A Bíblia e a literatura

O símbolo como cortejo entre o sagrado e o secular

  • Roberto Antonio Penedo do Amaral

Resumo

O ensaio busca problematizar o Símbolo como o elemento que estabelece o cortejo
entre o sagrado e o secular, tanto na escritura quanto na leitura da Bíblia, ao tensionar a sua
prevalecente dimensão sagrada com o seu irrecusável aspecto humanístico e literário. A
fundamentação teórica recai sobre a trajetória de pesquisa do pensador francês Gilbert Durand
(1921-2012) sobre o símbolo e o imaginário, bem como a denúncia que ele efetua ao que ele
chama de esvaziamento simbólico do pensamento ocidental; e sobre os estudos dos críticos
literários John B. Gabel, Charles B. Wheeler, Northrop Frye (1912-1991), Robert Alter e Frank
Kermode (1919-2010) da relação entre a Bíblia e a literatura.

Publicado
2021-01-15

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)