COMUNICAÇÃO INTEGRADA EM UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA: um modelo para análise situacional na perspectiva da teoria da comunicação integrada e da análise de redes sociais

Palavras-chave: Comunicação Organizacional Integrada; Comunicação Pública; Análise de Redes Sociais.

Resumo

Esse artigo apresenta um modelo para análise situacional da comunicação integrada em uma Universidade pública fundamentado na perspectiva da Teoria da Comunicação Organizacional Integrada e da Análise de Redes Sociais. O modelo proposto comporta conceitos, finalidades e procedimentos para o aprimoramento dos processos da comunicação organizacional deste tipo de organização pública. Trata-se de um estudo teórico, desenvolvido por meio de uma pesquisa bibliográfica que considera as especificidades da comunicação pública, tomando como parâmetro de referência um composto da comunicação organizacional integrada em uma Universidade pública, formado por três dimensões: Comunicação Institucional, Comunicação Interna e Comunicação Relacional, o qual é adaptado do composto desenvolvido por Kunsch (2003).

 

PALAVRAS-CHAVES: Comunicação Organizacional Integrada; Comunicação Pública; Análise de Redes Sociais.

 

 

ABSTRACT

This article presents a model for situational analysis of integrated communication in a public university based on the perspective of the Theory of Integrated Organizational Communication and Analysis of Social Networks. The proposed model includes concepts, purposes and procedures for the improvement of organizational communication processes of this type of public organization. This is a theoretical study, developed through a bibliographical research that considers the specificities of public communication, taking as reference benchmark a composite of organizational communication integrated in a public university, formed by three dimensions: Institutional Communication, Internal Communication and Relational Communication, which is adapted from the compound developed by Kunsch (2003).

 

KEYWORDS: Integrated Organizational Communication; Public Communication; Analysis of Social Networks.

 

 

RESUMEN

Este artículo presenta un modelo para análisis situacional de la comunicación integrada en una Universidad pública fundamentada en la perspectiva de la Teoría de la Comunicación Organizacional Integrada y del Análisis de Redes Sociales. El modelo propuesto comporta conceptos, finalidades y procedimientos para el perfeccionamiento de los procesos de la comunicación organizacional de este tipo de organización pública. Se trata de un estudio teórico, desarrollado por medio de una investigación bibliográfica que considera las especificidades de la comunicación pública, tomando como parámetro de referencia un compuesto de la comunicación organizacional integrada en una Universidad pública, formado por tres dimensiones: Comunicación Institucional, Comunicación Interna y Comunicación Relacional, el cual es adaptado del compuesto desarrollado por Kunsch (2003).

 

PALABRAS CLAVES: Comunicación Organizacional Integrada; Comunicación pública; Análisis de Redes Sociales.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Emília Galvão Holanda, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestre no Programa de Pós-Graduação em Gestão Pública da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), possui Especialização em Gestão Universitária (2011) e Graduação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo (2005), ambas pela UFRN. É servidora efetiva da mesma instituição e Coordenadora do Setor de Comunicação da Escola de Saúde da UFRN. E-mail: anaemilia_galvao@yahoo.com.br.

Pâmela de Medeiros Brandão, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutora em Administração pela Universidade Federal da Bahia, com graduação e mestrado em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Professora Adjunto A, do Departamento de Administração Pública e Gestão Social (DAPGS/UFRN). E-mail: pamela_brandao@yahoo.com.br.

Referências

BRASIL. Ouvidoria-Geral da União. Manual de Ouvidoria Pública: rumo ao sistema participativo. Brasília: Ouvidoria-Geral da União, 2015. Edição revisada e ampliada da coleção OGU. Disponível em: www.cgu.gov.br/ouvidoria. Acesso em: 21 dez. 2018.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Lei de acesso à informação (2011). proDiário Oficial da União, Brasília, DF, 18 nov. 2011. Edição Extra. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm. Acesso em: 16 abr. 2018.

BIAGINI, Liane (org.). O Papel da ouvidoria no contexto acadêmico. Recife: Editora da UFPE, 2016. Recurso Eletrônico. Disponível em: http://www.upe.br/ouvidoria/phocadownload/userupload/publicacoes/o_papel_da_ouvidoria_no_contexto_academico_universitario.pdf. Acesso em: 21 dez. 2018.

BAIRRAL, Maria Amália da Costa; SILVA, Adolfo Henrique Coutinho e; ALVES, Francisco José dos Santos. Transparência no setor público: uma análise dos relatórios de gestão anuais de entidades públicas federais no ano de 2010. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 49, n. 3, p. 643-675, maio/jun. 2015. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/49087/47824. Acesso em: 21 dez. 2018.

BASTOS, Aline. Comunicação da ciência para o engajamento público no Brasil. In: CONGRESSO DE COMUNICAÇÃO DE CIÊNCIA, 4., 2016, Lisboa. Livro de pôsteres[...]. Lisboa, Portugal: SCICOM, 2016a. p. 33, v. único. Disponível em: https://pt.slideshare.net/scicompt/scicompt-2016-livro-de-psteres. Acesso em: 04 fev. 2018.

BASTOS, Aline. Perspectivas do Modelo Relacional para a Comunicação das Instituições de C&T. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 34., 2016. Anais... São Paulo, SP: Intercom, 2016b. v. único. Disponível em: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/resumos/R11-0228-1.pdf . Acesso em: 04 fev. 2016.

BRANDÃO, Pamela de Medeiros. Os efeitos da democraticidade dos espaços públicos participativos para o desempenho de destinos turísticos. 2014. 283 p. Tese (Doutorado em Administração)–Setor de Pós-Graduação em Administração – NPGA, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014. Disponível em: http://www.adm.ufba.br/sites/default/files/publicacao/arquivo/tese_finalizada_pos-defesa_atual.pdf. Acesso em: 04 fev. 2018.

BRANDÃO, Elizabeth Pazito. Conceito de comunicação pública. In: DUARTE, Jorge (org.). Comunicação Pública: estado, mercado, sociedade e interesse público. São Paulo: Atlas, 2012. p. 1-33.

COGECOM. COLÉGIO DE GESTORES DE COMUNICAÇÃO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS. Raio-X Dos Setores De Comunicação Das Universidades Federais. Série: Transparência, Informação e Comunicação das Universidades Federais. Brasília: ANDIFES, 2017. Disponível em: http://cogecom.andifes.org.br/?p=470. Acesso em: 25 abr. 2019.

CURVELLO, João José Azevedo. A dimensão interna da comunicação na administração pública. In: DUARTE, Jorge (org.). Comunicação pública: estado, mercado, sociedade e interesse público. São Paulo: Atlas, 2012. p. 201-213.

CASTRO, Maria Céres Pimenta Spínola. Os desafios da comunicação pública na Universidade pública. São Carlos, SP: UFSCar, 2 dez. 2013. Disponível em: http://www.ccs.ufscar.br/relatorios/os-desafios-da-comunicacao-publica-na-Universidade-publica/view. Acesso em: 21 jan. 2018.

DUARTE, Jorge. Instrumentos de comunicação pública. In: (org.). DUARTE, Jorge Comunicação Pública: estado, mercado, sociedade e interesse público. São Paulo: Atlas, 2012. p. 59-71.

DUARTE , Jorge. Comunicação pública. São Paulo: Atlas, 2007. p. 47-58. Disponível em: http://www.jforni.jor.br/forni/files/ComP%C3%BAblicaJDuartevf.pdf. Acesso em: 21 jan. 2018.

DUARTE, Jorge; MONTEIRO, Graça. Potencializando a comunicação nas organizações. In: KUNSCH, Margarida Maria Krohling (org). Comunicação organizacional: linguagem, gestão e perspectivas. São Paulo: Saraiva, 2009. p. 334-359, v. 2.

FORPROEX – FORUM DE PRO-REITORES DAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRAS. Política Nacional de Extensão Universitária. Manaus: FORPROEX, 2012. Disponível em: http://proex.ufsc.br/files/2016/04/Pol%C3%ADtica-Nacional-de-Extens%C3%A3o-Universit%C3%A1ria-e-book.pdf. Acesso em: 07 mar. 2018

GAMA, Janyluce Rezende; RODRIGUES, Georgete Medleg. Transparência e acesso à informação: um estudo da demanda por informações contábeis nas Universidades federais brasileiras. Transinformação, Campinas, v. 28, n. 1, p. 47-58, abr. 2016. Disponível em:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-37862016000100047&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 27 dez. 2018.

HANNEMAN, Robert A.; RIDDLE, Mark. Introduction to social network methods. Riverside, CA: University of California, 2005. Disponível em: http://faculty.ucr.edu/~hanneman/nettext/. Acesso em 09 fev. 2018.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Comunicação pública, sociedade e Universidade. In: ENCONTRO MULTICAMPI DE COMUNICAÇÃO DA UNEB, 1., 2013. Anais... Salvador, BA: MULTICOM, 2013. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=K5Lbbd7r-DU. Acesso em: 19 jan. 2018.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. 2. ed. São Paulo: Summus, 2003.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Comunicação Organizacional: contextos, paradigmas e abrangência conceitual. Matrizes, São Paulo, v. 8, n.2, p. 35-61, jul./dez. 2014. disponível em: file:///C:/Users/ESUFRN/Downloads/90446-Article%20Text-130562-1-10-20150224.pdf. Acesso em: 04 fev. 2018.

KUNSCH, Margarida Maria Krohling. Comunicação pública: direitos de cidadania, fundamentos e práticas. In. HELOIZA MATOS (org.). Comunicação pública: interlocuções, interlocutores e perspectivas. São Paulo: ECA/USP, 2012. p.13-27. Disponível em: http://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/ata/pos/ppgcom/ciencias%20da%20comunicacao.%20e-books.%20%20comunica%C3%A7%C3%A3o%20publica.pdf#page=14>. Acesso em: 20 dez. 2018.

KOTLER, Philip; LEE, Nancy. Marketing no setor público: um guia para o desempenho mais eficaz. Porto Alegre: Bookman, 2008.

LIMA, Fábia Pereira; BASTOS, Fernanda de Oliveira. Reflexões sobre o objeto da comunicação no contexto organizacional. In: OLIVEIRA, Ivone de Lourdes; LIMA, Fábia Pereira. Propostas conceituais para a comunicação no contexto organizacional. São Caetano do Sul, SP: Difusão Editorial; Rio de Janeiro: Senac Rio, 2012. p. 25-48. Disponível em: https://luisgustavocorporativo.files.wordpress.com/2012/06/propostas_conceituais_para_comunicac3a7c3a3o_contexto_organizacional_capitulo_1.pdf. Acesso em: 22 maio. 2018.

MARTELETO, Regina Maria. Análise de redes sociais - aplicação nos estudos de transferência da informação. Ci. Inf., Brasília, v. 30, n. 1, p. 71-81, apr. 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-19652001000100009&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 05 fev. 2018.

MARTELETO, Regina Maria. Redes Sociais: Formas de participação e de

informação. In: GÓMEZ, Maria N. G.; LIMA, Clóvis R. M. (org.) Informação e democracia: a reflexão contemporânea da ética e da política. Brasília: IBICT, 2010. p.156-166. Disponível em: http://livroaberto.ibict.br/bitstream/1/429/1/Informa%C3%A7%C3%A3o%20e%20Democracia.pdf. Acesso em: 29 jan. 2018.

MARCHIORI, Marlene Regina. Comunicação interna: um fator estratégico no sucesso dos negócios. In: MARCHIORI, Marlene Regina (ed.). Faces da cultura e da comunicação organizacional. São Paulo: Difusão, 2008. p. 207-224.

MARCHIORI, Marlene Regina. Os desafios da comunicação interna nas organizações. Conexão – Comunicação e Cultura, UCS, Caxias do Sul, v. 9, n. 17, jan./jun. 2010. Disponível em: http://www.uel.br/grupo-estudo/gecorp/images/os_desafios_de_comunica%C3%A7%C3%A3p_interna.pdf. Acesso em: 12 dez. 2018.

MATOS, Heloiza. A Comunicação Pública no Brasil e na França: desafios conceituais. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 32., 2009. Anais... São Curitiba, PR: Intercom, 2009. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2009/resumos/R4-3060-1.pdf . Acesso em: 23 dez. 2018.

OLIVEIRA, Fabíola de. Jornalismo científico. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2005.

O’MALLEY, James A.; MARSDEN, Peter V. The Analysis of Social Networks. Health Serv Outcomes Res Methodol., v. 8, n. 4, p. 222-269, 1 dec. 2008. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2799303/. Acesso em: 30 jan. 2018.

PINHO, J. B. Comunicação em marketing: princípios da comunicação mercadológica. 2. ed. Campinas: Papirus, 1991.

SUGAHARA, Cibele Roberta; VERGUEIRO, Waldomiro. Aspectos conceituais e metodológicos de redes sociais e sua influência no estudo de fluxos de informação. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 7, n. 2, p. 102-117, 2010. Disponível em: http://www.producao.usp.br/bitstream/handle/BDPI/32347/art_VERGUEIRO_Aspectos_2010.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 09 fev. 2018.

SILVA, Cássia Carolina Borges da; CALIC, Carlos. A Compreensão do marketing no serviço público: um estudo de caso no INSS. Tourism and Management Studies International Conference Algarve, v. 1, 2012. Disponível em: https://www.redalyc.org/html/3887/388743874021/. Acesso em: 10 maio 2018.

SERRAT, Olivier. Marketing in the Public Sector. Knowledge Solutions, v. 16. In: SPRINGER, Singapore, 2017. Disponível em: https://link.springer.com/content/pdf/10.1007%2F978-981-10-0983-9_16.pdf. Acesso em: 03 maio. 2018.

SILVA, Luiz Martins da. Publicidade do poder, poder da publicidade. In: DUARTE, Jorge (org.). Comunicação Pública: estado, mercado, sociedade e interesse público. São Paulo: Atlas, 2012. p. 180-191.

SCROFERNEKER, Cleusa Maria Andrade. Perspectivas teóricas da comunicação

organizacional. [São Paulo]: Associación Latinoamericano de Investigadores de la Comunicación, 2006. Disponível em:

http://www.eca.usp.br/associa/alaic/boletin11/cleusa.htm. Acesso em: 20 out. 2017.

TORQUATO, Gaudêncio. Comunicação nas organizações: empresas privadas, instituições e setor público. São Paulo: Summus, 2015. E-book [recurso eletrônico].

TOMAEL, Maria Inês; MARTELETO, Regina Maria. Redes sociais: posições dos atores no fluxo da informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, p. 75-91, jul. 2006. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2006v11nesp1p75. Acesso em: 31 jan. 2018.

Publicado
2019-07-01
Como Citar
HOLANDA, A. E.; BRANDÃO, P. DE M. COMUNICAÇÃO INTEGRADA EM UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA: um modelo para análise situacional na perspectiva da teoria da comunicação integrada e da análise de redes sociais. Revista Observatório, v. 5, n. 4, p. 502-524, 1 jul. 2019.
Seção
Tema Livre / Free Theme / Tema Libre