PIBID DE HISTÓRIA UFT ARAGUAÍNA: UM OLHAR SOBRE A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO PEDAGÓGICO DE CONTEÚDO

  • Leandro Alves dos Reis Universidade Federal do Tocantins
  • Rosária Helena Ruiz Nakashima Universidade Federal do Tocantins
  • Mariseti Cristina Soares Lunckes Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: Pibid, Formação de professores de História, Conhecimentos pedagógicos de conteúdo

Resumo

O presente trabalho tem como finalidade compreender como é o processo de construção do conhecimento pedagógico de conteúdo na visão dos bolsistas do Programa de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) de História, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Campus de Araguaína. Em uma perspectiva qualitativa, buscou-se compreender como esse processo é construído a partir dos fundamentos de Lee Shulman, Maria da Graça Mizukami e Selva Guimarães Fonseca, que possibilitaram a análise de um questionário aplicado, a fim de identificar como os bolsistas percebem a importância desse saber docente. Os resultados evidenciaram que os bolsistas estão construindo tal saber e reconheceram a sua importância na formação, enquanto futuros professores. A pesquisa indicou ainda que essa construção se deve muito ao Pibid, por sua significativa contribuição no processo de formação de docentes críticos de sua prática. O Pibid tem estreitado laços entre a escola e a universidade e isso enriquece muito os envolvidos pela oportunidade de vivenciarem seu futuro campo de trabalho, a escola.

Referências

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Produção didática de história: trajetórias de pesquisas. Revista História [online]. 2011, n.164, p. 487-516. Disponível em http://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/viewFile/19206/21269. Acesso em 20.12.2016

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros curriculares nacionais: História – 5ª a 8ª séries. Brasília: MEC/SEB, 1998.

______. Conselho Nacional de Educação/Câmara Superior de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de História. Parecer CNE/CES n. 492, de 9 julho de 2001.

______. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. PCN+ Ensino Médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciências Humanas e suas Tecnologias. Brasília: MEC, SEMTEC, 2002.

FONSECA, Selva Guimarães. Caminhos da História ensinada. Campinas: Papirus, 1993.

______.Como nos tornamos professores de História: a formação inicial e continuada. In:______. Didática e prática de ensino de história: Experiências, reflexões e aprendizagens. Campinas SP. Papirus, 2003.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e Técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Altas, 2008.

MIZUKAMI, Maria das Graças Nicoletti. Aprendizagem da docência: algumas contribuições de L.S. Shulman. Revista Educação, Santa Maria, v.29, n. 02, p.1-13, 2004.

______. Aprendizagem da docência: Professores Formadores. Revista E – Curriculum, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 1-16, jul. 2005-2006.

PAVIANI, Neires M. S.; e FONTANA, Niura M. Oficinas pedagógicas: relato de uma experiência. 2009. Disponível em http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/conjectura/article/viewFile/16/15. Acesso em 23.12.2016

SILVA, Marcos Antônio da; FONSECA, Selva Guimarães. Ensino de História hoje: errâncias, conquistas e perdas. Revista Brasileira de História, v. 30, n. 60, p.13-33, 2010.
Publicado
2017-01-19
Seção
Dossiê