A ANIMÁLIA NA NARRATIVA POÉTICA DE GUIMARÃES ROSA COMPARADA A LES CHANTS DE MALDOROR, SOB O OLHAR DE GASTON BACHELARD

  • Elvira Livonete Costa PUC GO

Resumo

 A imaginação poética roseana garante e norteia os fluxos de uma arte literária geradora de um universo consubstanciado pela figura animal. Rosa deposita em sua tessitura, de forma sui generis, o intenso lirismo da palavra essencial para descrever delicadamente sua animália, porquanto o brilho celestial de seu bestiário reverbera de sua poesia primeira. Partindo da concepção filosófica de Gaston Bachelard acerca da essência poética de Lautréamont, lançamos um olhar sobre alguns possíveis aspectos que seriam destacados pelo filósofo francês no interior da ação poética roseana, enfatizando a relevância e as peculiaridades da figura animal estabelecida em meio à composição literária de Guimarães Rosa. Bachelard reflete acerca da excepcional poeticidade que Isidore Ducasse extrai da figura animal em Les Chants de Maldoror, no qual o poeta alcança o âmago do vigor poético por meio de impulsos primitivos gerados a partir da extrema agressividade e violência de seu bestiário, engendrando assim uma espécie de transmutação poética fundada em uma realidade psicológica. A essência da poesia ducasseana evoca um dizer genuíno, inesperado e arrebatador fundamentado na primitividade surrealista de experiências do pensamento. Nesse devir, Lautréamont recolhe seu dito poético do súbito das imagens, visto que as palavras já se esvaziaram de uma fala original, e perderam-se em sua transparência. O poeta dispensa a linguagem solapada pela falação para pronunciar seu discurso poético por meio de suas imagens, instaurando assim uma múltipla enunciação.

 

Biografia do Autor

Elvira Livonete Costa, PUC GO

Mestrado em Letras - Literatura e Crítica Literária pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (2016). Graduação em Letras - Português e Inglês pela Universidade Estadual de Goiás (2003). Pós-Graduação em Psicologia da Educação pela Faculdade de Anápolis (2006). Atualmente é professora de Língua Portuguesa e Inglês na Secretaria da Educação de Goiás - SEDUCE, Professora de Língua Portuguesa da Faculdade Itapuranga - FAI, membro do Núcleo Docente Estruturante do curso de Ciências Contábeis (NDE) da FAI e do Corpo Editorial da Revista Científica FAI. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa e Literatura, atuando principalmente nos seguintes temas: Guimarães Rosa.

Publicado
2018-05-30