.20873/jbb.uft.cemaf.v3n3.viola

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)